Trabalho infantil cai 23%, mas ainda atinge 700 mil crianças no Brasil

Por: Instituto Filantropia
19 Fevereiro 2013 - 23h37

O número de crianças de 5 a 13 anos que trabalham no país caiu 23,5% entre 2009 e 2011. Apesar disso, o contingente de trabalhadores nessa faixa etária ainda soma 704 mil pequenos em todo o país. Os dados constam na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2011 (PNad), divulgada em 21 de novembro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No Brasil, a atuação profissional de crianças com 13 anos ou menos é ilegal. A maior parte desses trabalhadores tem de 10 a 13 anos (615 mil) e são meninos (497 mil), e 63% dos casos ocorrem no campo. Em média, os 2,5% dos brasileiros de 5 a 13 anos que trabalham no país dedicam 17 horas por semana à atividade e conseguem renda de R$ 178 mensais.
A maioria (53,4%), no entanto, sequer recebe pela atividade executada. Entre as regiões brasileiras, a Nordeste concentra o maior contingente de trabalhadores com essa faixa etária (336 mil), por questões econômicas. Na Região Sul, onde 80 mil crianças trabalham, há o fator cultural pelo qual os pais têm o costume de ensinar o ofício aos filhos. Já entre os adolescentes de 14 a 17 anos, faixa etária em que a atuação profissional é permitida sob determinadas condições, houve também queda no número de trabalhadores, passando de 3,35 milhões em 2009 para 2,97 milhões em 2011.
www.ibge.gov.br

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
20.245
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
3.592
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas
Prazo
Matchfunding Enfrente o Corona
Prazo
31 Dez
2020
IberCultura Viva 2020
Prazo
30 Nov
2020
Stop Slavery Award 2021
Prazo
Patrocínio BS2
Prazo
Paranapanema - Doações e Patrocínios
Prazo
Aceleradora P&G Social
Prazo
20 Set
2020
Edital de Patrocínio - Banco da Amazônia
Prazo
2 Out
2020
Arte em Toda Parte
Prazo
20 Set
2020
Prêmio 99 de Jornalismo

PARCEIROS VER TODOS