Segundo instituição internacional, serra de Minas Gerais é um dos locais que correm risco de desaparecer

Por: Thaís Iannarelli
10 Outubro 2013 - 13h25

A cidade de Veneza e a Serra da Moeda, em Minas Gerais, estão entre os locais e marcos internacionais que correm risco de desaparecer ou serem danificados devido a impactos ambientais, sociais e políticos. As informações são do relatório "2014 World Monuments Watch list" (lista de países que devem ser monitorados em 2014), da organização sem fins lucrativos World Monuments Fund (WMF). Localizada perto de Belo Horizonte e dona de diversas atrações turísticas, a Serra da Moeda encontra-se na lista devido a atividades econômicas -- no caso, a extração de minério de ferro. Diversos marcos históricos dos séculos 17 e 18 existentes na região, além de comunidades quilombolas, têm sido comprometidos com a atividade mineradora local que alterou bruscamente a paisagem ao longo dos tempos. O estudo bienal relacionou 67 locais e monumentos de importância internacional de 41 países na sua lista de risco. Entre eles, os pesquisadores afirmam que Veneza, na Itália, arrisca tornar-se um exemplo dos malefícios de colocar o dinheiro à frente do patrimônio. Na última década, o turismo de navegação forçou a cidade ao seu ponto de saturação ambiental. A WMF também dá destaque à guerra na Síria, que estaria comprometendo a sobrevivência do patrimônio cultural do país - motivo pelo qual seu território como um todo foi mencionado no relatório.

www.wmf.org/watch

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

PARCEIROS VER TODOS