Rota da exploração sexual infanto-juvenil

Por: Dialogo Social
01 Maio 2009 - 00h00
Segundo informações do Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil (Pair), cinco cidades maranhenses (São Luís, Imperatriz, Caxias, Timon e Açailândia) estão entre as mais vulneráveis ao tráfico e exploração sexual de crianças e adolescentes no país. Na lista do Pair constam 94 cidades brasileiras. A pesquisa mostra, entre outros pontos, que os principais agressores são, em primeiro lugar, padrastos, seguidos por pais e primos. No Brasil, em 82% das denúncias, a violência é cometida contra crianças do sexo feminino, sendo 57% de abuso sexual e 43% de exploração sexual.
www.redeandi.org

PARCEIROS VER TODOS