Rede Nossa São Paulo lança Mapa da Desigualdade

Por: Thaís Iannarelli
02 Setembro 2016 - 18h19

O Mapa traz 12 indicadores mostrando os diferentes pontos de desigualdade nos 96 distritos do município. Entre os temas estão saúde, segurança, educação e cultura. Os principais dados relacionados à saúde mostram a distribuição das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e dos leitos hospitalares.

A região da Bela Vista é a que oferece mais assistência nos leitos, em contraponto à Vila Medeiros, que é a pior região nesse quesito. Com relação às UBS, o distrito de Marsilac tem o melhor índice de distribuição, e apenas quatro distritos não têm nenhuma unidade.

Mas o mesmo distrito que é o melhor nos índices das Unidades Básicas de Saúde é o que possui maior número de homicídios. Em Marsilac, ocorrem cinco homicídios a cada 10 mil habitantes. Nesse indicador, Moema é o bairro que possui o menor número de homicídios, com 0,114 casos.

Uma comparação importante e que é um grande marco da desigualdade de São Paulo é relacionada à estimativa de vida de cada pessoa em cada distrito. Um indivíduo que mora no Alto de Pinheiros, por exemplo, pode chegar aos 80 anos de vida. Já aquele que mora na região da Cidade Tiradentes tem expectativa de 53 anos.

Foi feita uma lista com os 34 piores distritos de São Paulo. Os cinco primeiros mostram a região do Brás, Brasilândia, Tremembé, Cachoeirinha e Cidade Ademar. Para saber mais e ver todo o Mapa da Desigualdade, acesse www.nossasaopaulo.org.br, ou o pdf da pesquisa através do link.

Fonte: Observatório 3º Setor

Tudo o que você precisa saber sobre Terceiro setor a UM CLIQUE de distância!

Imagine como seria maravilhoso acessar uma infinidade de informações e capacitações - SUPER ATUALIZADAS - com TUDO - eu disse TUDO! - o que você precisa saber para melhorar a gestão da sua ONG?

Imaginou? Então... esse cenário já é realidade na Rede Filantropia. Aqui você encontra materiais sobre:

Contabilidade

(certificações, prestação de contas, atendimento às normas contábeis, dentre outros)

Legislação

(remuneração de dirigentes, imunidade tributária, revisão estatutária, dentre outros)

Captação de Recursos

(principais fontes, ferramentas possíveis, geração de renda própria, dentre outros)

Voluntariado

(Gestão de voluntários, programas de voluntariado empresarial, dentre outros)

Tecnologia

(Softwares de gestão, CRM, armazenamento em nuvem, captação de recursos via internet, redes sociais, dentre outros)

RH

(Legislação trabalhista, formas de contratação em ONGs etc.)

E muito mais! Pois é... a Rede Filantropia tem tudo isso pra você, no plano de adesão PRATA!

E COMO FUNCIONA?

Isso tudo fica disponível pra você nos seguintes formatos:

  • Mais de 100 horas de videoaulas exclusivas gratuitas (faça seu login e acesse quando quiser)
  • Todo o conteúdo da Revista Filantropia enviado no formato digital, e com acesso completo no site da Rede Filantropia
  • Conteúdo on-line sem limites de acesso no www.filantropia.ong
  • Acesso a ambiente exclusivo para download de e-books e outros materiais
  • Participação mensal e gratuita nos eventos Filantropia Responde, sessões virtuais de perguntas e respostas sobre temas de gestão
  • Listagem de editais atualizada diariamente
  • Descontos especiais no FIFE (Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica) e em eventos parceiros (Festival ABCR e Congresso Brasileiro do Terceiro Setor)

Saiba mais e faça parte da principal rede do Terceiro Setor do Brasil:

Acesse: filantropia.ong/beneficios

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

PARCEIROS VER TODOS