Programas empresariais de voluntariado: investimento social privado ou desenvolvimento do colaborador?

Por: Revista Filantropia
01 Maio 2010 - 00h00
Falar de voluntariado nos remete à dedicação de pessoas a ajudar as outras ou melhorar um determinado ambiente, o que significa a sua contribuição para algo ou alguém fora dela mesma. Entretanto, pesquisas e relatos apontam que o trabalho voluntário transforma também a pessoa que realiza a ação. Nessa perspectiva, os programas empresariais de voluntariado acontecem promovendo resultados para as comunidades e ONGs beneficiadas, além de possibilitar novas habilidades, visão global e satisfação do colaborador. Em pesquisa realizada com os voluntários do Programa Força Voluntária da Itaipu Binacional, 100% dos colaboradores participantes disseram se sentir satisfeitos após a realização da ação voluntária e informaram que mais recebem do que dão. Sobre o que ganham: 97% avaliaram que o voluntariado possibilitou novas habilidades pessoais e 100% informaram que as ações voluntárias incentivadas pela empresa possibilitaram aproximação com mais colegas de trabalho. Por outro lado, os resultados também são eficazes com a comunidade. Incentivados pela Responsabilidade Social da Itaipu Binacional, os voluntários levam os conhecimentos adquiridos com os projetos socioambientais da empresa até os alunos e professores das escolas públicas de Foz do Iguaçu. Entre os temas pode-se mencionar questões de gênero, vida saudável e cuidados com a natureza. Outro impacto é o banco de projetos, pelo qual a empresa financia ações desenvolvidas pelos colaboradores para ONGs de Curitiba e da região metropolitana. Com os resultados, o programa demonstra que é voltado ao público interno, o que tem tudo a ver com a área de recursos humanos, mas sua atuação ganha vida externamente, com apoio do investimento social privado da empresa. O lugar onde ele está depende do planejamento e das características da companhia, mas é essencial que as estratégias do programa sejam dos colaboradores e que a contrapartida da empresa esteja alinhada com a responsabilidade social e recursos humanos. Independentemente das diretrizes estratégicas, um programa de voluntariado representa o verdadeiro “ganha-ganha” com seus resultados. Empresa, colaboradores e comunidades são beneficiados com a solidariedade.

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

PARCEIROS VER TODOS