ONU afirma que 1,2 bilhão não têm acesso à eletricidade

Por: Thaís Iannarelli
30 Maio 2013 - 15h24

Cerca de 1,2 bilhão de pessoas está sem acesso à eletricidade no mundo. Já 2,8 bilhões dependem da madeira e de outros tipos de biomassa para cozinhar e aquecer suas casas. Os dados fazem parte de um relatório produzido por especialistas de 15 agências das Nações Unidas (ONU) e liderado pelo Banco Mundial. O Brasil é citado entre as 20 nações que fizeram mais progressos, desde 1990, para o acesso universal à energia. A eletricidade chegou a 3 milhões de brasileiros por ano. China, Estados Unidos e Brasil estão entre as nações que mais produzem e consomem fontes de energia renovável. O Brasil foi o terceiro país onde mais cresceu o uso de combustíveis não-sólidos. Mas a nação também está na lista das que têm as maiores demandas por energia primária e onde há um dos maiores níveis de consumo. Segundo o documento, 80% das pessoas sem acesso à energia vivem em áreas rurais, a maioria na África e na Ásia. Moçambique está entre os países com maior déficit de acesso: falta luz para quase 20 milhões de pessoas. Apesar da eletricidade ter chegado às residências de 1,7 bilhão de pessoas entre 1990 e 2010, a população mundial aumentou em 1,6 bilhão de habitantes no mesmo período.

www.envolverde.com.br

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
20.245
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
3.592
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas
Prazo
Matchfunding Enfrente o Corona
Prazo
31 Dez
2020
IberCultura Viva 2020
Prazo
30 Nov
2020
Stop Slavery Award 2021
Prazo
Patrocínio BS2
Prazo
Paranapanema - Doações e Patrocínios
Prazo
Aceleradora P&G Social
Prazo
20 Set
2020
Edital de Patrocínio - Banco da Amazônia
Prazo
2 Out
2020
Arte em Toda Parte
Prazo
20 Set
2020
Prêmio 99 de Jornalismo

PARCEIROS VER TODOS