ONG britânica é denunciada por compra de terras na Amazônia

Por: Revista Filantropia
01 Julho 2007 - 00h00
Há dois meses, a organização britânica Cool Earth revelou que promove uma campanha de arrecadação de recursos para compra de terras na Amazônia, com o objetivo de “impedir o desmatamento e reduzir as emissões de gases estufa na atmosfera”. O valor das doações varia entre 35 e 45 libras esterlinas (R$ 140 e
R$ 180), por cerca de 2 mil metros quadrados de floresta. No início de julho, uma representação na Procuradoria da República no Distrito Federal foi apresentada pelas deputadas Vanessa Graziotin (AM) e Perpétua Almeida (AC), ambas do PC do B, e um grupo de trabalho – coordenado pelo deputado Asdrúbal Bentes (PMDB-PA) – foi criado na Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional. Órgãos como Incra, Itamaraty e Ministério Público também decidiram apurar a denúncia, e representantes da Justiça e do Governo reuniram-se em 8 de julho para iniciar as investigações.
www.camara.gov.br
www.coolearth.org

PARCEIROS VER TODOS