O uso da comunicação em favor da responsabilidade social

Por: Instituto Filantropia
20 Outubro 2012 - 13h27

As organizações privadas e as do Terceiro Setor em algum momento vão se envolver com alguma forma de comunicação, seja com colaboradores ou voluntários, seja com o público externo ou apoiadores dos projetos. Neste caso, atuando com o Terceiro Setor, o que é ter uma comunicação socialmente responsável?
A norma internacional ISO 26.000 – Diretrizes sobre Responsabilidade Social estabelece que o papel da comunicação na responsabilidade social deve estar atrelado a:
 Demonstrar responsabilidade e transparência.
Para isso, a sua instituição precisa oferecer informações completas, compreensíveis, exatas, equilibradas, oportunas, acessíveis e responsivas, ou seja, que respondam aos interesses das partes interessadas.
 Ajudar a engajar e estabelecer diálogo com as partes interessadas.
Diferentemente do que se pensa, a comunicação não ocorre somente por meio de folders, panfletos, banners etc. A comunicação também se dá em reuniões,
diálogos, artigos, apresentações, relatórios e em todos os esforços da organização para atingir um determinado público com uma mensagem.
 Abordar requisitos legais e outros para a divulgação de informações relacionadas às atividades de responsabilidade social.
Publicações oficiais são meios de comunicação. Veja se você está passando uma mensagem única em todos os canais.
 Mostrar como a organização está cumprindo seus compromissos com a sociedade.
Apresentar o seu desempenho e resultados é uma forma de adquirir credibilidade e envolver as pessoas com sua causa. Mas as pessoas julgarão sua empresa ou organização não somente com base no que é dito, mas pelo que é feito. Portanto, é preciso alinhar o discurso à prática.
 Conscientizar as pessoas sobre seus planos, objetivos, desempenho e desafios.
A partir do momento em que abre para o público suas intenções, ambições e projetos, você estabelece um compromisso social. Por isso, é preciso monitorar o cumprimento, analisar os resultados e compartilhar as informações. Somente assim é possível conquistar aliados e feedbacks para caminhar para o aprimoramento.
 Fornecer informações sobre os impactos das suas atividades, produtos, serviços.
Avalie se sua organização traz algum impacto ambiental e social. Mensure isso e estabeleça metas para fazer com que o impacto da sua organização seja positivo para a sociedade, e permita que a sociedade saiba disso.
 Ajudar a engajar os colaboradores e voluntários para a causa.
Iniciativas que garantem uniformidade da informação dentro da organização serão sempre bem vistas pelos colaboradores e voluntários. Afinal, os resultados melhoram quando você percebe que está contribuindo para eles. Para que as pessoas façam realmente parte da causa, é preciso informá-las.
 Facilitar a comparação da empresa a outras causas, o que pode contribuir para o desempenho.
Observar as boas práticas de outras empresas e buscar formas de se tornar comparável é uma forma de garantir tangibilidade ao seu trabalho.
 Fortalecer a reputação da organização, inspirando confiança.
A comunicação exerce um papel fundamental na construção da reputação da sua organização junto aos públicos com os quais interage. Use esta ferramenta para fortalecer a sua causa.

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
20.245
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
3.592
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas
Prazo
Matchfunding Enfrente o Corona
Prazo
31 Dez
2020
IberCultura Viva 2020
Prazo
30 Nov
2020
Stop Slavery Award 2021
Prazo
Patrocínio BS2
Prazo
Paranapanema - Doações e Patrocínios
Prazo
Aceleradora P&G Social
Prazo
20 Set
2020
Edital de Patrocínio - Banco da Amazônia
Prazo
2 Out
2020
Arte em Toda Parte
Prazo
20 Set
2020
Prêmio 99 de Jornalismo

PARCEIROS VER TODOS