O uso da comunicação em favor da responsabilidade social

Por: Instituto Filantropia
20 Outubro 2012 - 13h27

As organizações privadas e as do Terceiro Setor em algum momento vão se envolver com alguma forma de comunicação, seja com colaboradores ou voluntários, seja com o público externo ou apoiadores dos projetos. Neste caso, atuando com o Terceiro Setor, o que é ter uma comunicação socialmente responsável?
A norma internacional ISO 26.000 – Diretrizes sobre Responsabilidade Social estabelece que o papel da comunicação na responsabilidade social deve estar atrelado a:
 Demonstrar responsabilidade e transparência.
Para isso, a sua instituição precisa oferecer informações completas, compreensíveis, exatas, equilibradas, oportunas, acessíveis e responsivas, ou seja, que respondam aos interesses das partes interessadas.
 Ajudar a engajar e estabelecer diálogo com as partes interessadas.
Diferentemente do que se pensa, a comunicação não ocorre somente por meio de folders, panfletos, banners etc. A comunicação também se dá em reuniões,
diálogos, artigos, apresentações, relatórios e em todos os esforços da organização para atingir um determinado público com uma mensagem.
 Abordar requisitos legais e outros para a divulgação de informações relacionadas às atividades de responsabilidade social.
Publicações oficiais são meios de comunicação. Veja se você está passando uma mensagem única em todos os canais.
 Mostrar como a organização está cumprindo seus compromissos com a sociedade.
Apresentar o seu desempenho e resultados é uma forma de adquirir credibilidade e envolver as pessoas com sua causa. Mas as pessoas julgarão sua empresa ou organização não somente com base no que é dito, mas pelo que é feito. Portanto, é preciso alinhar o discurso à prática.
 Conscientizar as pessoas sobre seus planos, objetivos, desempenho e desafios.
A partir do momento em que abre para o público suas intenções, ambições e projetos, você estabelece um compromisso social. Por isso, é preciso monitorar o cumprimento, analisar os resultados e compartilhar as informações. Somente assim é possível conquistar aliados e feedbacks para caminhar para o aprimoramento.
 Fornecer informações sobre os impactos das suas atividades, produtos, serviços.
Avalie se sua organização traz algum impacto ambiental e social. Mensure isso e estabeleça metas para fazer com que o impacto da sua organização seja positivo para a sociedade, e permita que a sociedade saiba disso.
 Ajudar a engajar os colaboradores e voluntários para a causa.
Iniciativas que garantem uniformidade da informação dentro da organização serão sempre bem vistas pelos colaboradores e voluntários. Afinal, os resultados melhoram quando você percebe que está contribuindo para eles. Para que as pessoas façam realmente parte da causa, é preciso informá-las.
 Facilitar a comparação da empresa a outras causas, o que pode contribuir para o desempenho.
Observar as boas práticas de outras empresas e buscar formas de se tornar comparável é uma forma de garantir tangibilidade ao seu trabalho.
 Fortalecer a reputação da organização, inspirando confiança.
A comunicação exerce um papel fundamental na construção da reputação da sua organização junto aos públicos com os quais interage. Use esta ferramenta para fortalecer a sua causa.

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
15.490
Oportunidades Cadastradas
9.585
Modelos de Documentos
3.095
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
15 Abr
2020
1º Concurso Sua Arte no Livro Didático - FNDE
Prazo
20 Mar
2020
IX Prêmio Fotografia-Ciência & Arte - CNPq
Prazo
2 Fev
2019
7º Edital SECMA - Seleção de Projetos Audiovisuais...
Prazo
1 Mar
2020
2ª Chamada de artigos Censo GIFE
Prazo
23 Mar
2020
World Habitat Awards 2020
Prazo
31 Mar
2020
United Nations Voluntary Fund on Disability
Prazo
Contínuo
Mitsubishi Corporation Foundation for the Americas
Prazo
Contínuo
Oak Foundation’s - Issues Affecting Women Programme
Prazo
Contínuo
Apoio Emergencial para organizações indígenas na...
Prazo
Contínuo
Fundo Regenerativo Brumadinho

PARCEIROS VER TODOS