Nível nos hemocentros paulistanos é crítico no período de férias escolares e baixas temperaturas

Por: Thaís Iannarelli
27 Junho 2013 - 12h57

O frio e as férias escolares têm baixado o nível dos bancos de sangue nos hemocentros paulistanos. A Fundação Pró-Sangue, que abastece mais de 110 institutos de Saúde da região metropolitana, está com estoques em níveis críticos para todos os tipos sanguíneos, exceto para o tipo AB positivo. Outro hemocentro paulistano, o da Santa Casa, que atende a 20 unidades de saúde, também sofre com a falta de sangue, principalmente do tipo O. Segundo a Fundação Pró-Sangue, para doar, é preciso estar descansado, alimentado, ter entre 16 e 67 anos e pesar mais de 50 quilos, não estar resfriado, não ter ingerido bebida alcoólica, não ter feito tatuagem em 12 meses e, no caso das mulheres, não estar grávida ou amamentando. Não podem doar pessoas que tenham hepatites B ou C, o vírus HIV, doença de Chagas, malária, que tenham feito uso de drogas ilícitas injetáveis ou que se expuseram ao risco de adquirir doença sexualmente transmissível. O intervalo mínimo de doação para homens é 60 dias e para mulheres, 90. A Fundação Pró-Sangue oferece seis postos de coleta na grande São Paulo.

http://www.prosangue.sp.gov.br/doacao/Enderecos.aspx

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

PARCEIROS VER TODOS