Não recolhimento de FGTS

Por: Instituto Filantropia
09 Agosto 2013 - 23h56

Práticas ainda comuns, a falta de recolhimento do FGTS e a anotação errada da função do empregado na Carteira de Trabalho geram rescisão indireta em benefício de trabalhadora, proporcionando enorme gasto financeiro para o empregador que desrespeita a legislação. Neste sentido, o Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (GO) reformou decisão do juiz da 2ª Vara do Trabalho de Aparecida de Goiânia e condenou um restaurante ao pagamento de verbas trabalhistas decorrentes da rescisão indireta, além de indenização substitutiva de estabilidade gestacional. A ex-funcionária alegou que foi contratada para trabalhar no restaurante como auxiliar de cozinha, mas só teve a sua carteira assinada sete meses depois e ainda em função diversa da exercida, como doméstica. O restaurante foi condenado a pagar o aviso prévio indenizado, férias proporcionais mais o terço constitucional, 13º salário proporcional, depósitos do FGTS com a multa de 40%, além do seguro desemprego e liberação para saque do FGTS, entre outros.
www.trt18.jus.br

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
15.827
Oportunidades Cadastradas
9.593
Modelos de Documentos
3.162
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
30 Abr
2020
Dubai International Best Practices Award
Prazo
20 Mar
2020
16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas...
Prazo
6 Mar
2020
2020 DRL Internet Freedom Annual Program Statement
Prazo
6 Mar
2020
Children’s Peace Prize 2020
Prazo
21 Mai
2020
Zayed Sustainability Prize 2021
Prazo
30 Jun
2020
Prêmio Internacional de Seguros Julio Castelo Matrán
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas
Prazo
31 Mar
2020
Edital X - Fundo Dema - Fortalecer a Agroecologia a...
Prazo
20 Mar
2020
IX Prêmio Fotografia-Ciência & Arte - CNPq
Prazo
8 Abr
2020
Research Enrichment – Public Engagement

PARCEIROS VER TODOS