Motivação para o BEM

Por: Revista Filantropia
01 Maio 2009 - 00h00

O conceito de motivação tem sido utilizado com diferentes conotações, tornando-se de difícil definição. De modo geral, motivo é tudo aquilo que impulsiona a pessoa a agir de determinada forma, ou pelo menos dá origem a uma propensão, a um comportamento específico. Resumindo, chama-se de motivação tudo o que impele a atividade, seja corporal ou mental. No voluntariado, essa mola propulsora é a solidariedade – a capacidade de agir em benefício do outro.

Muitas são as “forças internas” que nos levam a um trabalho voluntário. Após ouvir pessoas que decidiram doar seu tempo, trabalho e talento e questioná-las sobre motivação, costumamos ter como respostas frases do tipo: “Pode ser divertido e interessante”; “É meu dever ajudar”; “É preciso fazer alguma coisa”; “Eles gostam e precisam de mim”; “Só terão êxito se eu ajudar”; “Desejo explorar essa área para ver se me agrada”.

Cada uma dessas ideias é diferente e originada por forças diversas. Mas todas são importantes e devem ser levadas em consideração quando se desenvolve um projeto de voluntariado.

Pode-se afirmar que essa “chama” que traz o voluntário à organização precisa ser constantemente alimentada em todas as fases do gerenciamento, e cabe ao coordenador dos voluntários identificar o novo integrante de sua equipe para saber que tipo de ação precisa realizar a fim de continuar a estimulá-lo.

Algumas ferramentas são muito úteis para que o coordenador de voluntários conheça os novos integrantes de seu grupo. A primeira entrevista, quando bem elaborada, já traz dados significativos sobre a personalidade, os valores, os interesses, as motivações etc. A observação da conduta durante o trabalho, o relacionamento com os demais e a capacidade de integração dão informações importantes sobre as formas de motivação e a sua intensidade.

A avaliação é, também, uma ferramenta importante de motivação. Propicia ao voluntário um feedback de seu desempenho e da contribuição que ele deu na obtenção dos resultados. Elogiando seus pontos fortes e sugerindo no que pode melhorar, a avaliação constitui um forte recurso motivador. A instituição, na medida do possível, deve criar situações que respondam às motivações de seus voluntários.

Pode-se considerar o reconhecimento como outro importante fator de motivação, e cada instituição deverá escolher a melhor forma de fazê-lo. Algumas sugestões são planejar um evento para os voluntários com a diretoria da organização, criar um certificado de reconhecimento, uma carta de agradecimento, indicar voluntários para dar entrevista em veículos de comunicação e organizar passeios culturais comemorativos.

Devemos levar em conta que todo voluntário espera algum tipo de retorno. Dizemos que o trabalho voluntário é hoje um “caminho de mão dupla”. O que motiva esse tipo de trabalho é um sentimento altruísta, mas, até mesmo sem se dar conta, o voluntário espera algo em troca.

Motivações para o trabalho voluntário
Listamos algumas razões que levam as pessoas a doarem seu tempo, trabalho e talento:

Fazer a diferença - A sensação de realização, de sentir que está contribuindo de alguma forma para a melhoria da qualidade de vida, pode ser a motivação de muitos voluntários.

Desenvolvimento pessoal - Adquirir experiências, desenvolver novas habilidades, conhecer o Terceiro Setor, estabelecer novos contatos, fazer novos amigos, buscar crescimento da autoestima, da habilidade de liderança e da autoconfiança são as motivações de outros tantos voluntários.

Retribuição de algo que recebeu - Ter recebido atenção e carinho em momentos importantes de sua vida pode motivar pessoas a apoiar, com seu trabalho, organizações sociais ou grupos que proporcionam aos mais carentes algo que receberam.

Fortalecimento da cidadania - A possibilidade de influir na construção de uma sociedade mais justa motiva pessoas que acreditam ser responsabilidade de cada um participar da busca de soluções para as questões sociais.

Motivações religiosas - Preceitos de religiões que incentivam o trabalho e o amor ao próximo, muitas vezes, podem ser a mola propulsora para o trabalho voluntário.

Existem muitas outras motivações, entre elas querer sentir-se útil e descobrir um sentido na vida, ou usar melhor seu tempo livre.

Link
www.cvsp.org.br

Tudo o que você precisa saber sobre Terceiro setor a UM CLIQUE de distância!

Imagine como seria maravilhoso acessar uma infinidade de informações e capacitações - SUPER ATUALIZADAS - com TUDO - eu disse TUDO! - o que você precisa saber para melhorar a gestão da sua ONG?

Imaginou? Então... esse cenário já é realidade na Rede Filantropia. Aqui você encontra materiais sobre:

Contabilidade

(certificações, prestação de contas, atendimento às normas contábeis, dentre outros)

Legislação

(remuneração de dirigentes, imunidade tributária, revisão estatutária, dentre outros)

Captação de Recursos

(principais fontes, ferramentas possíveis, geração de renda própria, dentre outros)

Voluntariado

(Gestão de voluntários, programas de voluntariado empresarial, dentre outros)

Tecnologia

(Softwares de gestão, CRM, armazenamento em nuvem, captação de recursos via internet, redes sociais, dentre outros)

RH

(Legislação trabalhista, formas de contratação em ONGs etc.)

E muito mais! Pois é... a Rede Filantropia tem tudo isso pra você, no plano de adesão PRATA!

E COMO FUNCIONA?

Isso tudo fica disponível pra você nos seguintes formatos:

  • Mais de 100 horas de videoaulas exclusivas gratuitas (faça seu login e acesse quando quiser)
  • Todo o conteúdo da Revista Filantropia enviado no formato digital, e com acesso completo no site da Rede Filantropia
  • Conteúdo on-line sem limites de acesso no www.filantropia.ong
  • Acesso a ambiente exclusivo para download de e-books e outros materiais
  • Participação mensal e gratuita nos eventos Filantropia Responde, sessões virtuais de perguntas e respostas sobre temas de gestão
  • Listagem de editais atualizada diariamente
  • Descontos especiais no FIFE (Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica) e em eventos parceiros (Festival ABCR e Congresso Brasileiro do Terceiro Setor)

Saiba mais e faça parte da principal rede do Terceiro Setor do Brasil:

Acesse: filantropia.ong/beneficios

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

PARCEIROS VER TODOS