Melhoria da economia brasileira depende do fortalecimento da demanda global, aponta ONU

Por: Thaís Iannarelli
22 Janeiro 2014 - 13h57

O Brasil, assim como muitos dos grandes países em desenvolvimento, sofreu uma desaceleração significativa no crescimento de seu Produto Interno Bruto (PIB) nos últimos dois anos por causa da combinação de impedimentos domésticos e a vulnerabilidade das economias emergentes a choques externos, apontou o relatório da ONU "Prospectos da Situação Econômica Mundial". A moeda de muitos países em desenvolvimento e economias em transição tiveram seu valor depreciado frente ao dólar americano em maio e junho de 2013, especialmente o Brasil, Índia, Indonésia, África do Sul e Turquia. Isto aconteceu ao mesmo tempo em que os fluxos de capital para estas economias diminuiu. De acordo com o relatório da ONU, a queda no fluxo de capital foi mais aguda em países como o Brasil e a Índia por causa da alta taxa de liquidez nos mercados e das desvalorizações acentuadas de suas moedas locais. Alguns dos desafios enfrentados por esses países podem ir além do alcance das políticas macroeconômicas convencionais, exigindo reformas institucionais e estruturais. Países como o Brasil, a China e a Índia têm realizado várias reformas na segurança social, distribuição de renda, setor financeiro, impostos, energia, transporte, educação e saúde.

http://www.un.org/en/development/desa/policy/wesp/wesp_current/wesp2014.pdf

PARCEIROS VER TODOS