Lei de Cotas na universidades comemora três anos

Por: Thaís Iannarelli
28 Agosto 2015 - 15h08

Decorrente do esforço dos movimentos sociais negros para ampliar o acesso da população negra à universidade, a Lei já atingiu mais de 150 mil pessoas até o ano de 2015. 

Desde 2014 a porcentagem que já chega à 40% das vagas, tem como foco chegar à 50% em 2016. 

Além das vagas garantidas pelas cotas, os estudantes negros também têm acesso a outros instrumentos oferecidos pelo Governo Federal, tais como o Fies e o Prouni, que auxiliam no ingresso e na permanência em instituições privadas de ensino superior. 

“Ação afirmativa ou ação compensatória, é, pois, um instrumento, ou conjunto de instrumentos, utilizado para promover a igualdade de oportunidades no emprego, na educação, no acesso à moradia e no mundo dos negócios. Por meio deles, o Estado, a universidade e as empresas podem não apenas mediar a discriminação passada e presente, mas também prevenir a discriminação futura, num esforço para se chegar a uma sociedade inclusiva, aberta à participação igualitária de todos os cidadãos.”, disse o então deputado Abdias Nascimento, autor da lei.

 

Mais informações: www.seppir.gov.br

 

PARCEIROS VER TODOS