Instituto Avante Brasil faz levantamento inédito sobre educação no sistema penitenciário brasileiro

Por: Thaís Iannarelli
30 Abril 2013 - 14h44

O Instituto Avante Brasil acaba de concluir um levantamento inédito sobre a atividade educacional no sistema penitenciário brasileiro nos últimos 5 anos (2008-2012). Segundo o estudo, que foi baseado nos dados do InfoPen, a situação do Brasil vem melhorando nos últimos cinco anos, no que diz que respeito à educação nos presídios. Foi possível notar um crescimento no número de presos que estão estudando dentro das prisões na maioria dos estados brasileiros. Porém, o número total dos presos que estão em atividade educacional ainda não chega a 10% do total de detentos. Esse panorama mostra ainda que existem, proporcionalmente, mais mulheres estudando dentro dos presídios do que homens. Pernambuco é o estado em que mais presos estão inseridos em atividades educacionais, com uma média de 191 estudantes para cada grupo de 1.000 presos de 2008 até junho de 2012. Já o Maranhão é o estado com a menor quantidade de presos em atividade educacional, apresentando uma média de 22 para cada 1.000 presos, nos últimos 5 anos. Contudo, foi o estado que apresentou a maior evolução passando de 6,3 em 2008 para 45,6 presos estudando em cada grupo de 1.000, em 2012.


www.institutoavantebrasil.com.br

PARCEIROS VER TODOS