Instituições de combate ao câncer de mama da América Latina entregam carta de direitos da saúde a governos

Por: Thaís Iannarelli
08 Maio 2013 - 16h50

Uma grande ação conjunta dos países da América Latina que formam a Ulaccam - União Latino-Americana Contra o Câncer da Mulher exigirá de seus respectivos governos mais atenção e atitude em prol dos direitos humanos da saúde da mulher. No Brasil, a iniciativa é capitaneada pela Femama - Federação Brasileira das Instituições Filantrópicas da Saúde da Mama, e pela Amucc - Associação Brasileira de Portadores de Câncer. O objetivo da carta é atingir o Senado, a Câmara, a Casa Civil, a Frente Parlamentar de Saúde, o Ministério da Saúde e o INCA. O documento aborda principalmente a importância da qualidade de vida da paciente durante e após o tratamento, o acesso a serviços de qualidade de prevenção e detecção dos cânceres da mulher, a precisão do diagnóstico e tratamento imediato e de forma integral, entre outros importantes direitos.

www.femama.org.br

PARCEIROS VER TODOS