E teve até Toré

Por: Carlos Ferrari
23 Janeiro 2015 - 01h01

Mas se você me perguntar o que de fato é isso? Não... não sou eu que lhe posso contar. Mas sim, de acordo com o que aprendi, a gente não precisa aprender, simplesmente se lembra da dança que um dia aprendemos a dançar.
No fim de uma capacitação intensa junto a trabalhadores, usuários e gestores da assistência social, tudo o que sabíamos e sentíamos era que algo havia acontecido com intensidade. Angústias, perguntas, conteúdos compartilhados e debatidos, respostas, propostas, sonhos contados e divididos foram ingredientes que fizeram — nos dias em que nos encontramos em Campina Grande — termos a certeza de que retornávamos para casa diferentes. Todas as falas, sorrisos, encenações finais e o nosso Toré deixavam claro, para quem pudesse ou quisesse ver, que ali, mais do que um grupo de alunos e professores atomizados pelos seus compromissos e interesses do cotidiano, o que se tinha de fato era unidade e sinergia. A força de nosso canto final mostrava aos passantes, e a nós mesmos, que éramos todos parte de um ideal a ser celebrado e constantemente perseguido.
João Batista do Espírito Santo Junior, militante, pernambucano, trabalhador da Assistência Social, dono de um protagonismo conquistado a partir de uma liderança exercida enquanto jovem, já viveu a caminhada construída pelo movimento nacional dos Meninos e Meninas de Rua. Naquele dia, Junior era nosso colega, membro da equipe de facilitadores com a responsabilidade de discutir Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centros de Referência Especializados em Assistência Social (CREAS). Junto com Rose, Junior chegou de Jaboatão dos Guararapes, assumiu a maior oficina do evento e construiu, em conjunto com a colega eleita para desempenhar a missão e com as dezenas de alunos de sua turma, uma proposta de apresentação final que terminava no jardim.
De repente, estávamos em roda. Eu, paulista desconfiado, já fiquei imaginando: “qual será a dinâmica que o Junior escolheu para fechar”? Poderia ser mais uma das várias que já aprendemos e aplicamos nessas tantas horas de aulas vivenciadas Brasil afora. Os dois já tinham me dito na noite anterior que rolaria um Toré. Sem saber o que poderia ser, decidi não perguntar, pois nada melhor para saber do que a própria experiência vivenciada.
Em meio à roda, Junior começou nos lembrando das formigas. Falava da velha lição que elas nos passam, por meio da sua fragilidade individual e da força enorme adquirida quando decidem estar juntas. Depois, veio a música “pisa, pisa, pisa, pisa bem ligeiro, quem não pode com a formiga não assenta o formigueiro”. Iniciando lentamente em sentido horário, todos batiam junto e forte o pé direito no chão. A cantoria ganhou mais ritmo e, em poucos segundos, um peso de dar inveja a Bill Order e Tony Iommi, mesmo em seus anos de maior criatividade nos tempos de Black Sabbath.
Para alguns que estavam lá, aquilo pode ter sido uma brincadeira; para outros, parte da conclusão da oficina; para mim, particularmente, foi uma verdadeira tradução do que cantou Engenheiros do Hawaii: “Somos quem podemos ser, sonhos que podemos ter”.
Pode ter certeza, vale perguntar para o Google e pedir para o YouTube um pouco mais de informações, sons e imagens sobre a beleza do Toré e todo o potencial dessa dança na construção da indianidade de vários povos e tribos deste país.
E seguimos adiante na luta por um Sistema Único de Assistência Social (SUAS) cada vez mais forte: “Pisa, pisa, pisa, pisa bem ligeiro, quem não pode com a formiga não assenta o formigueiro”.

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
14.822
Oportunidades Cadastradas
9.564
Modelos de Documentos
3.008
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
19 Nov
2019
13º Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável
Prazo
24 Nov
2019
Lab Cidadania
Prazo
25 Nov
2019
UNESCO World Heritage Volunteers (WHV 2019) – Let’s...
Prazo
29 Nov
2019
11º Edital SulAmérica Para Apoio a Projetos Sociais
Prazo
15 Dez
2019
SUEZ - Institut de France Award 2019-2020
Prazo
20 Dez
2019
Programa VOA
Prazo
25 Jan
2020
Environmental Curricula Grants
Prazo
31 Mar
2020
United Nations Voluntary Fund on Disability
Prazo
Contínuo
Mitsubishi Corporation Foundation for the Americas
Prazo
Contínuo
Oak Foundation’s - Issues Affecting Women Programme

PARCEIROS VER TODOS