Inclusão social vai custar R$ 7,2 trilhões ao Brasil

Por: Revista Filantropia
01 Março 2005 - 00h00

Estudo desenvolvido por pesquisadores da Unicamp, USP e PUC/SP, liderado pelo economista Márcio Pochmann e apresentado na publicação Volume 5 – Agenda não-liberal da inclusão social no Brasil, conclui que o Brasil teria de aplicar R$ 7,3 trilhões entre 2005 e 2020 para se tornar um país desenvolvido, com inclusão social avançada e com base nos melhores desempenhos globais. Para a aplicação do valor, seria necessário um acréscimo de R$ 450 bilhões anuais, durante quinze anos, aos gastos feitos atualmente na área social.

 

PARCEIROS VER TODOS