Incentivo à cultura

Por: Michel Freller
01 Julho 2009 - 00h00

Sem dúvida a nova lei da Cultura tem muitos as–pectos positivos, bem como uma análise do passado bastante adequada. Este artigo tem o objetivo de discutir alguns aspectos e sugerir melhorias. Que a cultura é acessada por pequena parte da população com concentração no Sudeste não é novidade, mas lembremos que, provavelmente, sem as leis de incentivo o cenário seria pior. A visitação de museus, a venda de livros e o acesso a filmes equiparam o Brasil aos países em desenvolvimento em pior situação financeira e nos deixa sem argumentos com nossos vizinhos latino-americanos. Cabe à televisão ser o grande difusor da cultura no Brasil. Porém, essa situação não será alterada com as modificações propostas e, infelizmente, talvez possa piorar.

Primeiramente, deve haver uma base de dados confiáveis. Os documentos disponíveis em abril mostram informações um pouco díspares sobre os números da cultura. O ministro fala em incentivos de R$ 1,3 bilhão; porém, os dados do próprio Ministério chegam perto de R$ 1 bilhão. É uma diferença de 30%, considerada alta estatisticamente.

Os dados da Receita Federal e do Ministério da Cultura (MinC) também não combinam com uma diferença de 10%. Não se esclarece quais valores são relacionados ao Mecenato (lei nº 8.311) e ao Audiovisual. Mas, concordando com o ministro, os valores são muito pequenos para uma área tão importante: menos de 2% de todo o orçamento da União, ou aproximadamente R$ 2 bilhões. Nesse ponto, a vinda de novas fontes, como a da loteria, é muito bem-vinda, assim como a possibilidade de financiar um projeto e devolver o valor por meio da venda dos produtos culturais.

Das inovações trazidas com a lei, o limite de 30% para as áreas administrativas, comerciais e de captação como um todo parece muito bom. Falta ainda a regulamentação dessa parte e de toda a lei, mas, se pudermos tirar o estigma de que o captador de recursos é um caçador de recompensas na base dos 10%, seria muito bom. Esse profissional deve ser remunerado como os advogados, contadores etc., ou seja, com um salário pré-determinado, sem risco de não receber pelo trabalho realizado. O vale-cultura é outra novidade muito criativa, que pode ser bem utilizada pelas empresas.

Por outro lado, algumas afirmações são preocupantes. Pelo novo sistema, as renúncias fiscais vão variar de 30 a 100%, de acordo com critérios claros, para orientar a Comissão Nacional de Incentivo.

Irão compor esses critérios a relevância cultural, o incentivo à economia da cultura e a acessibilidade a públicos de todas as camadas sociais. Com exceção do último item, é muito difícil criar mecanismos claros para os dois primeiros quesitos. Como e quem julgará a relevância cultural? Com que parâmetros? O que é economia da cultura?

Uma falácia que se afirma é que hoje há incentivos para pessoas jurídicas de 30, 40 e 100%. Na verdade, eles são de 64, 74, 100 e 125%, pois é permitido que os projetos aprovados no artigo 26 sejam considerados como despesa operacional, acrescentando outros 34% de incentivos. Na nova redação da lei, esse mecanismo de considerar despesa ficará proibido.

Sendo assim, que empresa optará por um projeto com 30 ou 40 % de incentivo quando puder escolher um projeto e pagar somente as despesas vinculadas, como aluguel de teatro ou veiculação em jornais, e gozar de uma vantagem fiscal de 34% sem precisar de muita burocracia? As doações para organizações qualificadas como Oscips ou de Utilidade Pública Federal também gozam de 34% de incentivos, mostrando-se de difícil captação.

Por outro lado, os projetos de filmes comerciais conseguem uma economia com impostos que deveria ser abolida, pois permite que uma empresa “ganhe” 25% com impostos se apoiar um projeto pela Lei do Audiovisual, e também por permitir considerar como despesa operacional o valor destinado ao projeto do filme incentivado para efeitos de apuração do Imposto de Renda.

Proponho que tenhamos incentivos de 50 a 100%, com escalas de 10%, e com critérios muito claros para que qualquer pessoa possa julgar, seja por cidade ou Estado, área cultural, população beneficiada ou valor do ingresso, sem entrar em critérios subjetivos.

Outra reclamação do ministro é em relação à quantidade pequena de empresas que utilizam o incentivo. Segundo ele, são 4%, ou seja, somente 8 mil das 200 mil empresas que declaram por lucro real. Na verdade, o número é menor. Segundo os dados do próprio MinC, foram 3 mil empresas em 2008 (1,5% das empresas).

Nessa questão, há mais um equívoco do Ministério: pensar que tais empresas são possíveis investidoras. Porém, o que não se entende é que a maioria das empresas que opta por este regime de pagamento de imposto o faz porque teve prejuízo ou lucro muito pequenos. Para a Cultura, seria muito melhor permitir que as outras 5 milhões de empresas que declaram por lucro presumido pudessem destinar 1% dele para projetos incentivados em sua região. Isso atenderia a dois pontos do diagnóstico. A desconcentração do Sudeste e mais empresas participando da Cultura Nacional.

No entanto, o maior equívoco da nova lei está na criação dos fundos. Para comprovar essa tese, há a experiência de outro incentivo fiscal, o Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (Fumcad).

Quando foi criado, esse incentivo partia da mesma linha dos fundos agora descritos. As empresas deveriam fazer doações de até 1% do Imposto de Renda ao Fumcad para apoiar os melhores projetos em defesa das crianças e adolescentes.

O apoio financeiro foi muito tímido no início, até que a prefeitura de Porto Alegre encontrou uma saída criativa e permitiu que as empresas escolhessem o projeto que gostariam de apoiar. Naquele ano, São Paulo captou R$ 7 milhões, e, Porto Alegre, cidade dez vezes menor, captou R$ 15 milhões para seus projetos. Hoje, a maioria das cidades segue o modelo de Porto Alegre, impondo uma pequena participação de 10 a 25% a ser direcionada aos projetos que não conseguem mobilizar empresas e para pagar a burocracia dos fundos, bem como a capacitação de seus membros.

A última sugestão para trazer mais recursos para o Fundo Nacional da Cultura (FNC) está na área administrativa das contas públicas. Ao elaborar o orçamento da União, a Receita Federal prevê o valor que será arrecadado com o Imposto de Renda e separa 4% para não ser utilizado, a não ser por projetos incentivados pelo MinC. No fim do ano, é verificado o valor destinado pelas empresas, e a diferença volta para os cofres da União. O MinC deveria reivindicar que essa diferença fosse depositada no FNC e, assim, capitalizá-la para os projetos de seu interesse. Em 2008, esse valor foi próximo de R$ 400 milhões, segundo os dados da Receita.

Enfim, seria muito produtivo ter um profissional com especialização tributária em incentivos fiscais e orçamento da União para orientar e assessorar a equipe do MinC na nova redação da Lei de Incentivo à Cultura, após a consulta pública, que foi uma iniciativa muito democrática. Assim, não corrermos o risco de ter uma lei muito boa e não ter o apoio da sociedade, suas empresas e cidadãos.

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
11.830
Oportunidades Cadastradas
8.743
Modelos de Documentos
2.525
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
26 Mar
2019
Programa de Desenvolvimento de Profissionais de Educação...
Prazo
26 Mar
2019
Programa de Desenvolvimento Profissional de Professores...
Prazo
25 Mar
2019
Edital de Ocupação do Teatro José Maria Santos 2019
Prazo
30 Abr
2019
Para Mulheres na Ciência 2019
Prazo
23 Mar
2019
Reflexões e Práticas: Os caminhos Para a Inclusão...
Prazo
Contínuo
Programa de Apresentação de Unidades de Dessalinização...
Prazo
Contínuo
Programa Empreendedoras Digitais
Prazo
31 Mar
2019
UX Design Awards
Prazo
29 Mar
2019
Combat Wildlife Trafficking in Brazil Program
Prazo
14 Abr
2019
Restaurant e Bar Design Awards 2019
Prazo
7 Jun
2019
Minor Foundation for Major Challenges Grants Program
Prazo
31 Mar
2019
Prêmio ICE de Investimentos e Negócios de Impacto
Prazo
17 Jun
2019
Ocean Awareness Student Art Contest 2019
Prazo
20 Abr
2019
Antologia Vida de Blogueira
Prazo
8 Abr
2019
Prêmio Firjan Ambiental 2019
Prazo
31 Mar
2019
5th Youth Leadership Workshop on Global Citizenship...
Prazo
8 Abr
2019
Chamada conjunta Czech Science Foundation (GACR) e...
Prazo
10 Abr
2019
Emerging Technologies for New Solutions in Global Health...
Prazo
27 Mar
2019
Newton International Fellowships - CNPq
Prazo
10 Abr
2019
Environmental niches of Salmonella Typhi - Grand Challenges...
Prazo
23 Jul
2019
Programa Bolsa Nota 10 - FAPERJ - 2019
Prazo
31 Mar
2019
Apoio a Ações de Conservação - Grupo Boticário
Prazo
14 Out
2019
Muste Institute's Social Justice Fund 2019
Prazo
31 Mar
2019
27ª Edição do Festival Anima Mundi 2019
Prazo
21 Abr
2019
Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social...
Prazo
22 Abr
2019
39º Prêmio José Reis de Divulgação Científica...
Prazo
1 Set
2019
Seed and Early-stage Grants to Grassroots Women’s...
Prazo
8 Abr
2019
11º Edital de Responsabilidade Socioambiental da Brookfield...
Prazo
31 Ago
2019
Aesthetica Art Prize
Prazo
15 Out
2019
Embracing Our Differences
Prazo
31 Out
2019
Cadastramento de Bandas - Grupos Musicais 2019
Prazo
1 Nov
2019
Roy Scrivner Memorial Research Grants Program
Prazo
8 Dez
2019
CLUE: Light & Disruption
Prazo
Contínuo
Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica...
Prazo
Contínuo
Bolsa de Doutorado Direto
Prazo
Contínuo
Auxílio à Pesquisa - Regular
Prazo
15 Set
2019
Institutional Grants
Prazo
1 Abr
2019
IUPAC Next Generation Programme
Prazo
18 Abr
2019
Reaplicar Tecnologias Sociais em municípios de Minas...
Prazo
31 Out
2019
Mohamed Bin Zayed Species Conservation Fund 2019
Prazo
26 Abr
2019
Chamada Pública de Inovação em Eficiência Energética
Prazo
1 Set
2019
Fondation Mérieux’s Small Grant
Prazo
31 Mar
2019
Young Champions of the Earth 2019
Prazo
31 Dez
2019
FAPESP - Auxílio à Pesquisa - Projeto Temático
Prazo
18 Abr
2019
1ª Chamada Pública Finep – Autoridade Nacional...
Prazo
4 Mai
2019
7º Concurso de Ajudas 2019 - IBERBIBLIOTECAS
Prazo
30 Dez
2019
Wildlife Acoustics Scientific Product Grant
Prazo
28 Mar
2019
THAIFEX - World Food Asia 2019
Prazo
13 Mai
2019
Fund for Investigative Journalism’s
Prazo
4 Jun
2019
WorldFood Istanbul 2019
Prazo
22 Jul
2019
Fruit Attraction 2019
Prazo
26 Ago
2019
Israfood 2019
Prazo
31 Mar
2019
World of Difference Awards 2019
Prazo
12 Abr
2019
FAPESP - University of Birmingham e University of Nottingham...
Prazo
12 Abr
2019
Escola de verão sobre economias latino-americanas
Prazo
30 Abr
2019
Prize on Education for Sustainable Development - ESD...
Prazo
31 Mai
2019
UN Young Champion of the Earth
Prazo
31 Dez
2019
Project Grants
Prazo
29 Abr
2019
Chamada de Propostas SPRINT - Edição 1-2019
Prazo
31 Mai
2019
Prêmio Mercosul - 2018
Prazo
Contínuo
Chamada Pública BRDE/FSA – Coprodução InternacionaL...
Prazo
31 Mai
2019
Selo Agro + Integridade 2019-2020
Prazo
Contínuo
Bolsa de Pesquisa no Exterior - BPE
Prazo
Contínuo
Patrocínio Net Claro Embratel
Prazo
Contínuo
Seleção de Projetos de Incentivo à Cultura - Lei...
Prazo
Contínuo
Seleção de Projetos de Incentivo ao Esporte - Lei...
Prazo
Contínuo
Bolsa de Pós-Doutorado
Prazo
30 Abr
2019
Premio Por La Paz
Prazo
3 Mai
2019
Design Competition - 2019
Prazo
3 Mai
2019
Advertising Competition - 2019
Prazo
6 Mai
2019
Programa de Paisagens Produtivas Ecossociais
Prazo
1 Out
2019
LGBTI Projects Funding
Prazo
30 Jun
2019
Maypole Fund - Women to Proactively Challenge Patriarchy
Prazo
9 Out
2019
Making the Case for Nature
Prazo
9 Out
2019
Recovery of Species on the Brink of Extinction
Prazo
9 Out
2019
Conservation Technologies
Prazo
9 Out
2019
Participatory Science
Prazo
9 Out
2019
Reducing Marine Plastic Pollution
Prazo
9 Out
2019
Documenting Human Migrations
Prazo
Contínuo
Chamamento de Projetos Jornalísticos Sobre Florestas...
Prazo
Contínuo
FAPESP - Bolsa de Iniciação Científica
Prazo
Contínuo
FAPESP - Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes
Prazo
Contínuo
FAPESP - Políticas Públicas
Prazo
Contínuo
Bolsas do Programa de Capacitação Técnica
Prazo
Contínuo
FAPESP - Bolsa de Doutorado
Prazo
Contínuo
RESOLUÇÃO Nº 191, de 21 de Dezembro de 2018
Prazo
16 Abr
2019
International Master’s Fellowships
Prazo
Contínuo
Projetos - Globosat
Prazo
29 Mar
2019
The Diana Award 2018
Prazo
Contínuo
Estabelecimento de Parcerias para Coedições de Livros...
Prazo
Contínuo
Leia para uma criança
Prazo
Contínuo
Programa de Desenvolvimento Científico Regional –...
Prazo
Contínuo
Política de Patrocínios da CEMIG
Prazo
30 Jun
2019
Chamada Pública Bilateral FINEP-CDTI para projetos...
Prazo
Contínuo
Revista Científica de Direitos Humanos - Submissão...
Prazo
21 Set
2019
Crédito De Pesquisa Para Comitês Técnico-Científicos
Prazo
Contínuo
Chamada Pública ANCINE-FSA - Coinvestimentos Regionais
Prazo
Contínuo
Filiação ao Departamento de Informação Pública...

PARCEIROS VER TODOS