Ginástica laboral gera horas extras

Por: Instituto Filantropia
21 Junho 2013 - 21h37

As organizações sociais e as empresas que realizam programas de ginástica laboral devem ficar atentas. Os minutos gastos com este tipo de atividade, quando superado o limite de 10 minutos, previsto no artigo 58, parágrafo 1º, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), são considerados tempo à disposição do empregador. A Justiça do Trabalho de Minas Gerais reconheceu o direito de um trabalhador de uma companhia siderúrgica a receber, como extra, o período gasto antes do início da jornada com a ginástica laboral instituída pela empregadora. Foi apurado que o tempo despendido pelo trabalhador para o exercício dessa ginástica não era registrado no cartão de ponto, fazendo com que os magistrados entendessem que ele fazia jus às horas extras correspondentes. Os magistrados mantiveram a condenação ao pagamento de horas extras, apenas reduzindo seu montante para 20 minutos diários, três vezes por semana, conforme demonstrado pela prova testemunhal.
www.trt3.jus.br

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
15.094
Oportunidades Cadastradas
9.565
Modelos de Documentos
3.051
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
22 Dez
2019
UNDEF - 2019 Call to Civil Society to Apply for Funding...
Prazo
20 Dez
2019
Concurso Anual para Jovens - Mulheres Rurais: inovando...
Prazo
17 Abr
2020
Conservation Grant - Amphibian Ark
Prazo
16 Dez
2019
Bikeducação: Edital Itaú para Seleção de Projetos...
Prazo
16 Dez
2019
ONU / FIDA - Concurso de Fotografia “Juventude e...
Prazo
17 Jan
2020
Cisco Global Problem Solver Challenge 2020
Prazo
25 Jan
2020
Environmental Curricula Grants
Prazo
31 Mar
2020
United Nations Voluntary Fund on Disability
Prazo
Contínuo
Mitsubishi Corporation Foundation for the Americas
Prazo
Contínuo
Oak Foundation’s - Issues Affecting Women Programme

PARCEIROS VER TODOS