Fundação Pró-Sangue tem abastecimento baixo e faz apelo para que população doe sangue em São Paulo

Por: Thaís Iannarelli
08 Maio 2013 - 16h54


A Fundação Pró-Sangue está fazendo um apelo à população para que doe sangue do tipo O positivo e ajude a entidade a sair do nível crítico de sua capacidade no abastecimento de mais de 100 instituições de saúde da rede pública do estado de São Paulo. “Temos sangue apenas para atender a casos de paciente em emergência”, disse o médico Carlos Roberto Jorge, hematologista da fundação. Ele explicou que nos últimos 15 dias o movimento nos postos de coleta foi atípico, com uma diminuição que sempre é comum em dias mais frios. De acordo com a Fundação Pró-Sangue, o estoque está 95% abaixo da quantidade confortável para garantir o fornecimento, levando ao risco de cancelamento de algumas cirurgias. O sangue tipo O positivo é o mais requisitado nos atendimentos e no dia 7 de maio estavam disponíveis apenas 78 bolsas ante uma necessidade estimada de 630 bolsas. O médico lembrou que os interessados em participar da campanha precisam apresentar boas condições de saúde e, ao contrário do que muitos imaginam, devem comparecer aos postos de coleta bem alimentados. É recomendável evitar o consumo de alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e de bebidas alcoólicas 12 horas antes. Além disso, o doador deve ter idade entre 16 e 67 anos, pesar 50 quilos ou mais e apresentar um documento de identidade com foto. No caso de quem tomou a vacina contra a gripe, é necessário esperar passar 48 horas após a medicação.

www.prosangue.sp.gov.br ou 0800-55-0300.

PARCEIROS VER TODOS