Especialistas discutem campanha do desarmamento

Por: Revista Filantropia
01 Janeiro 2005 - 00h00
Apesar de já ter ultrapassado a marca de 200 mil armas apreendidas em menos de um ano, a Campanha do Desarmamento tem recebido críticas de alguns especialistas, que duvidam dos resultados da iniciativa e do objetivo final do Estatuto do Desarmamento. Em alguns municípios, a violência chegou a aumentar no período da campanha. Belo Horizonte, por exemplo, está entre as cidades recordistas no recolhimento de armas, mas fechou o ano de 2004 com um índice de assasinatos maior que do ano anterior.

PARCEIROS VER TODOS