Definindo conceitos e papéis

Por: Fernando Credidio
01 Janeiro 2005 - 00h00

2005! Novos desafios e atribuições. Após mais de dois anos escrevendo sobre comunicação e marketing para organizações do Terceiro Setor, recebi do Conselho Editorial da Revista Filantropia uma agradável incumbência, diretamente relacionada às atividades que desenvolvo como gestor e consultor de investimento social privado e responsabilidade social empresarial. Com isso, a partir desta edição, passo a escrever sobre esses temas. Além dos artigos, este espaço trará todos os bimestres uma novidade: a coluna Empresas que Fazem, destinada a divulgar as ações corporativas que se destacaram no mercado sócio-ambiental no período anterior ao do fechamento da edição da revista. Então vamos lá.

Marketing social, filantropia empresarial, investimento social privado, ações de marketing de causa, responsabilidade social empresarial (RSE)... Apesar de se relacionarem, esses termos diferem conceitualmente entre si. A verdade é que eles têm sido mal entendidos e, principalmente, empregados de forma equivocada pelos gestores das organizações do Terceiro Setor, executivos de empresas e, sobretudo, pela mídia. A intenção deste artigo é exatamente orientar esses públicos em relação a tais questões que estão na pauta do dia.

Nesse contexto, a expressão que gera mais discussão é, sem dúvida, marketing social. Há pouco tempo foi publicado em um dos mais conceituados veículos dirigidos às áreas de propaganda e marketing do país que uma empresa decidiu adotar o marketing social como estratégia para vender mais produtos. Essa é infelizmente a visão que muitos têm a respeito de marketing social. Quando não associam o conceito à venda de produtos e serviços, imaginam que se trata de uma ferramenta que possibilita uma empresa associar sua marca a causas sociais. Outros vão ainda mais longe, divulgando que marketing social é aquele voltado à atividade social como ferramenta de gestão de causas e organizações sociais, no sentido de comunicar as ações dessas entidades a seus diferentes públicos, inclusive, à mídia.

Marketing social é bem diferente do que vem sendo divulgado. Uma das melhores definições a respeito do tema é a de Philip Kotler – professor emérito, consultor de grandes empresas e autor de dezenas de livros publicados em diversos idiomas –, que define marketing social como o emprego de princípios e técnicas de marketing para a promoção de uma causa, idéia ou comportamento social. Miguel Fontes, presidente da subsede brasileira da consultoria John Snow – que, entre outros projetos, mantém o portal Socialtec –, e estudioso do assunto, define marketing social como a gestão estratégica da adoção de comportamentos, atitudes e práticas que promovam o fortalecimento e a implementação de políticas públicas e a transformação social. Eu já defino marketing social como uma ferramenta de planejamento e execução de programas desenvolvidos para a promoção de mudança social, mediante o emprego dos conceitos do marketing comercial.

E com relação às demais definições? Filantropia empresarial é uma atividade que, embora necessária em alguns casos, perde espaço gradativamente em face do posicionamento que privilegia o investimento social privado. Como explica a maior parte dos dicionários, filantropia deve ser entendida como caridade e amor à humanidade. É, sobretudo, quando a empresa faz uma doação e se preocupa com a forma com que os recursos são utilizados e com os impactos sociais gerados. São ações geralmente pontuais e relacionadas ao humanitarismo.

Quando o assunto é investimento social privado, adoto a definição criada pelo Gife – Grupo de Institutos e Fundações Empresariais, como sendo o repasse voluntário de recursos privados de forma voluntária, planejada, monitorada e sistemática, proveniente de pessoas físicas ou jurídicas, para projetos sociais de interesse público.

O Marketing Relacionado a Causas (MRC), ou Cause Related Marketing, deve ser entendido como uma ferramenta de marketing e posicionamento que associa uma empresa ou marca a uma questão ou causa social relevante, com benefício para toda a sociedade e para elas próprias. Segundo Sue Adkins, diretora de Marketing Relacionado a Causas do Business in the Community, o MRC é uma atividade comercial na qual empresas, organizações da sociedade civil e/ou causas formam uma parceria para comercializar uma imagem, um produto ou serviço, sempre com benefício mútuo. É usar o poder da marca e do marketing junto às necessidades da causa e da comunidade, para se alcançar o bem-comum.

Como se vê, é um jogo de “ganha-ganha”. É indiscutível que, ao adotar o MRC, as empresas se beneficiam pela capitalização da imagem – sobretudo pela exposição por meio da mídia espontânea – por um maior incremento de venda de seus produtos e serviços e, as entidades e/ou projetos, pela obtenção dos recursos financeiros arrecadados. Nesse sentido, as corporações podem atuar diretamente com suas ações de cidadania ou se unirem a organizações da sociedade civil (geralmente, quando estas possuem uma imagem fortalecida e respeitada), em prol de alguma causa socialmente relevante.

A definição de responsabilidade empresarial foi propositalmente deixada para o final, uma vez que ela abraça as demais.

O investimento social privado, o marketing social – quando promovido por empresas –, o MRC, e até a filantropia empresarial, são braços da responsabilidade social corporativa. O Instituto Ethos defende que RSE é uma forma de conduzir os negócios que torna a empresa parceira e corresponsável pelo desenvolvimento social. A empresa “socialmente responsável” é aquela que possui a capacidade de ouvir os interesses das diferentes partes (acionistas, colaboradores, prestadores de serviço, fornecedores, consumidores, comunidade, governo e meio ambiente), conseguindo incorporá-los ao planejamento de suas atividades, buscando atender às demandas de todos, e não apenas dos acionistas ou proprietários.

Empresas que fazem

Papel reciclado já é utilizado em 100% dos materiais didáticos da rede de idiomas Yázigi
Os alunos da rede de Idiomas Yázigi de todo o país iniciam 2005 colaborando com o meio ambiente. Eles são os primeiros alunos de idiomas do país a receber materiais didáticos impressos totalmente em papel reciclado (Reciclato®), projeto que se tornou viável graças a uma parceria de três empresas: Yázigi, Suzano Papel e Celulose e Gráfica Bandeirantes. Ao todo, o Yázigi imprimiu 240 mil livros didáticos para 2005.

Kraft Foods cancela propaganda de produtos calóricos
A Kraft Foods, gigante norte-americana de alimentos sediada em Illinois, decidiu retirar seus anúncios de produtos excessivamente calóricos ou sem valor nutritivo, aderindo a iniciativas de diversos setores da sociedade preocupados com a escalada da obesidade infantil. Entre os produtos com propaganda banida nas publicações destinadas a crianças de até 12 anos estão os da linha Oreos e vários snacks populares entre a criançada. A multinacional também pretende adotar um selo nas embalagens de produtos considerados saudáveis.

Grupo Schincariol publica Relatório Social
Entre várias propostas, o Grupo Schincariol escolheu a do Instituto Parceiros da Vida de Comunicação & Responsabilidade Social Empresarial para a elaboração de seu primeiro relatório social. Atualmente, a Schincariol possui mais de 7 mil colaboradores e uma participação de destaque no ranking nacional, com aproximadamente 14% do mercado de cerveja, uma linha completa de produtos e o maior parque de produção de bebidas da América do Sul.

Aulas de comportamento na Becton, Dickinson
A subsidiária brasileira da Becton, Dickinson and Company, fabricante de suprimentos hospitalares, está dando treinamento de ética a seus 1.900 colaboradores. Eles assistem a palestras sobre as atitudes que a empresa condena, como receber presentes, aceitar subornos ou tratar subordinados de forma humilhante. A empresa também criou uma linha direta para denúncias, que já levou até a um caso de demissão.

Honda é a fabricante de automóveis que mais respeita o meio ambiente
A American Honda foi reconhecida pela Union of Concerned Scientists (UCS) como a empresa que fabrica os automóveis que mais respeita o meio ambiente, no estudo entitulado Automaker Rankings 2004: The Environmental Performance of Car Companies (Ranking das Montadoras 2004: Performance Ambiental das Fabricantes de Automóvel) realizado a cada dois anos que avalia as seis maiores montadoras dos Estados Unidos. Comparada aos resultados de 2002, a nova pesquisa mostra que a Honda aumentou ainda mais sua liderança sobre as outras empresas ao desenvolver tecnologias que reduzem a emissão de gases poluentes na atmosfera, sendo responsável por produzir veículos que emitem menos da metade de fumaça e dióxido de carbono que a média das outras indústrias.

 

A definição da Comissão das Comunidades Européias que preconiza que RSE é um comportamento que as empresas adotam voluntariamente, indo além dos requisitos legais, porque consideram ser esse seu interesse a longo prazo. Implica uma abordagem por parte das corporações que coloca no cerne das estratégias empresariais as expectativas de todas as partes envolvidas e o princípio de inovação e aperfeiçoamento contínuos.

Independentemente de definições e conceitos, o fato é que vivemos um momento em que as empresas e a sociedade se mobilizam para buscar soluções a fim de diminuir as desigualdades sociais. Parafraseando Márcio Schiavo, quando se prega a aplicação do marketing social ou outra ferramenta social pelas organizações atuantes no Terceiro Setor e empresas, não se está propondo que se dê um tratamento igualitário, por exemplo, às vacinas e aos batons ou a cremes dentais e à prevenção do câncer uterino. O que se busca é sorrisos saudáveis no rosto daqueles que adotaram uma inovação social que lhes foi disponibilizada por um programa que se tornou mais eficaz a partir do emprego das técnicas e metodologias de comunicação aplicadas ao desenvolvimento.

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
10.951
Oportunidades Cadastradas
8.367
Modelos de Documentos
2.394
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
19 Fev
2018
Edital: Combatendo o Trabalho Infantil na Indústria...
Prazo
28 Fev
2018
Edital: 70 Anos da Declaração Universal dos Direitos...
Prazo
22 Dez
2018
KR Foundation - Comportamento Sustentável e Finanças...
Prazo
16 Abr
2018
International Master’s Fellowships
Prazo
11 Jan
2019
Seleção Pública de Projetos Culturais 2019-2020
Prazo
4 Jan
2018
Petrobras Cultural Chamada Música em Movimento 2018
Prazo
28 Fev
2018
Boas Práticas, Histórias de Sucesso e Lições Aprendidas...
Prazo
21 Fev
2018
4° Edital Instituto CCR de Projetos Culturais
Prazo
4 Jan
2019
Magnum Foundation Fellowship
Prazo
18 Jan
2018
Seleção de propostas culturais para programação...
Prazo
18 Jan
2018
Projetos Colaborativos Descentralizados
Prazo
21 Dez
2018
Patrocínio BRB Cultural
Prazo
15 Mar
2019
Edital IberEntrelaçando Experiências
Prazo
21 Dez
2018
ATER Sustentabilidade - LOTE 1
Prazo
21 Dez
2018
ATER Sustentabilidade - LOTE 2
Prazo
31 Dez
2018
Climate Solver 2018
Prazo
5 Mar
2019
1st UNWTO Gastronomy Tourism Start-up Competition -...
Prazo
27 Dez
2018
Credenciamento e apoio a entidades organizadoras de...
Prazo
8 Fev
2019
DRL Internet Freedom Annual Program Statement 2018
Prazo
8 Jan
2019
The Book Illustration Competition 2019
Prazo
8 Jan
2019
Portrait of Humanity Awards
Prazo
11 Jan
2019
Plastic Worlds – Eleven’s 12th International Design...
Prazo
15 Jan
2019
Bolsas de mestrado e doutorado da CNEN para 2019
Prazo
31 Jan
2019
International Green Gown Awards
Prazo
11 Jan
2019
TDC65 - Communication Design Competition - Professional...
Prazo
11 Jan
2019
TDC65 - Typeface Design Competition - Professional
Prazo
11 Jan
2019
TDC65 - Typeface Design Competition - Student
Prazo
11 Jan
2019
TDC65 - Communication Design Competition? - Student...
Prazo
31 Jan
2019
Indigo Design Award de 2019
Prazo
Contínuo
Projetos - Globosat
Prazo
31 Dez
2018
Chamada para Publicação - Revista Caxangá
Prazo
31 Jan
2019
II Concurso Novos Talentos da Literatura “José Endoença...
Prazo
30 Dez
2018
Eterno verão, uma antologia poética
Prazo
31 Dez
2018
XXXIV Concurso de Poesia Brasil dos Reis
Prazo
31 Dez
2018
O mundo de Esopo - Fábulas e parábolas revisitadas
Prazo
4 Jan
2019
Fumetto International Comix Competition 2019
Prazo
11 Jan
2019
Programa Nossas Crianças 2019
Prazo
31 Dez
2018
Universidade Aberta do Brasil e Proeb.
Prazo
31 Dez
2018
Credenciamento de Entidades Aptas A Celebrar Acordo...
Prazo
31 Dez
2018
International Gender Equality Prize 2019
Prazo
31 Dez
2018
VI Prêmio Serviço Florestal Brasileiro em Estudos...
Prazo
29 Mar
2019
The Diana Award 2018
Prazo
21 Fev
2019
Concurso de curtas audiovisuais – 2018 - “Comunidades...
Prazo
Contínuo
Estabelecimento de Parcerias para Coedições de Livros...
Prazo
Contínuo
Leia para uma criança
Prazo
19 Fev
2019
Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos...
Prazo
Contínuo
Programa de Desenvolvimento Científico Regional –...
Prazo
1 Jan
2019
Prêmio Arte Original Tordos Azuis
Prazo
Contínuo
Política de Patrocínios da CEMIG
Prazo
31 Dez
2018
Credenciamento de Artistas
Prazo
30 Jun
2019
Chamada Pública Bilateral FINEP-CDTI para projetos...
Prazo
21 Mar
2019
Seleção de Projetos Esportivos - Lei de Incentivo
Prazo
Contínuo
Revista Científica de Direitos Humanos - Submissão...
Prazo
21 Set
2019
Crédito De Pesquisa Para Comitês Técnico-Científicos
Prazo
Contínuo
Chamada Pública ANCINE-FSA - Coinvestimentos Regionais
Prazo
Contínuo
Filiação ao Departamento de Informação Pública...

PARCEIROS VER TODOS