Currículo global realizado por cinco países ensina conceitos de diversidade e justiça social

Por: Thaís Iannarelli
24 Setembro 2013 - 14h02

Desenvolver uma educação global, interdisciplinar, conectada com os problemas do mundo e visando à sustentabilidade foi o desafio aceito por 40 escolas de cinco países – Áustria, Brasil, Benin, Reino Unido e República Tcheca – integrantes do projeto Currículo Global. Durante dois anos, o grupo de cerca de 800 professores e educadores trabalhou os temas curriculares da educação básica de forma integrada, abordando os conceitos de diversidade cultural, direitos humanos, justiça social e visando desenvolver nos alunos a cidadania planetária. O projeto começou a ser desenhado em 2007 entre ONGs dos cinco países, durante um encontro anual de educadores realizado na Eslovênia. No final de 2010, o grupo apresentou o projeto à União Europeia e ganhou seu patrocínio. Nos anos seguintes, foi realizada sua implantação e, ao final de 2013, a conclusão será a publicação on-line e em papel de um Manual do Currículo Global, com as descrições dos conceitos da educação global e dos planos de aula e sequências didáticas realizadas nas escolas. No Brasil, o projeto se chama Currículo Global para a Sustentabilidade e é desenvolvido com a coordenação do CECIP (Centro de Criação de Imagem Popular) em seis escolas de São Paulo, a escola municipal Guilherme de Almeida, as estaduais Julia Macedo Pantoja e Professora Luiza Hidaka, e as particulares Politeia, Teia Multicultura e Colégio Bandeirantes.

http://www.globalcurriculum.net/news/

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

PARCEIROS VER TODOS