Jaques Weltman

Por: Juliana Fernandes
01 Julho 2012 - 00h00

Estimular a produção autoral, resgatar valores de consumo humano e conectar pessoas que compartilham os mesmos gostos e interesses. Estes são os propósitos do Airu – um mercado e comunidade on-line de produtos artesanais e design. Fundado em 2011 e tendo investidores do porte da Rocket Internet GmbH, a iniciativa conecta produtores e consumidores de produtos artesanais e design, valoriza o trabalho manual e criativo na sociedade e ajuda designers, artistas e artesãos a se lançarem para o mercado. Em entrevista à Revista Filantropia, Jaques Weltman, cofundador e diretor comercial do Airu, explica como funciona o projeto e as vantagens do e-commerce para a geração de renda.

Revista Filantropia: Como surgiu o Airu e quais são os pilares do projeto?
Jaques Weltman:
O Airu faz parte de um grupo internacional de internet, chamado Rocket Internet. No Brasil, este grupo alemão começou com o Groupon, e depois com a Dafiti. Eu e meu sócio estávamos alocados em outro projeto e identificamos uma vontade comum em trabalhar em um ramo que unisse o empreendedorismo a algo autoral. Portanto, o Airu faz parte de um sonho de viabilizar o trabalho autoral, resgatar o comércio humano feito de pessoas para pessoas e potencializar o empreendedorismo. A ideia uniu o know-how de e-commerce da Rocket com a ideia de comunidade e de algo social que tem o projeto.

RF: Que tipo de benefícios o Airu oferece?
JW:
Os benefícios são viabilizar para as pessoas a possibilidade de viverem por meio daquilo que elas gostam de fazer, para que consigam tirar o sustento de atividades que mais lhes dão prazer, que é criar e desenvolver algo. Algumas pessoas vendem seus produtos no Airu e só vivem disso, porque conseguem gerar renda para não precisarem mais trabalhar em uma organização, exercendo de forma empreendedora sua própria atividade. O Airu, portanto, é uma plataforma de mercado que viabiliza que o artesão tenha a sua loja on-line e, além disso, tenha essa proposta de comunidade. Queremos trazer os artesãos e viabilizar a sua atividade como um todo, valorizando o trabalho manual – e mais do que isso, o trabalho autoral.

RF: Esse formato de vendas já é bem utilizado no exterior. Como está a aceitação no Brasil?
JW:
A internet em si está em crescimento no Brasil. Com relação ao conceito de mercado on-line, que une a conta do vendedor à do consumidor final sem passar por um “atravessador”, a ideia é ainda pouco explorada no país. Eu sou muito esperançoso e ansioso para acompanhar essas evoluções que estamos tendo. É o momento de as pessoas entenderem os benefícios da internet e do e-commerce, somados à segurança dos sites. Além disso, ter um site não justifica ter sucesso. É necessário investimento e divulgação. Se você não investir em marketing, é como se tivesse uma loja de portas fechadas.

RF: Na prática, como funcionam as questões operacionais no Airu?
JW:
Para entrar no Airu basta se registrar e se cadastrar como vendedor. Depois disso, você pode montar a sua loja on-line, divulgar seus produtos em nosso site e vendê-los. Quando é feita uma venda, o artesão recebe um e-mail dizendo que já pode entregar o produto para o cliente e aguardar o valor ser repassado para a conta informada. A entrega fica sob responsabilidade do vendedor. Nós calculamos o frete de envio e o consumidor já paga com esse valor agregado. O Airu cobra uma comissão de 15% pelas vendas realizadas. Além disso, o artesão paga R$ 9,90 por ano para manter uma loja no site, o que lhe dá direito a 100 produtos – um valor bem simbólico.

RF: O projeto também mantém dois blogs. Como eles funcionam?
JW:
Os blogs são o Airu e o Praça do Artesanato. O Airu divulga notícias interessantes, fala um pouco sobre o site, modas, tendências etc. Já o Praça do Artesanato é mais focado no produto artesanal, com técnicas, dicas, depoimentos de artesãos, ou seja, tem um caráter muito mais de formação – enquanto o do Airu é muito mais informação e tendências de mercado. Já que o projeto é muito mais que um mercado, a ideia é conseguir formar e informar.

RF: Quais são os diferenciais do Airu em relação aos concorrentes?
JW:
Eu diria que são três: comunidade, alinhamento e experiência no consumidor. A gente se preocupa muito com a comunidade. Nosso modelo de negócio mostra um alinhamento grande com o artesão. Esse alinhamento – econômico e de interesses – acontece não só no discurso, mas também na prática. E o último ponto seria a experiência no consumidor. Nosso site é o único que finaliza a compra em três cliques, parcelado, e aceita todas as vias de pagamento. Então, nós montamos uma ferramenta que faz com que o consumidor tenha a melhor experiência possível.

RF: Como você avalia o empreendedorismo no comércio de produtos autorais?
JW:
É uma tendência que não volta e acompanha o próprio crescimento do e-commerce. Ao analisarmos os números, já vemos que os produtos autorais tiveram bastante elevação. Eu acredito que é um mercado ainda pouco atendido e de uma carência muito grande, porque esses profissionais liberais são muito apaixonados e dedicados – independentemente de não ser o principal sustento deles. Então, nesse contexto, o Airu serviu para dar o suporte que eles precisam. Temos recebido muitos elogios, de pessoas muito satisfeitas, porque conseguimos atender essas necessidades. Estamos no momento correto para atender esse mercado e ser um dos principais motores para esse crescimento.

RF: O Airu tem interesse em auxiliar o Terceiro Setor na utilização de novas ferramentas para a geração de renda?
JW:
Temos muito interesse em auxiliar as organizações sociais no processo de inclusão digital, fazendo com que o Terceiro Setor possa utilizar a internet como um canal a mais de geração de renda. Parcerias com o Airu são muito bem-vindas, já que o nosso interesse é mais que mercado. O Airu quer que todas as organizações sociais que utilizem projetos de geração de renda tenham condições de vender seus produtos, e que todos os artesões apoiados tenham mais oportunidades de vendas. Estamos de braços abertos para receber qualquer organização social que tenha interesse nesse projeto.

Tudo o que você precisa saber sobre Terceiro setor a UM CLIQUE de distância!

Imagine como seria maravilhoso acessar uma infinidade de informações e capacitações - SUPER ATUALIZADAS - com TUDO - eu disse TUDO! - o que você precisa saber para melhorar a gestão da sua ONG?

Imaginou? Então... esse cenário já é realidade na Rede Filantropia. Aqui você encontra materiais sobre:

Contabilidade

(certificações, prestação de contas, atendimento às normas contábeis, dentre outros)

Legislação

(remuneração de dirigentes, imunidade tributária, revisão estatutária, dentre outros)

Captação de Recursos

(principais fontes, ferramentas possíveis, geração de renda própria, dentre outros)

Voluntariado

(Gestão de voluntários, programas de voluntariado empresarial, dentre outros)

Tecnologia

(Softwares de gestão, CRM, armazenamento em nuvem, captação de recursos via internet, redes sociais, dentre outros)

RH

(Legislação trabalhista, formas de contratação em ONGs etc.)

E muito mais! Pois é... a Rede Filantropia tem tudo isso pra você, no plano de adesão PRATA!

E COMO FUNCIONA?

Isso tudo fica disponível pra você nos seguintes formatos:

  • Mais de 100 horas de videoaulas exclusivas gratuitas (faça seu login e acesse quando quiser)
  • Todo o conteúdo da Revista Filantropia enviado no formato digital, e com acesso completo no site da Rede Filantropia
  • Conteúdo on-line sem limites de acesso no www.filantropia.ong
  • Acesso a ambiente exclusivo para download de e-books e outros materiais
  • Participação mensal e gratuita nos eventos Filantropia Responde, sessões virtuais de perguntas e respostas sobre temas de gestão
  • Listagem de editais atualizada diariamente
  • Descontos especiais no FIFE (Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica) e em eventos parceiros (Festival ABCR e Congresso Brasileiro do Terceiro Setor)

Saiba mais e faça parte da principal rede do Terceiro Setor do Brasil:

Acesse: filantropia.ong/beneficios

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

PARCEIROS VER TODOS