Combate à extrema pobreza avança, mas erradicação da miséria será mais complexa e demorada do que sugerido pelo governo

12 Março 2013 - 15h58

Recentemente a presidente Dilma Rousseff anunciou a ampliação das transferências de renda às famílias mais pobres que constam do Cadastro Único do Governo. Com a mudança, essas pessoas receberão repasse complementar para que a renda per capita de suas famílias alcance ao menos R$ 70 por mês – patamar abaixo do qual são consideradas extremamente pobres pelo governo. A alteração segundo o governo, permitirá que 2,5 milhões de brasileiros se somem aos 22 milhões de beneficiários do Bolsa Família, que ultrapassaram a linha da pobreza extrema nos últimos dois anos. Porém, segundo especialistas, mesmo que o Cadastro Único passe a cobrir todos os brasileiros que hoje vivem na pobreza, sempre haverá novas famílias que se tornarão miseráveis. O valor de R$ 70 por mês também é discutido. Em 11 das 18 capitais monitoradas pelo Dieese, R$ 70 não garantem nem a compra da parte de uma cesta básica destinada a uma pessoa. Em São Paulo, seriam necessários R$ 95,41 para a aquisição.

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
22.766
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
4.060
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
3 Mai
2021
25º Concurso Inovação no Setor Público
Prazo
26 Abr
2021
15º Edital Funcultura Audiovisual
Prazo
Contínuo
Super Desafio COVID-19 - Startups
Prazo
21 Mai
2021
Projetos Sociais por Leis de Incentivo 2021
Prazo
14 Mai
2021
Edital de Seleção - Projetos Sociais
Prazo
11 Mai
2021
Prince Claus Seed Awards 2021
Prazo
10 Mai
2021
Para Mulheres na Ciência 2021
Prazo
Contínuo
Adobe Creative Residency Community Fund
Prazo
17 Mai
2021
PhotoContest 2021
Prazo
23 Mai
2021
9ª Convocatoria de Ayudas

PARCEIROS VER TODOS