Atrasos de salários frequentes

Por: Instituto Filantropia
19 Fevereiro 2013 - 23h56

Como não são raros os casos de organizações sociais com problemas financeiros, estas devem ficar atentas a diversos tipos de questões trabalhistas. Isto porque atrasos recorrentes de salários podem gerar indenização por danos morais. Em um recente episódio, uma trabalhadora da iniciativa privada ganhou indenização de R$ 10 mil por causa deste problema, no entendimento do Tribunal Superior do Trabalho (TST). De acordo com os autos, durante os quase três anos em que trabalhou para a empresa, entre maio de 2007 e março de 2010, a vendedora recebia seus salários com atrasos frequentes. Após ser demitida, ajuizou reclamação trabalhista na 7ª Vara do Trabalho de Florianópolis (SC), pleiteando indenização por danos morais em virtude dos constantes atrasos. Foi arbitrado o valor de R$ 50 mil levando em consideração, além dos atrasos salariais, a dispensa. Ao analisar a ação, os magistrados do TST decidiram por unanimidade diminuir a indenização para 20% deste total.
www.tst.jus.br

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
19.586
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
3.490
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
Paranapanema - Doações e Patrocínios
Prazo
Aceleradora P&G Social
Prazo
31 Dez
2020
IberCultura Viva 2020
Prazo
1 Ago
2020
Todos os olhos na Amazônia
Prazo
1 Ago
2020
The IFREE Small Grants Program
Prazo
4 Set
2020
Ideias para o Futuro
Prazo
30 Nov
2020
Stop Slavery Award 2021
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas
Prazo
Patrocínio BS2
Prazo
Matchfunding Enfrente o Corona

PARCEIROS VER TODOS