As raízes dos sonhos

Por: Revista Filantropia
01 Março 2008 - 00h00

Nem sempre uma grande frustração é sinônimo de ponto final. Às vezes, um choque de realidade faz brotar uma ação maior e mais realista. Foi assim com o projeto “Plantar é renascer”, desenvolvido por alunos e professores da Escola Agrícola Comendador João Marchesi, em Jussara (GO) – uma das 7.467 instituições certificadas com o Selo Escola Solidária 2007.

Notando a degradação provocada pelo desmatamento na região, o diretor da escola resolveu tomar uma atitude. “Não havia muitas árvores. A cidade era muito quente e faltavam planos de arborização”, lembra ele. Envolvendo docentes e discentes, passou a plantar em um viveiro da escola, mudas de espécies nativas do cerrado goiano para distribuição. Em 2002, foram doadas mil mudas. No ano seguinte, 4.000.

Longe de ter resolvido o problema, a comunidade escolar levou um choque de realidade. Depois de percorrer a cidade, alunos e professores descobriram que nem todos os moradores plantaram as mudas ou estavam cuidando delas corretamente. “A maioria das pessoas que procuravam a escola para solicitar mudas as doava para alguém de fora, plantava na fazenda sem planejamento ou não morava na cidade”, lembra o diretor.

Essa aula prática inquietou estudantes e professores. Todos ficaram frustrados com a falta de resultados. Foram três anos praticamente perdidos. Novamente, o diretor e sua equipe entraram em cena, reunindo os alunos e pedindo sugestões. Nascia aí o projeto “Plantar é renascer”. A atividade deixou de ser uma simples doação de mudas para virar um plano de arborização da cidade, com reflexos no aprendizado dos alunos e na vida da população.

Na escola, o projeto abrange várias disciplinas: matemática (gráficos sobre o desenvolvimento das mudas), geografia (espaço urbano e do ambiente), ciências (fotossíntese), língua portuguesa (reportagem com os moradores, síntese das entrevistas e apresentação para comunidade), história (processo de urbanização municipal), informática (pesquisas na internet), práticas agrícolas (maneira adequada do plantio) e cidadania (respeito ao ambiente).

Fora da escola, o projeto criou raízes ao firmar parcerias com diversas instituições que garantem apoio institucional. Até hoje participaram do projeto 140 estudantes, de 5ª à 8ª séries, com a missão audaciosa de atender os 34 bairros da cidade.

Escola Agrícola Comendador João Marchesi
(62) 3373-1412

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

PARCEIROS VER TODOS