#AgoraÉQueSãoElas busca promover a igualdade de gênero

Por: Thaís Iannarelli
06 Novembro 2015 - 16h26

A campanha #AgoraÉQueSãoElas tem como objetivo dar espaço a mulheres em locais ocupados por homens. Como exemplo temos o colunista Gregório Duvivier que cedeu seu espaço na Folha de São Paulo, no dia 2 de novembro, para Manoela. Ela usou a coluna para falar sobre a manifestação ocorrida em São Paulo contra o Projeto de Lei (PL) 5.069/13, de autoria de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que dificulta o acesso de vítimas de estupro ao aborto e à pílula do dia seguinte.

A doutora em ciência sociais e professora da Universidade Federal da Bahia Maíra Kubik Mano escreveu para o blog do jornalista Leonardo Sakamoto sobre a falta de espaço para as mulheres em veículos de comunicação tradicionais.

Outros jornalistas e escritores também cederam espaço a mulheres ao longo desta semana como parte da campanha #AgoraÉQueSãoElas - entre eles, Marcelo Freixo, que cedeu sua coluna para a socióloga Julita Lemgruber, o blog de Juca Kfouri deu voz à Camila Kfouri , o blog do Moreno abriu espaço para a jornalista Vanessa Rodrigues e o colunista Guilherme Boulos deu voz a quatro militantes sem-teto, de diferentes estados do país, Sylvia Malatesta, Natalia Szermeta, Ana Paula Perles e Claudia Favaro.

Como foco, a campanha mostra que os espaços ocupados por homens também podem ser ocupados por mulheres de maneira criativa e trazendo assuntos importantes para o empoderamento feminino.

Fonte: Agência Brasil

PARCEIROS VER TODOS