A logomarca faz a diferença

Por: Revista Filantropia
01 Julho 2008 - 00h00

Uma cena se repete em várias empresas que realizam programas de incentivo ao voluntariado: a utilização, para o voluntariado entre funcionários, da logomarca da empresa ou do braço social da mesma. Com o passar do tempo, constatam-se alguns problemas, e uma logomarca específica para o programa de voluntariado empresarial é criada. Esse processo, além de não ser saudável para o programa, também é um fator complicador para o entendimento dos funcionários e engajamento às iniciativas sociais.

Inicialmente, a utilização de uma mesma logomarca da empresa no programa de incentivo ao voluntariado dos funcionários pode trazer um entendimento errado da proposta de trabalho. Uma vez que os objetivos e formas de atuação são diferentes, é preciso saber distingui-los, promovendo uma identificação projetiva.

Utilizando a logomarca da empresa, o funcionário inicialmente associa aquela imagem à companhia, o que pode provocar no colaborador o mesmo tipo de relação que mantém com seu trabalho – nem sempre saudável –, que pode dar a entender que a pessoa está sendo “voluntária da empresa”. Além disso, pode estender o entendimento das relações de trabalho, como hierarquia e subordinação, às relações de voluntariado, e isso não é uma postura positiva para um programa que busca engajar e promover iniciativas cidadãs entre colaboradores.

Por exemplo, um dos comportamentos esperados de determinada empresa para com seus colaboradores é que eles tenham posturas competitivas. No ambiente de negócios, isso é saudável e esperado. Porém, no ambiente voluntário, a postura deve ser colaborativa, e não competitiva. A utilização da mesma logotipia pode promover a identificação de maneira errônea e equivocada, forçando que sejam feitas atividades para esclarecimentos, que nem sempre são eficazes.

Utilizar a logomarca do braço social da empresa não é recomendável, porque muito embora esse setor promova efetivamente as ações de relacionamento com a comunidade, não significa que o programa empresarial de voluntariado compartilhe dos mesmos valores. Por exemplo, o braço social de uma determinada empresa trabalha com investimento social privado e tem suas orientações estratégicas, seus valores e conceitos orientados para a atuação com educação. A utilização da mesma logotipia desse braço social no programa de incentivo ao voluntariado promove a identificação com aqueles valores e área de atuação, que nem sempre correspondem aos ideais de atuação voluntária dos colaboradores. Como trabalhar com desejos e buscas tão diversas?

Equívocos dessa natureza, que confundem a atuação dos voluntários e que não permitem que sejam “donos” das ações realizadas, independentes e compartilhando valores entre eles, pode ser um grave erro na continuidade das ações. Isso porque, uma vez afastados das iniciativas de incentivo ao voluntariado por um entendimento errado dos valores e ações, apenas com um trabalho extenuante de sensibilização e esclarecimento será possível promover novamente o engajamento voluntário dos colaboradores.

A solução que não gera problemas de entendimento logo no início do programa de voluntariado na empresa é buscar uma logotipia nova, que seja de “posse” dos colaboradores, com a qual eles se identifiquem, compartilhem valores e tenham a clareza de que fazem parte daquela iniciativa. Daquela e tão somente daquela, porque, dessa maneira, interagem e contribuem efetivamente para o crescimento daquele programa ou projeto, independentemente da sua relação com a empresa ou com o braço social da mesma.

As marcas tornaram-se a garantia e indicadores de qualidade, valor, credibilidade e origem. São comunicadores silenciosos por meio dos quais os consumidores identificam produtos, serviços e organizações. Identificam visualmente e fazem a interface com os valores histórico-pessoais, que podem ser compartilhados com outras pessoas. O valor das marcas não está na quantificação do que foi gasto com sua confecção, mas sim, é percebido pela relação que o público mantém com a mesma. Quanto mais positiva e cheia de significados for, mais contribui para que tenha valor agregado. Por isso, é importante que os colaboradores entendam e compartilhem os princípios daquela proposta, representada visualmente pela logomarca do projeto ou programa.

As marcas e logotipos são mais do que palavras e imagens. Tem funções de vital importância como:
• Identificar um produto,
serviço ou organização
• Reforçar o nome do projeto
junto ao público
• Diferenciar um produto,
serviço ou organização da concorrência
• Dar informações sobre origem,
valor e qualidade
• Agregar valor aos produtos
• Fidelizar o público
• Conquistar novas adesões à proposta
• Criar vínculos emocionais novos


Centro de Ação Voluntária de Curitiba (CAV)
www.acaovoluntaria.org.br
[email protected]
(41) 3322-8076

 

Tudo o que você precisa saber sobre Terceiro setor a UM CLIQUE de distância!

Imagine como seria maravilhoso acessar uma infinidade de informações e capacitações - SUPER ATUALIZADAS - com TUDO - eu disse TUDO! - o que você precisa saber para melhorar a gestão da sua ONG?

Imaginou? Então... esse cenário já é realidade na Rede Filantropia. Aqui você encontra materiais sobre:

Contabilidade

(certificações, prestação de contas, atendimento às normas contábeis, dentre outros)

Legislação

(remuneração de dirigentes, imunidade tributária, revisão estatutária, dentre outros)

Captação de Recursos

(principais fontes, ferramentas possíveis, geração de renda própria, dentre outros)

Voluntariado

(Gestão de voluntários, programas de voluntariado empresarial, dentre outros)

Tecnologia

(Softwares de gestão, CRM, armazenamento em nuvem, captação de recursos via internet, redes sociais, dentre outros)

RH

(Legislação trabalhista, formas de contratação em ONGs etc.)

E muito mais! Pois é... a Rede Filantropia tem tudo isso pra você, no plano de adesão PRATA!

E COMO FUNCIONA?

Isso tudo fica disponível pra você nos seguintes formatos:

  • Mais de 100 horas de videoaulas exclusivas gratuitas (faça seu login e acesse quando quiser)
  • Todo o conteúdo da Revista Filantropia enviado no formato digital, e com acesso completo no site da Rede Filantropia
  • Conteúdo on-line sem limites de acesso no www.filantropia.ong
  • Acesso a ambiente exclusivo para download de e-books e outros materiais
  • Participação mensal e gratuita nos eventos Filantropia Responde, sessões virtuais de perguntas e respostas sobre temas de gestão
  • Listagem de editais atualizada diariamente
  • Descontos especiais no FIFE (Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica) e em eventos parceiros (Festival ABCR e Congresso Brasileiro do Terceiro Setor)

Saiba mais e faça parte da principal rede do Terceiro Setor do Brasil:

Acesse: filantropia.ong/beneficios

PARCEIROS VER TODOS