A comunicação em um programa de voluntariado empresarial

Por: Revista Filantropia
01 Julho 2009 - 00h00

Um dos pontos fundamentais que garantem o sucesso de um programa de voluntariado empresarial é a comunicação, e diversas estratégias são utilizadas para isso. Do ponto de vista instrumental, a comunicação deve ter a capacidade de envolver os colaboradores e reconhecer as práticas desenvolvidas por eles.

Contudo, uma questão delicada na realização de um programa dessa natureza é decidir se as ações voluntárias desenvolvidas pelos colaboradores serão divulgadas. Em alguns momentos, campanhas, eventos e até projetos cujo impacto social transforma positivamente uma comunidade, merecem ser divulgados. Mas será que, eticamente, quando uma empresa o faz, não está se valendo do trabalho voluntário dos colaboradores para se promover?

A resposta para tal questionamento está na coerência demonstrada pela empresa. Não se pode aplicar R$ 10 mil em um programa e gastar R$ 100 mil em propagandas, disparando aos sete ventos as ações “sociais” que a empresa e seus colaboradores estão realizando.

Entretanto, um programa de voluntariado, ao ser divulgado interna e externamente, ganha força e constitui um dos meios para as empresas demonstrarem o exercício da responsabilidade social e de investirem no relacionamento com pelo menos dois de seus stakeholders – os empregados e a comunidade. Desta forma, ações de comunicação dos projetos de mobilização de voluntários são positivas, tanto para os voluntários quanto para a empresa e a comunidade.

Outro ponto importante que reconhece a necessidade da divulgação de programas de voluntariado empresarial diz respeito às formas como as campanhas para o público externo são conduzidas. O correto é que sejam oportunas, refletindo valores compartilhados pelos voluntários, como solidariedade, transformação social e cidadania. Essas campanhas são importantes à medida que prestigiam o trabalho dos colaboradores – e não somente a iniciativa da empresa – e compartilham esses valores com a sociedade de maneira educativa. É preciso saber separar essas ações de campanhas oportunistas, que se aproveitam de iniciativas voluntárias dos colaboradores para alardear e relacionar as iniciativas às práticas sociais da empresa.

Para ilustrar esse cenário, vale um exemplo: imagine em sua empresa um grupo de voluntários organizando uma campanha para arrecadar donativos para as vítimas das enchentes no Norte e Nordeste do Brasil. Essa prática, se contar com o apoio da área de comunicação de sua empresa para divulgar a iniciativa dos voluntários para a comunidade, será oportuna para mobilizar mais pessoas. Você não acha?

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
19.064
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
3.404
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
30 Jun
2020
Linha emergencial de crédito Conexsus
Prazo
Patrocínio BS2
Prazo
31 Jul
2020
GlobalGiving Accelerator - Virtual Training Program...
Prazo
30 Nov
2020
Stop Slavery Award 2021
Prazo
31 Jul
2020
AEB - Chamamento Público para lançamentos a partir...
Prazo
4 Set
2020
Ideias para o Futuro
Prazo
Matchfunding Enfrente o Corona
Prazo
1 Ago
2020
Todos os olhos na Amazônia
Prazo
1 Ago
2020
The IFREE Small Grants Program
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas

PARCEIROS VER TODOS