A Ética do Cuidar

Por: Maria Iannarelli
11 Setembro 2014 - 00h51

A Ética do Cuidar

Princípios para a atuação profissional

Este espaço de reflexão sobre a área social tem o objetivo de trazer considerações sobre a atuação de profissionais e voluntários que compõem as redes de serviços social e comunitária.
O fortalecimento da Cultura Organizacional e das Estratégias de Atuação facilita o relacionamento interpessoal e as práticas éticas, resolutivas e focadas na qualidade, assim como a resolutividade no atendimento ao usuário dos serviços das organizações sociais e afins. Estes são fatores importantes para o bom desenvolvimento do trabalho. Alguns princípios, porém, são imprescindíveis para garantir direitos e transparência nas atividades de rotina, porque fazem parte da delicada trama que compõe as ações, práticas, discursos e olhares para a natureza humana, em situações de alta vulnerabilidade.
A palavra ética tem sua origem na palavra grega ethos, e significa caráter. Envolve os princípios que norteiam a ação e a reação das pessoas, com base em valores e crenças que fortalecem o relacionamento humano. É o conjunto de valores morais que orientam a conduta humana na sociedade.
A ética no trabalho, especificamente, envolve as tantas questões que permeiam a prática profissional e fazem parte dos Códigos de Ética das diversas profissões que atuam no campo do “Cuidado Humano”. Para além dos códigos, as equipes interdisciplinares possuem ocupações e profissões de nível médio que têm este compromisso ético, pois passam a conviver com as singularidades e especificidades de cada usuário atendido nos serviços.
Para executar as estratégias de atuação, certas posturas e comportamentos são esperados para garantir o direito ao sigilo e à confidencialidade do usuário.

Sigilo profissional

Trata da manutenção de segredo para informação valiosa, cujo domínio de divulgação deve ser fechado, ou seja, restrito a um cliente, a uma organização ou a um grupo, sobre a qual o profissional encarregado possui inteira responsabilidade, uma vez que a ele é confiada a manipulação da informação.
Diz-se que o sigilo profissional vai até o limite da transgressão de uma lei, ou seja, o profissional deve guardar todas as informações a que tiver acesso, ou vir a tomar conhecimento, em razão de sua atividade profissional, mas somente aquelas que não são criminosas, sob pena de ser enquadrado em algum crime contra a sociedade.

Confidencialidade

É a propriedade da informação que não estará disponível nem será divulgada a indivíduos, entidades ou processos sem autorização. Em outras palavras, confidencialidade é a garantia do resguardo das informações dadas pessoalmente em confiança e proteção contra a sua revelação não autorizada.
Estes aspectos levam os usuários dos serviços a terem sensação de confiança no grupo de pessoas de determinada Instituição. O trabalho do grupo, gerando confiança, forma e transforma instituições confiáveis, que se tornam referências em suas áreas de atuação. Ousamos dizer que definem o seu caráter. Caráter é um conjunto de características e traços relativos à maneira de agir e de reagir de um indivíduo ou de um grupo. É um feitio moral. É a firmeza e a coerência de atitudes.

Princípios e atitudes

Os conceitos trazidos até aqui nos levam a pensar em princípios, os quais determinam atitudes e facilitam ações inclusivas e de promoção social, utilizando como ferramentas:

Escuta sensível:

  • Exercício que se aprimora com a prática para observar o verbal e o não verbal;
  • Excelente ferramenta para os atendimentos individuais, familiares e em grupo com multifamílias;
  • Tende a deixar as relações “horizontais”, ou seja, permite que o usuário e o profissional tenham uma sintonia maior;
  • Coloca a entrevista inicial/acompanhamento para além da rotina institucional;
  • Permite que o usuário seja visto na sua amplitude humana, para além de sua vulnerabilidade.
  • Fatores que dificultam a comunicação, como não saber ouvir e linguagem de difícil entendimento;
  • Fatores que dificultam a comunicação não-verbal, como não estar atendo para os sinais emitidos pelo outro e permanecer distraído, sem dar atenção para os detalhes.

Respeito à singularidade:

  • Envolve o respeito às especificidades, características pessoais únicas e intransferíveis de cada pessoa;
  • Envolve o respeito à história de vida, costumes e cultura de cada pessoa, família e comunidade;
  • Envolve o respeito à autonomia e independência de cada pessoa;
  • Envolve a garantia de direitos individuais e coletivos de cada pessoa.
  • Princípios da relação de acolhimento/apoio:
  • Respeito mútuo;
  • Tolerância;
  • Empatia;
  • Solidariedade;
  • Compaixão;
  • Capacidade de perdoar

É importante considerar que os princípios éticos permeiam toda a atividade e estão implícitos desde o início do processo de trabalho. Para a pessoa que vai atuar é muito impor-
tante conhece-los.

Vínculos empregatícios

  • Trabalho Voluntário
  • A Instituição tem o trabalho voluntário organizado ou não?
  • Existe um processo estruturado de entrada do voluntário?
  • São analisadas as habilidades e interesses / atividades propostas para o voluntário?
  • É feita integração para conhecimento da filosofia e missão da instituição e da importância do voluntariado?
  • Existe formalmente um grupo de voluntários, por meio de apresentação de documentação, assinatura de termo de compromisso com definição de horários de atuação e responsabilidades?

e estiver organizado integralmente ou parcialmente, indica uma forma de tratar o colaborador de forma ética e planejada, com foco. Esta organização e clareza facilitará a atuação responsável e ética do voluntário.

Trabalho Remunerado

O trabalho remunerado nas instituições sociais apresenta algumas modalidades. Das mais comuns, citamos o trabalho com vínculo empregatício, “registro em carteira de trabalho”, de acordo com as regras da CLT – Consolidação das Leis do Trabalho. Encontramos, também, profissionais autônomos e microempresários. Qualquer que seja a modalidade, contrato de trabalho por tempo indeterminado e determinado, como profissional para desenvolver oficinas (o oficineiro), é importante que, desde o processo seletivo haja clareza para que o profissional conheça regras e funcionamento da instituição.
É comum que as instituições tenham programas e projetos descentralizados em determinados territórios de atuação, tendo uma sede como base administrativa e técnica e várias unidades, distribuídas pelas regiões da cidade, muitas vezes, em áreas de risco e vulnerabilidade social.
Cabe salientar que, nas questões colocadas para o grupo de voluntariado, aquelas que envolvem organização e clareza sobre a instituição e seus processos de seleção, integração e uniformidade de condutas darão o padrão ético e coerência das ações. Mesmo havendo várias frentes de trabalho, existe a necessidade primordial de manter os valores e princí-
pios institucionais.

ComunicaRelacionamentos

Relacionamento Interpessoal

Entendemos que o relacionamento interpessoal é uma das questões mais relevantes para o sucesso ou o fracasso de qualquer atividade. Quando se trata da prática do Cuidar, como fim, isto se torna mais delicado ainda. O quadro a seguir demonstra a complexa rede em que atuamos diariamente, considerando programas e ações que envolvem o profissional da Instituição, o usuário e sua família, os demais colegas de trabalho e a execução da tarefa:

Planejamento / Intervenção

É sempre bom lembrar que o planejamento das ações e a boa prática para uma intervenção exitosa envolvem o acompanhamento contínuo e a prontidão para alterar condutas, se necessário, visando o resultado previsto.
Estar aberto para novas perspectivas e revisão de procedimentos nos tira, muitas vezes, da zona de conforto, mas permite o realinhamento de ações, que não alteram a filosofia ou os objetivos previstos.

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

EDITAIS
23.290
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
4.132
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
1 Out
2021
The Land Accelerator - América Latina
Prazo
1 Ago
2021
AAAS Kavli Science Journalism Awards
Prazo
Contínuo
Super Desafio COVID-19 - Startups
Prazo
10 Ago
2021
The Chelsea International Photography Competition 2021
Prazo
5 Jun
2021
Prêmio Excelência em Competitividade 2021
Prazo
15 Dez
2021
Premio Iteramericano a Las Buenas Práticas para el...
Prazo
15 Jun
2021
FAPESP / M-ERA.NET 2021 – Ciência de Materiais e...
Prazo
Contínuo
Adobe Creative Residency Community Fund
Prazo
15 Jun
2021
Professional Fellowship 2021
Prazo
15 Jun
2021
2º Call for Partnerships - Global Media Defence Fund

PARCEIROS VER TODOS