Se minha escola é inteiramente gratuita, como contabilizo a gratuidade educacional? Deve-se estabelecer uma mensalidade de acordo com o praticado no mercado?

Por: Revista Filantropia
01 Novembro 2010 - 00h00
Na lei nº 12.101/2009 não há qualquer dispositivo que admita a contabilização da gratuidade com base no valor de mercado das mensalidades escolares. Ao contrário, o artigo 13 aduz que a entidade de educação deverá aplicar anualmente em gratuidade pelo menos 20% da receita anual efetivamente recebida, observados a lei nº 9.780/99 (que dispõe sobre as anuidades escolares) e o decreto nº 3.274/99. Com base nisso, pode-se concluir que, sendo uma entidade que fornece todas as vagas gratuitas, o valor da gratuidade deverá ser o custo despendido com tal atividade, sendo dispensada a aplicação do valor do mercado para contabilização do percentual mínimo previsto.

Conteúdo Relacionado

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

EDITAIS
23.290
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
4.132
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
1 Out
2021
The Land Accelerator - América Latina
Prazo
1 Ago
2021
AAAS Kavli Science Journalism Awards
Prazo
Contínuo
Super Desafio COVID-19 - Startups
Prazo
10 Ago
2021
The Chelsea International Photography Competition 2021
Prazo
5 Jun
2021
Prêmio Excelência em Competitividade 2021
Prazo
15 Dez
2021
Premio Iteramericano a Las Buenas Práticas para el...
Prazo
15 Jun
2021
FAPESP / M-ERA.NET 2021 – Ciência de Materiais e...
Prazo
Contínuo
Adobe Creative Residency Community Fund
Prazo
15 Jun
2021
Professional Fellowship 2021
Prazo
15 Jun
2021
2º Call for Partnerships - Global Media Defence Fund

PARCEIROS VER TODOS