Saúde e Educação em larga escala

Por: Paula Craveiro
01 Março 2012 - 00h00

A história da Pfizer começou em 1849, em Nova York, quando os primos e imigrantes alemães Charles Pfizer e Charles Erhart iniciaram a produção de insumos para o preparo de medicamentos. A projeção mundial veio quando a dupla viabilizou a produção da penicilina em larga escala, tornando a Pfizer uma das empresas mais relevantes do setor farmacêutico. A companhia chegou ao Brasil em 1952 como importadora de medicamentos, e dez anos depois inaugurou sua unidade fabril em Guarulhos, no Estado de São Paulo.
“Hoje, a Pfizer é uma das mais completas e diversificadas companhias do setor farmacêutico no mundo, oferecendo opções terapêuticas para uma variedade de doenças, com um portfólio que engloba desde vitaminas para gestantes e vacinas para bebês até medicamentos para doenças complexas, como dor, câncer, tabagismo, infecção hospitalar e Alzheimer”, afirma o diretor de Assuntos Corporativos da companhia, Ciro Mortella.
Conforme comenta o executivo, a companhia tem como missão utilizar a ciência e seus recursos globais para melhorar a saúde e o bem-estar das pessoas em todas as fases da vida. Entre seus valores estão o respeito pelas pessoas, a colaboração, a integridade, a qualidade e o apoio à comunidade.

Desenvolvimento social

Para a Pfizer, a responsabilidade social corporativa é uma maneira de contribuir para o desenvolvimento das pessoas, das comunidades e de suas relações com o meio ambiente. Esta prática está alinhada com o valor de apoio à comunidade, instituído globalmente na companhia. “Assim, a empresa entende que está contribuindo para tornar cada comunidade onde atua em lugares melhores para se viver e trabalhar”, ressalta Mortella.
No desenvolvimento dos projetos sociais, a Pfizer busca unir esforços com o governo e a comunidade e identificar também parcerias com organizações não-governamentais, por acreditar no potencial do Terceiro Setor para promover o engajamento com a sociedade.
“A atuação em Responsabilidade Social Corporativa da Pfizer tem como principal foco a educação e a saúde. A saúde, porque faz parte do foco de atuação da empresa e é algo que a Pfizer conhece bem. E a educação, por se tratar de uma necessidade identificada no Brasil”, esclarece o diretor.
Os projetos são destinados à população em geral (crianças, jovens e adultos) de diversas localidades brasileiras, como São Paulo e Guarulhos, no Estado de São Paulo; Piauí, Bahia e Pernambuco. “Até o final 2010, a companhia investiu R$ 8,6 milhões em seus projetos sociais e beneficiou, ao todo, aproximadamente 367 mil pessoas”, destaca.

Projetos socioambientais

O apoio à comunidade é um dos valores estabelecidos mundialmente pela Pfizer, que está sempre em busca de soluções para melhorar a vida das pessoas. Uma das maneiras encontradas pela companhia para apoiar e valorizar as comunidades onde atua é investir e participar de projetos sociais.
Segundo o diretor de Assuntos Corporativos, o primeiro projeto criado pela empresa é o Programa Pfizer de Educação Ambiental. “Seu objetivo é conscientizar educadores e estudantes a respeito da importância de adotar atitudes que preservem o meio ambiente. O projeto teve início em 2000, juntamente com a Diretoria de Ensino da Região Sul de Guarulhos”.
Além deste, a companhia desenvolve os seguintes projetos sociais:

  • Projeto Cabra Escola: Criado em parceria com o Movimento de Organização Comunitária (MOC), a iniciativa visa erradicar o trabalho infantil e aumentar a renda das famílias carentes da região do semiárido da Bahia. O projeto contribui desde 2002 com a permanência das crianças na escola e combate à desnutrição por meio da caprinocultura.
    Casa dos Velhinhos de Ondina Lobo: Fundada em 1950, a Casa atende aproximadamente 100 idosos e, com o apoio da Pfizer, dá a eles a oportunidade de integração social, com cuidados médicos, odontológicos e ocupacionais. A Pfizer atua dentro da casa proporcionando aos moradores aulas de informática.
  • Cores da Vida: Em parceria com a Associação Cidade Escola Aprendiz, o projeto tem o objetivo de contribuir para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, a partir da formação de uma rede articulada no território de quatro casas de apoio a crianças com câncer em São Paulo.
  • Programa Jovens Empresários: Iniciado em 2001, o programa promove a inclusão social e a preparação de adolescentes da cidade de Campinas (SP) para o mercado de trabalho. É promovido pela ONG Ação Forte, criada pelos funcionários da fábrica de Campinas.
  • Projeto Jovem Produtor: Criado em 2006 a partir de uma parceria da Pfizer com a ONG Care Brasil, o projeto incentiva a criação de suínos e aves, com o objetivo de gerar renda para famílias, combater a pobreza, incentivar a permanência dos jovens em suas cidades de origem e melhorar a qualidade da alimentação da população de municípios do Piauí.
  • Tear: O projeto promove, por meio de oficinas terapêuticas e profissionalizantes, a reinserção social de portadores de transtornos mentais. Além da reabilitação psicossocial, esse trabalho assegura geração de renda aos participantes e suas famílias, por meio da comercialização dos materiais produzidos. O projeto é uma iniciativa da Pfizer, da Prefeitura de Guarulhos e da Associação Cornélia Vlieg.
  • Projeto Vale Sonhar: Com o objetivo de prevenir a gravidez na adolescência, o projeto foi criado em 2004, em parceria com o Instituto Kaplan. Por meio de oficinas, o programa identifica os sonhos desses jovens e os ajuda a traçar um plano de vida. Eles conseguem ainda, por meio de oficinas, prever o impacto da gravidez precoce, bem como são motivados a aprender e a praticar o sexo seguro.
  • Brasil Respirando Melhor: Realizado em parceria com a ONG Aliança de Controle do Tabagismo (ACT), o projeto tem o objetivo de contribuir para a proibição do fumo em ambientes fechados e de uso coletivo no país, além de conscientizar a população sobre os riscos do tabagismo.

Gestão e prestação de contas

A Pfizer dispõe de fontes próprias de recursos para patrocinar, financiar e apoiar o desenvolvimento de seus projetos sociais. “Para acompanhar de perto os projetos sociais nos quais atua, além de receber relatórios mensais sobre o andamento de cada um, a Pfizer faz visitas periódicas e promove reuniões mensais com as ONGs e entidades parceiras. Também são enviados para a companhia relatórios financeiros trimestrais, como forma de prestação de contas”, conta Ciro Mortella.

Conquistas

A companhia aponta como as conquistas as constantes contribuições para o desenvolvimento das pessoas, das comunidades e de suas relações entre si e com o meio ambiente. “Assim, a companhia contribui para a melhoria dos lugares em que atua. Prova disso são os reconhecimentos, inclusive internacionais, alcançados pelos projetos”, ressalta.
Mortella cita como exemplo o Cabra Escola, que é reconhecido pelo Banco Mundial e pelo Unicef como experiência modelo e como uma das intervenções melhores sucedidas de erradicação do trabalho infantil na região sisaleira da Bahia. “Em 2008 o projeto recebeu o prêmio Corporate Citizen of The Americas, conferido pela Trust for the Americas, uma organização sem fins lucrativos criada em 1997 e afiliada à Organização dos Estados Americanos (OEA)”, complementa.
Voluntariado interno
Além do desenvolvimento de projetos socioambientais, a Pfizer incentiva ainda a participação de seus funcionários em ações sociais com o Programa Voluntários Pfizer. Em 2010 foram desenvolvidas diversas atividades, como o Projeto ContAção de Histórias, que contribuiu para a humanização do ambiente hospitalar e de outras instituições. A companhia também promoveu em 2010 o Dia dos Voluntários Pfizer, que contou com a participação de 170 colaboradores em um mutirão social que aconteceu na Casa dos Velhinhos de Ondina Lobo.

PARCEIROS VER TODOS