O captador de recursos para instituições filantrópicas pode receber uma porcentagem correspondente ao valor da captação?

Por: Revista Filantropia
01 Maio 2008 - 00h00
A captação pode ser realizada por profissionais ou voluntários. A primeira lei a prever a remuneração de captadores foi a nº 8.313, também conhecida como Lei Rouanet, que autoriza disponibilizar um percentual do custo do projeto para a remuneração de um captador de recursos. A ABCR (Associação Brasileira de Captação de Recursos) sugere regras para o pagamento dos captadores no sentido de desautorizar que se remunere o profissional de forma comissionada, como, por exemplo, que o captador tenha um ganho fixo, sem que esse valor esteja vinculado ao valor captado.

Conteúdo Relacionado

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
19.586
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
3.490
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
Paranapanema - Doações e Patrocínios
Prazo
Aceleradora P&G Social
Prazo
31 Dez
2020
IberCultura Viva 2020
Prazo
1 Ago
2020
Todos os olhos na Amazônia
Prazo
1 Ago
2020
The IFREE Small Grants Program
Prazo
4 Set
2020
Ideias para o Futuro
Prazo
30 Nov
2020
Stop Slavery Award 2021
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas
Prazo
Patrocínio BS2
Prazo
Matchfunding Enfrente o Corona

PARCEIROS VER TODOS