Nossa entidade contratou um menor aprendiz e, ultimamente, ele não tem comparecido ao trabalho. Já conversarmos e até o advertimos sobre o que isso pode acarretar. O que mais podemos fazer?

Por: Revista Filantropia
01 Janeiro 2011 - 00h00
O art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) preconiza que cabe ao aprendiz executar, com zelo e diligência, as tarefas necessárias à sua formação técnico-profissional. Se demonstrada a ausência de diligência do aprendiz, já que se ausentava das atividades, é legítima a ruptura contratual antecipada do contrato de aprendizagem, por insuficiência de desempenho.

Conteúdo Relacionado

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
22.870
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
4.075
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
1 Out
2021
The Land Accelerator - América Latina
Prazo
4 Jun
2021
TechGirls Program
Prazo
Contínuo
Super Desafio COVID-19 - Startups
Prazo
21 Mai
2021
Projetos Sociais por Leis de Incentivo 2021
Prazo
14 Mai
2021
Edital de Seleção - Projetos Sociais
Prazo
15 Dez
2021
Premio Iteramericano a Las Buenas Práticas para el...
Prazo
22 Mai
2021
Programa CAPES/DAAD - Probral
Prazo
Contínuo
Adobe Creative Residency Community Fund
Prazo
5 Mai
2021
Urbe Urge - BDMG Cultural
Prazo
23 Mai
2021
9ª Convocatoria de Ayudas

PARCEIROS VER TODOS