Mesmo sendo a entidade imune ou isenta ao ISS, é preciso realizar a retenção do mesmo?

Por: Revista Filantropia
01 Maio 2008 - 00h00
Com o advento da lei complementar 116/2003, a entidade que se enquadra no art. 6º, parágrafo 2º, inciso II, passou a ser a responsável tributária pela retenção do ISSQN dos serviços que ela seja a tomadora ou a intermediária, desde que prestados por empresas não imunes ou isentas. A lei dispõe que caberá ao município estabelecer os serviços-alvos da retenção do tributo, instituindo como plano a obrigatoriedade de alguns como a cessão de mão-de-obra, vigilância, construções, reformas e limpeza. Sugerimos a consulta da legislação municipal do local da prestação do serviço para a entidade.

Conteúdo Relacionado

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

EDITAIS
23.290
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
4.132
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
1 Out
2021
The Land Accelerator - América Latina
Prazo
1 Ago
2021
AAAS Kavli Science Journalism Awards
Prazo
Contínuo
Super Desafio COVID-19 - Startups
Prazo
10 Ago
2021
The Chelsea International Photography Competition 2021
Prazo
5 Jun
2021
Prêmio Excelência em Competitividade 2021
Prazo
15 Dez
2021
Premio Iteramericano a Las Buenas Práticas para el...
Prazo
15 Jun
2021
FAPESP / M-ERA.NET 2021 – Ciência de Materiais e...
Prazo
Contínuo
Adobe Creative Residency Community Fund
Prazo
15 Jun
2021
Professional Fellowship 2021
Prazo
15 Jun
2021
2º Call for Partnerships - Global Media Defence Fund

PARCEIROS VER TODOS