Grupo Pão de Açúcar

Por: Paula Craveiro
01 Março 2011 - 00h00
Untitled Document

Case Empresarial

Grupo Pão de Açúcar
Mais que zelar pela qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos clientes, grupo visa contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e sustentável

Fundado em 1948, o Grupo Pão de Açúcar (GPA) é atualmente a maior empresa de distribuição da América Latina. Para garantir a atuação no mercado e atender às diferentes necessidades e expectativas dos consumidores, a empresa mantém uma estrutura multiformato com os modelos: supermercados (Pão de Açúcar, Extra, CompreBem e Sendas), hipermercados (Extra), lojas de bens duráveis (Ponto Frio, Extra-Eletro), lojas de conveniência (Extra Fácil) e atacarejo (Assai Atacadista), além de negócios especializados com postos de combustível e drogarias, bem como comércio eletrônico de alimentos e não-alimentos.
Com uma política estruturada de responsabilidade socioambiental, o Grupo Pão de Açúcar visa atuar em três grandes causas: Multiplicar Consciência no Consumo; Dividir com a Comunidade e Somar Qualidade de Vida.
Todas essas frentes têm programas desenvolvidos por meio de ações relacionadas ao negócio.

Comitê de Desenvolvimento Sustentável
Criado em 2009 com o objetivo de intensifi car a relação entre os negócios da companhia e os aspectos de desenvolvimento sustentável e de responsabilidade socioambiental, o Comitê de Desenvolvimento Sustentável é formado por seis membros.
Conforme explica Hugo Bethlem, vice-presidente executivo do GPA, suas atribuições são “estabelecer práticas sustentáveis, fundamentadas nas dimensões econômica, ambiental e social, para promover o desenvolvimento sustentável e disseminá-lo em todas as atividades, estratégias e relacionamentos; avaliar e aprovar projetos, propostas e campanhas institucionais com foco no envolvimento da organização com as questões socioambientais, incluindo alocação de recursos; avaliar propostas de investimento e projetos da companhia sob a ótica da sustentabilidade; apreciar e aprovar balanços sociais e relatórios de sustentabilidade”.

Foco socioambiental
Em 2009, a empresa investiu cerca de R$ 60 milhões em iniciativas para a promoção do consumo consciente e da gestão sustentável, além de programas de cunho social e de qualidade de vida. Entre as ações realizadas, destacam-se a inauguração de mais quatro novas lojas verdes e a conquista da certifi cação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) para a unidade Pão de Açúcar Indaiatuba, que figura como o primeiro e único supermercado da América Latina com a aprovação da United States Green Building Council (USGBC), ONG de grande reconhecimento para certificação ambiental de edificações.
Além das unidades sustentáveis, a empresa avança nos projetos para estimular a sustentabilidade do consumo perante seus clientes e comunidades. É o caso, por exemplo, das ações de incentivo ao comércio solidário, a utilização das sacolas retornáveis e as estações de reciclagem. “Para promoção da qualidade de vida e desenvolvimento social são realizadas atividades pelo Instituto Grupo Pão de Açúcar, pelo programa Caras do Brasil e pela Nata, recém-inaugurada escola de ensino médio profissionalizante, feita em parceria com o governo do Estado do Rio de Janeiro”, conta o executivo.

Projetos em andamento
• Sacolas plásticas: Pioneiro em programas de estímulo ao uso consciente de embalagens, o GPA desenvolve alternativas práticas e cotidianas ao uso das sacolas plásticas em todas as suas lojas. Com foco no conceito dos 3Rs (reduzir, reusar e reciclar), a empresaoferece soluções como embalagens retornáveis e
estações de arrecadação de resíduos.
Como resultado dessas ações, a empresa registra mais de 2.460 milhões de unidades de sacolas retornáveis comercializadas em suas redes de super e hipermercados, sendo 54% desse total no ano de 2009. Em 2010 já são quase 800 mil unidades. “O GPA foi o primeiro a destacar a importância de atuar de maneira pragmática em relação à sustentabilidade no varejo. Há um forte trabalho na busca por alternativas viáveis e valorizadas por nossos clientes, e o resultado disso é que, hoje, todos os super e hipermercados estão envolvidos com a causa”, conta o executivo.
Além do estímulo ao uso de sacolas retornáveis, desde fevereiro de 2009 as lojas da rede Pão de Açúcar contam com sacolas plásticas mais resistentes, que suportam 6 quilos de produtos. “Na prática, isso significa que o consumidor poderá colocar em uma única sacola duas garrafas de 2 litros ou um pacote de cinco quilos de arroz, ao invés de utilizar duas ou mais sacolas para transportar essa mesma quantidade de produtos.
Em relação a 2008, o programa gerou em 2009 uma redução de 26% e mais 6,5% em 2010, se comparado ao mesmo período do ano passado”, destaca.
• Ações de incentivo: Para incentivar o uso das sacolas retornáveis, o programa de relacionamento Pão de Açúcar Mais criou em março de 2009 uma promoção que beneficia com pontos aqueles que utilizarem sacolas retornáveis em suas compras. A ação já contabilizou mais de 5.500 milhões de pontos desde seu início, o que significa que mais de 3.620 milhões de sacolas plásticas deixaram de ser usadas pelos clientes Mais. Só em 2010, mais de 3 milhões de pontos já foram distribuídos, o que representou redução de 1,2 milhões de sacolas plásticas.
• Estações de reciclagem: Complementando o ciclo de consumo consciente, as sacolas podem ser
reutilizadas e também recicladas. “Basta entregar os plásticos em qualquer uma das 110 Estações de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever, nas 78 estações
Extra H2OH! ou nas 10 estações do CompreBem espalhadas por todo o Brasil”, orienta Bethlem.
Desde 2001, o programa já arrecadou mais de 38 mil toneladas de materiais recicláveis. Em 2009 foram inauguradas 11 novas Estações de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever. No último ano, foram arrecadadas mais de 7 mil toneladas, doadas para cooperativas de reciclagem, promovendo a inclusão social e a geração de renda. Também foram coletados mais de 450 mil litros de óleo de cozinha usados, destinados à produção
de biocombustível.
• Caixa Verde: Lançado em março de 2008, o Caixa Verde, programa de reciclagem pré-consumo do GPA, já arrecadou mais de 780 mil embalagens (papel, plástico, latas de alumínio e vidros) até junho de 2010, sendo mais de 400 mil no primeiro semestre do ano passado. “No início, o programa estava presente
em apenas seis lojas. Hoje, é possível encontrá-lo em 52 lojas do grupo”, lembra o executivo. “Com a adesão dos clientes que passam a depositar as embalagens em urnas instaladas nos caixas das lojas, a ação visa multiplicar os conceitos de consumo consciente junto aos seus clientes e a toda comunidade”. O descarte pré-consumo possibilita que a reciclagem seja feita antes do consumidor levar o papel ou plástico que embala as mercadorias para casa, ou seja, em vez de levar a pasta de dentes e sua respectiva caixinha, o cliente carrega só o tubo e já descarta a embalagem para reciclagem no ato da compra.
• Nata: No âmbito social, o Grupo Pão de Açúcar, em parceria com o governo do Estado do Rio de Janeiro, inaugurou o Núcleo Avançado em Tecnologia de Alimentos (Nata). O objetivo é formar técnicos em leite e derivados, panifi cação, embutidos e manipulação de vegetais para que, no futuro, possam ser absorvidos pelo GPA, indústrias e cooperativas.
• Caras do Brasil: Lançado em 2002, a proposta do Caras do Brasil é incentivar a produção e comercialização de produtos de manejo sustentável, promover o crescimento econômico com a premissa de gerar renda às populações menos favorecidas e estimular o consumo consciente”, explica o vice-presidente executivo do Grupo.
Hoje, o programa conta com 55 comunidades de várias regiões do país e benefi cia cerca de 40 mil pessoas anualmente. O portfólio de produtos inclui mais de 175 itens entre alimentos e artesanato, cestarias, panos de prato, jogos americanos, doces e geleias, peças de decoração, têxteis, utensílios domésticos, velas aromáticas, produtos de higiene que utilizam matéria-prima tipicamente brasileira, entre outros.
• Programa de Música: O GPA conta ainda com o Programa de Música, desenvolvido pelo Instituto Grupo Pão de Açúcar, que visa à promoção do desenvolvimento humano por meio do ensino de música.
Participam crianças e jovens de 10 a 18 anos, totalizando 10 mil participantes desde sua fundação, em 1998. Em 2010, a Orquestra participou de apresentações importantes, como o IX Encontro Internacional de Orquestras Juvenis e a turnê de 20 dias pelos Estados Unidos, que contou com uma apresentação no Walt Disney World, em Orlando, no Dia das Crianças.

Desenvolvimento social
Todas as iniciativas têm o propósito de contribuir para o fortalecimento da vida comunitária ao redor das lojas, mobilizando colaboradores, clientes e sociedade como um todo para a ação solidária. Programas educacionais, campanhas de arrecadação de agasalho e de vacinação, ações voluntárias e apoio a instituições sociais são algumas das ações promovidas ao longo do ano, sempre com a finalidade de fazer a diferença nas comunidades em que atua. “A companhia promove, no dia-a-dia de suas atividades e em toda sua cadeia de valores, práticas e comportamentos que refletem um modelo de negócios capaz de alavancar o desenvolvimento econômico das comunidades nas quais está localizada, considerando os aspectos humanos, sociais e ambientais”, ressalta Bethlem.

Conquistas
Entre as principais conquistas do Grupo Pão de Açúcar no âmbito socioambiental, Bethlem destaca a criação do comitê de Desenvolvimento Sustentável, com o objetivo de intensificar a relação entre os negócios da companhia e os aspectos de desenvolvimento sustentável e de responsabilidade socioambiental. “Embora os resultados obtidos tenham sido bastante expressivos e motivadores, ainda falta muito a realizar. A começar pelo fortalecimento dos princípios e ideias da sustentabilidade em nosso dia-a-dia”, conclui.

PARCEIROS VER TODOS