A remuneração dos membros do Conselho Fiscal de uma organização social pode ter repercussão em benefícios fiscais?

Por: Revista Filantropia
16 Junho 2012 - 00h00
De acordo com a Solução de Consulta nº 5 exarada pela Delegacia da Receita Federal da 3º Região Fiscal, Divisão de Tributação, e publicada no Diário Oficial da união de 14 de fevereiro de 2012, temos que enquadrando-se a entidade como organização social nos termos da lei n.º 9.637, de 1998, o requisito da remuneração, qualquer que seja sua denominação, de componentes do Conselho Fiscal não tem repercussão no benefício da isenção, uma vez que aqueles não são considerados dirigentes. Dispositivos Legais: Código Tributário Nacional (CTN), art. 111, inciso II; lei nº 9.532, de 1997, art. 15, caput, 12, parágrafo 2º, alínea “a”, e 13, parágrafo único; lei nº 10.637, de 2002, art. 34; IN SRF n.º 113, de 1998, art. 4º, parágrafo 1º.

Conteúdo Relacionado

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
15.490
Oportunidades Cadastradas
9.585
Modelos de Documentos
3.095
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
8 Abr
2020
Research Enrichment – Public Engagement
Prazo
7 Fev
2020
ELETROBRAS - Chamada Pública Procel Edifica? - NZEB...
Prazo
20 Mar
2020
IX Prêmio Fotografia-Ciência & Arte - CNPq
Prazo
5 Mar
2020
ONU/PNUD - Ocean Innovation Challenge
Prazo
31 Mar
2020
Edital X - Fundo Dema - Fortalecer a Agroecologia a...
Prazo
23 Jan
2020
Chamada Pública IPEA/PNPD - Projeto: “Políticas...
Prazo
20 Jan
2020
Chamamento Público para Projetos de Sustentabilidade...
Prazo
16 Fev
2020
Edital de Apoio a Organizações da Sociedade Civil...
Prazo
28 Fev
2020
Prêmio CAPES - Natura Campus de Excelência em Pesquisa...
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas

PARCEIROS VER TODOS