Investimento social cresceu!

Por: Paula Craveiro
15 Abril 2013 - 20h35

Mapeamento realizado pelo Gife aponta elevação de 8% no Brasil em 2012 em relação ao ano anterior

De 2011 para 2012, os investimentos sociais privados apresentaram elevação de 8% no país, passando de R$ 2,1 bilhões para R$ 2,3 bilhões, conforme aponta o Censo Gife, pesquisa realizada a cada dois anos pelo Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife), em parceria com o Instituto Paulo Montenegro. A iniciativa visa delinear o cenário do investimento social privado no Brasil a partir da rede associada ao Gife.
A amostra foi composta por 100 organizações, sendo 13 empresas e 87 institutos ou fundações.
O Censo mostra ainda crescimento de 14% nos investimentos entre 2009, ano posterior ao início da crise que abalou fortemente a economia global, e 2011. “Essa crise representou a estabilização do investimento social das empresas, que deixou de ser visto como despesa passível de corte em tempos austeros. O crescimento regular desde 2009 vem reforçando essa disposição”, argumenta André Degenszajn, secretário-geral da entidade e responsável pelo levantamento.

Áreas de atuação

Um dos aspectos consultados na pesquisa refere-se ao foco dos investimentos. “Apesar de os investidores abrangerem de maneira mais balanceada o portfólio de temas, verificamos individualmente um foco maior. Isso pode ser compreendido como um indicador de segmentação e qualificação do investimento, compatível com o panorama favorável verificado, por exemplo, no campo da avaliação”, afirma Degenszajn.
Os resultados obtidos indicam que 86% dos entrevistados investem em educação, o equivalente a um acréscimo de 2% em relação ao Censo 2009–2010. Outros temas relevantes são a qualificação e a formação de jovens para o mercado de trabalho (60%), o desenvolvimento comunitário e cultura e artes (ambas com 53%).
A surpresa ficou por conta dos investimentos em meio ambiente, que sofreram retração de 59 para 43% em comparação com o estudo anterior. “Embora quase metade dos associados do Gife invista em meio ambiente, o campo centraliza apenas 7% do montante investido
(R$ 158.992.668,00), dado que indica que o investimento nessa área é, em geral, secundário em relação às demais áreas”, explana o secretário-geral. Vale destacar que muitas das ações nesse campo relevam-se pontuais e com baixo nível de investimento.
Dentre os associados do Gife que atuam nessa área, a educação ambiental é o principal foco (79%), seguida da operação com lixo, reciclagem, tratamento de resíduos e saneamento (61%).
Das organizações analisadas, 18 financiam uma ou duas áreas, e 26 realizam programas próprios em uma ou duas áreas.
As principais entidades financiadas são organizações não governamentais e organizações comunitárias ou de base (90%); institutos e fundações (51%); institutos ou centros de pesquisa e universidades (41%); e unidades educacionais (33%).

Recursos utilizados

O estudo analisou a origem dos recursos destinados aos investimentos e, com base nas respostas de 84 institutos e fundações, constatou que grande parte é proveniente da empresa mantenedora, bem como de doações de mantenedores individuais, comercialização de produtos e serviços e captação com pessoas físicas.
Das entidades entrevistadas, 41 afirmaram ter utilizado incentivos fiscais em 2011, equivalendo a 14% do volume dos investimentos realizados no período analisado pelo Censo (R$ 335.009.214,00).
O levantamento também destacou que 15% dos entrevistados financiam projetos de terceiros e 32% realizam projetos próprios, enquanto 52% financiam terceiros e realizam projetos próprios.
No caso das mantenedoras, 34% das decisões sobre os investimentos são tomadas pelo CEO/diretor-presidente; 29%, pelo Conselho de Administração; e 14%, pela Diretoria de Responsabilidade Social ou de Sustentabilidade. Cerca de 23% dos pesquisados afirmaram não possuir empresa ou grupo empresarial mantenedor.

Alinhamento estratégico

O investimento social privado, quando executado em linha com as diretrizes de responsabilidade social e sustentabilidade e com as estratégias de negócio da organização, gera valor para a empresa e a sociedade e torna a companhia sujeito do processo de transformação social do país.
No entanto, o levantamento do Gife aponta que somente 10% das organizações consultadas realizam ações totalmente atreladas ao seu ramo de atividade, enquanto 39% desenvolvem ações parcialmente relacionadas ao seu negócio e 29% promovem ações sem nenhuma conexão com suas atividades.

Monitoramente e avaliação

Os dados obtidos pelos censos nos últimos anos vêm indicando que a avaliação de resultados tem sido um quesito de grande valia para os investidores sociais.
Na recente edição da pesquisa, 85% dos 99 associados respondentes dessa questão afirmaram realizar avaliação dos resultados de suas ações, 82% avaliam seus processos e 44% disseram mensurar o impacto dessas iniciativas.
“Apesar de termos avançado na compreensão das estratégias de avaliação, ainda há indistinção quanto às formas de abordagem, fato que pode contribuir para justificar o elevado índice de consultados que afirmaram fazer avaliação de impacto, ação mais custosa, complexa e que deve ser medida no longo prazo”, pondera André.

Investimentos

A pesquisa apontou que 69% dos respondentes do Censo 2011–2012 executam diretamente projetos e programas próprios, 49% apoiam projetos de organizações sociais com recursos financeiros e 44% desenvolvem e viabilizam projetos sociais técnica e financeiramente, mas sua execução se dá integralmente por terceiros.
Também foi apurado que, do total de associados entrevistados, 91 investem em projetos e programas na Região Sudeste, 64 no Nordeste, 61 no Sul, 54 investem na Região Centro-Oeste e 50 na Região Norte.
Em relação às perspectivas de investimento para 2013, 13% responderam que pretendem elevar em até 15% o valor investido em 2012, 25% aumentarão o investimento em até 15%, 49% manterão o investimento estável, 4% farão uma redução de até 15% e 9% farão uma redução de mais de 15%.
A íntegra dos resultados do Censo Gife 2011-2012 está disponível para consulta no site http://censo.gife.org.br.

Investimentos sociais  volume

2013-04-15 1738

2013-04-15 1739 001

 

por Paula Craveiro

Tudo o que você precisa saber sobre Terceiro setor a UM CLIQUE de distância!

Imagine como seria maravilhoso acessar uma infinidade de informações e capacitações - SUPER ATUALIZADAS - com TUDO - eu disse TUDO! - o que você precisa saber para melhorar a gestão da sua ONG?

Imaginou? Então... esse cenário já é realidade na Rede Filantropia. Aqui você encontra materiais sobre:

Contabilidade

(certificações, prestação de contas, atendimento às normas contábeis, dentre outros)

Legislação

(remuneração de dirigentes, imunidade tributária, revisão estatutária, dentre outros)

Captação de Recursos

(principais fontes, ferramentas possíveis, geração de renda própria, dentre outros)

Voluntariado

(Gestão de voluntários, programas de voluntariado empresarial, dentre outros)

Tecnologia

(Softwares de gestão, CRM, armazenamento em nuvem, captação de recursos via internet, redes sociais, dentre outros)

RH

(Legislação trabalhista, formas de contratação em ONGs etc.)

E muito mais! Pois é... a Rede Filantropia tem tudo isso pra você, no plano de adesão PRATA!

E COMO FUNCIONA?

Isso tudo fica disponível pra você nos seguintes formatos:

  • Mais de 100 horas de videoaulas exclusivas gratuitas (faça seu login e acesse quando quiser)
  • Todo o conteúdo da Revista Filantropia enviado no formato digital, e com acesso completo no site da Rede Filantropia
  • Conteúdo on-line sem limites de acesso no www.filantropia.ong
  • Acesso a ambiente exclusivo para download de e-books e outros materiais
  • Participação mensal e gratuita nos eventos Filantropia Responde, sessões virtuais de perguntas e respostas sobre temas de gestão
  • Listagem de editais atualizada diariamente
  • Descontos especiais no FIFE (Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica) e em eventos parceiros (Festival ABCR e Congresso Brasileiro do Terceiro Setor)

Saiba mais e faça parte da principal rede do Terceiro Setor do Brasil:

Acesse: filantropia.ong/beneficios

PARCEIROS VER TODOS