Investimento social cresceu!

Por: Paula Craveiro
15 Abril 2013 - 20h35

Mapeamento realizado pelo Gife aponta elevação de 8% no Brasil em 2012 em relação ao ano anterior

De 2011 para 2012, os investimentos sociais privados apresentaram elevação de 8% no país, passando de R$ 2,1 bilhões para R$ 2,3 bilhões, conforme aponta o Censo Gife, pesquisa realizada a cada dois anos pelo Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife), em parceria com o Instituto Paulo Montenegro. A iniciativa visa delinear o cenário do investimento social privado no Brasil a partir da rede associada ao Gife.
A amostra foi composta por 100 organizações, sendo 13 empresas e 87 institutos ou fundações.
O Censo mostra ainda crescimento de 14% nos investimentos entre 2009, ano posterior ao início da crise que abalou fortemente a economia global, e 2011. “Essa crise representou a estabilização do investimento social das empresas, que deixou de ser visto como despesa passível de corte em tempos austeros. O crescimento regular desde 2009 vem reforçando essa disposição”, argumenta André Degenszajn, secretário-geral da entidade e responsável pelo levantamento.

Áreas de atuação

Um dos aspectos consultados na pesquisa refere-se ao foco dos investimentos. “Apesar de os investidores abrangerem de maneira mais balanceada o portfólio de temas, verificamos individualmente um foco maior. Isso pode ser compreendido como um indicador de segmentação e qualificação do investimento, compatível com o panorama favorável verificado, por exemplo, no campo da avaliação”, afirma Degenszajn.
Os resultados obtidos indicam que 86% dos entrevistados investem em educação, o equivalente a um acréscimo de 2% em relação ao Censo 2009–2010. Outros temas relevantes são a qualificação e a formação de jovens para o mercado de trabalho (60%), o desenvolvimento comunitário e cultura e artes (ambas com 53%).
A surpresa ficou por conta dos investimentos em meio ambiente, que sofreram retração de 59 para 43% em comparação com o estudo anterior. “Embora quase metade dos associados do Gife invista em meio ambiente, o campo centraliza apenas 7% do montante investido
(R$ 158.992.668,00), dado que indica que o investimento nessa área é, em geral, secundário em relação às demais áreas”, explana o secretário-geral. Vale destacar que muitas das ações nesse campo relevam-se pontuais e com baixo nível de investimento.
Dentre os associados do Gife que atuam nessa área, a educação ambiental é o principal foco (79%), seguida da operação com lixo, reciclagem, tratamento de resíduos e saneamento (61%).
Das organizações analisadas, 18 financiam uma ou duas áreas, e 26 realizam programas próprios em uma ou duas áreas.
As principais entidades financiadas são organizações não governamentais e organizações comunitárias ou de base (90%); institutos e fundações (51%); institutos ou centros de pesquisa e universidades (41%); e unidades educacionais (33%).

Recursos utilizados

O estudo analisou a origem dos recursos destinados aos investimentos e, com base nas respostas de 84 institutos e fundações, constatou que grande parte é proveniente da empresa mantenedora, bem como de doações de mantenedores individuais, comercialização de produtos e serviços e captação com pessoas físicas.
Das entidades entrevistadas, 41 afirmaram ter utilizado incentivos fiscais em 2011, equivalendo a 14% do volume dos investimentos realizados no período analisado pelo Censo (R$ 335.009.214,00).
O levantamento também destacou que 15% dos entrevistados financiam projetos de terceiros e 32% realizam projetos próprios, enquanto 52% financiam terceiros e realizam projetos próprios.
No caso das mantenedoras, 34% das decisões sobre os investimentos são tomadas pelo CEO/diretor-presidente; 29%, pelo Conselho de Administração; e 14%, pela Diretoria de Responsabilidade Social ou de Sustentabilidade. Cerca de 23% dos pesquisados afirmaram não possuir empresa ou grupo empresarial mantenedor.

Alinhamento estratégico

O investimento social privado, quando executado em linha com as diretrizes de responsabilidade social e sustentabilidade e com as estratégias de negócio da organização, gera valor para a empresa e a sociedade e torna a companhia sujeito do processo de transformação social do país.
No entanto, o levantamento do Gife aponta que somente 10% das organizações consultadas realizam ações totalmente atreladas ao seu ramo de atividade, enquanto 39% desenvolvem ações parcialmente relacionadas ao seu negócio e 29% promovem ações sem nenhuma conexão com suas atividades.

Monitoramente e avaliação

Os dados obtidos pelos censos nos últimos anos vêm indicando que a avaliação de resultados tem sido um quesito de grande valia para os investidores sociais.
Na recente edição da pesquisa, 85% dos 99 associados respondentes dessa questão afirmaram realizar avaliação dos resultados de suas ações, 82% avaliam seus processos e 44% disseram mensurar o impacto dessas iniciativas.
“Apesar de termos avançado na compreensão das estratégias de avaliação, ainda há indistinção quanto às formas de abordagem, fato que pode contribuir para justificar o elevado índice de consultados que afirmaram fazer avaliação de impacto, ação mais custosa, complexa e que deve ser medida no longo prazo”, pondera André.

Investimentos

A pesquisa apontou que 69% dos respondentes do Censo 2011–2012 executam diretamente projetos e programas próprios, 49% apoiam projetos de organizações sociais com recursos financeiros e 44% desenvolvem e viabilizam projetos sociais técnica e financeiramente, mas sua execução se dá integralmente por terceiros.
Também foi apurado que, do total de associados entrevistados, 91 investem em projetos e programas na Região Sudeste, 64 no Nordeste, 61 no Sul, 54 investem na Região Centro-Oeste e 50 na Região Norte.
Em relação às perspectivas de investimento para 2013, 13% responderam que pretendem elevar em até 15% o valor investido em 2012, 25% aumentarão o investimento em até 15%, 49% manterão o investimento estável, 4% farão uma redução de até 15% e 9% farão uma redução de mais de 15%.
A íntegra dos resultados do Censo Gife 2011-2012 está disponível para consulta no site http://censo.gife.org.br.

Investimentos sociais  volume

2013-04-15 1738

2013-04-15 1739 001

 

por Paula Craveiro

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
15.490
Oportunidades Cadastradas
9.585
Modelos de Documentos
3.095
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
8 Abr
2020
Research Enrichment – Public Engagement
Prazo
7 Fev
2020
ELETROBRAS - Chamada Pública Procel Edifica? - NZEB...
Prazo
20 Mar
2020
IX Prêmio Fotografia-Ciência & Arte - CNPq
Prazo
5 Mar
2020
ONU/PNUD - Ocean Innovation Challenge
Prazo
31 Mar
2020
Edital X - Fundo Dema - Fortalecer a Agroecologia a...
Prazo
23 Jan
2020
Chamada Pública IPEA/PNPD - Projeto: “Políticas...
Prazo
20 Jan
2020
Chamamento Público para Projetos de Sustentabilidade...
Prazo
16 Fev
2020
Edital de Apoio a Organizações da Sociedade Civil...
Prazo
28 Fev
2020
Prêmio CAPES - Natura Campus de Excelência em Pesquisa...
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas

PARCEIROS VER TODOS