Carta Global de princípios

Por: Felippe William
23 Janeiro 2015 - 10h27

Promovendo a visão global sobre o investimento social privado

O conceito de filantropia está enraizado sobre as palavras gregas philos e anthropos, que podem ser traduzidas, respectivamente, como “amor” e “ser humano”. Logo, pode ser associada ao “amor ao ser humano” ou, de uma maneira mais abrangente, “amor ao próximo”. As ações filantrópicas ocorrem quando são realizadas atividades que ajudam outros indivíduos sem que haja interesse em qualquer tipo de retribuição, e essas ações são encabeçadas por organizações sociais.
No Brasil, as ações filantrópicas foram iniciadas pela Igreja Católica quando o Brasil ainda era uma colônia de Portugal. Essa atuação das igrejas no auxílio a comunidades mais necessitadas perdura por todo o período colonial. A partir do século XX, outras religiões também passam a se envolver em atividades voluntárias como políticas básicas de educação e saúde.
Já na década de 1930, devido ao amplo crescimento do país, da industrialização e da urbanização, é possível verificar um aumento da complexidade de diversos problemas sociais e, por esse motivo, surgem muitas entidades da sociedade civil. Em 1935 foi decretada a lei de declaração de utilidade pública, que regulamentava a colaboração do Estado com quaisquer instituições de fins filantrópicos.
Com o início do processo de redemocratização do país, com base na Constituição de 1988, verifica-se um aumento considerável da quantidade e variedade de associações que surgem, em um primeiro momento, devido à ineficiência da atuação do Estado no âmbito social. As ONGs tornam-se um meio alternativo de atender a crescente demanda por serviços da sociedade, solicitados por uma quantidade razoável da população menos favorecida.
Na década de 1990, o tema “responsabilidade social” passa a sensibilizar muitas empresas do Brasil. O crescimento da participação de iniciativas privadas em políticas sociais do governo, aliadas às enormes carências, desigualdades e à incapacidade do Estado em resolver grande parte dos problemas sociais, aumenta ainda mais o destaque ao tema. Esse processo resulta no nascimento de diversas organizações comprometidas em mobilizar o setor privado em torno desse assunto.

Entendendo o conceito de investimento social privado

Segundo o GIFE, podemos definir o investimento social privado como um repasse voluntário de recursos de forma planejada, monitorada e sistemática para projetos sociais de interesse público. A associação possui mais de 130 associados e, juntos, representam mais de 30% do investimento social privado realizado no país.
No seu 5º Censo, em uma pesquisa realizada com seus associados, observou-se que foram aplicados mais de R$ 2 bilhões em diferentes áreas sociais, beneficiando cerca de 24 milhões de pessoas. A área com maior foco por parte das organizações é a de educação, seguida por cultura, artes e meio ambiente.
Nos dias de hoje, pode-se perceber que a maioria dos investidores sociais privados é constituída por associações, fundações e empresas. Isso sugere que, de forma geral, tais investimentos são administrados tendo como base a lógica empresarial. Os programas podem ser executados de maneira própria, com foco em temas definidos e com uma margem menor de tempo para conclusão.
Quando falamos em investimento social privado, precisamos entender que ele está inserido dentro da responsabilidade social da empresa. Trata-se de uma forma de gerenciamento definido pela ética e transparência da instituição, com todos os públicos relacionados a ela, e pela criação de metas que alavanquem o desenvolvimento sustentável da sociedade. Tal modelo de gestão respeita a diversidade e promove a redução de desigualdades sociais. Desse modo, pode-se dizer que o investimento social privado desempenhado pelas empresas tem como beneficiário principal a comunidade e faz parte de um todo maior, que é a responsabilidade social da empresa.

A Carta Global de Princípios

Um dos principais e mais importantes documentos relacionados ao investimento social privado é a Carta Global de Princípios para Dados do Investimento Social Privado, que tem como objetivo auxiliar instituições e organizações a ampliarem os dados sobre o tema e reconhecerem a diversidade do contexto em que estão incluídas. O documento foi elaborado por uma equipe de profissionais que atuam com coleta e difusão de dados por todo o mundo. O projeto teve a coordenação do Worldwide Initiatives for Grantmaking Support (WINGS) e foi traduzido pelo GIFE a fim de que potenciais investidores brasileiros possam se aproximar e se sentir engajados a promover ações baseadas no investimento social privado.
A carta aborda o contexto histórico e os objetivos almejados com relação ao investimento social privado, demonstrados por meio de dados comprobatórios. Dentre algumas de suas finalidades encontra-se a promoção de uma visão global e o uso de dados sobre o investimento social privado. O documento também visa promover um fórum para analisar as eventuais necessidades e capacidades atuais com relação a esses dados.
Todas as instituições que dão apoio à carta partilham da ideia de que a implantação dos princípios e valores descritos é um fator primordial para que sejam aperfeiçoados dados sobre o investimento social privado. Expandir a visão e o impacto desse tipo de investimento é uma visão que muitas organizações do Terceiro Setor possuem e, para isso, buscam constantemente novos tipos de abordagens e estratégias para suprir, de maneira cada vez melhor, o seu público-alvo.
Para que dados como esses possuam credibilidade, é essencial que eles sejam abertos e respeitem todas as partes interessadas, tendo o comprometimento em se aperfeiçoar cada vez mais, podendo ser usados futuramente para amplificar o impacto social. Há quatro valores que servem como base para que sejam feitas a coleta e disseminação dos dados relacionados ao investimento social privado:

  • Abertura: é parte primordial do processo; é necessário que os dados sejam abertos a terceiros, respeitando-se as restrições e direitos legais relacionados a direitos autorais;
  • Inclusão: esse recolhimento de dados deve ter em vista a diversidade do setor e a natureza das organizações, as questões envolvidas e os contextos culturais onde são agem;
  • Respeito: para que todo o processo seja baseado na confiança e legitimidade, é de extrema importância que sejam reconhecidos os provedores de dados e, nesse caso, todas as partes envolvidas devem assumir a responsabilidade por sua disponibilização;
  • Aperfeiçoamento: todo o procedimento relacionado à coleta de dados deve ser monitorado pelas organizações e, com o aperfeiçoamento destes, é fundamental aplicar um feedback às partes interessadas à medida que os dados forem disponibilizados.

Com a criação desse documento e sua tradução, é perceptível que organizações irão poupar tempo e recursos no compartilhamento de informações, aliado ao desenvolvimento de novos sistemas e estruturas de dados. Dispositivos coordenados para o recolhimento de dados permitem que as instituições atuem cada vez menos de forma isolada e aumentem a ação cooperativa, podendo, assim, lidar mais efetivamente com questões críticas.

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
11.149
Oportunidades Cadastradas
8.465
Modelos de Documentos
2.439
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
20 Fev
2019
II Festival Internacional de Teatro Sapucaia - FITS...
Prazo
19 Fev
2019
Prêmio Diogo de Vasconcelos 2018-2019
Prazo
30 Dez
2019
Wildlife Acoustics Scientific Product Grant
Prazo
22 Jul
2019
Fruit Attraction 2019
Prazo
26 Ago
2019
Israfood 2019
Prazo
4 Jun
2019
WorldFood Istanbul 2019
Prazo
28 Mar
2019
THAIFEX - World Food Asia 2019
Prazo
28 Fev
2019
ECHANGEUR22 - Residência Arte Contemporânea
Prazo
13 Mai
2019
Fund for Investigative Journalism’s
Prazo
15 Mar
2019
Apoio a Projetos – Brumadinho e Região
Prazo
22 Fev
2019
Next Step - Programa de Estágio do Google
Prazo
28 Fev
2019
FAPESP-CONFAP-JPI Oceans 2018
Prazo
28 Fev
2019
Prêmio ABC 2019
Prazo
1 Mar
2019
FAPESP - Pesquisa para o SUS - gestão compartilhada...
Prazo
13 Mar
2019
Women as agents of change in the Americas
Prazo
31 Mar
2019
World of Difference Awards 2019
Prazo
12 Abr
2019
FAPESP - University of Birmingham e University of Nottingham...
Prazo
12 Abr
2019
Escola de verão sobre economias latino-americanas
Prazo
30 Abr
2019
Prize on Education for Sustainable Development - ESD...
Prazo
31 Mai
2019
UN Young Champion of the Earth
Prazo
31 Dez
2019
Project Grants
Prazo
24 Fev
2019
4ºEdição do Prêmio Literário UCCLA - Novos Talentos,...
Prazo
28 Fev
2019
Prêmio de Inovação para Alimentação e Agricultura...
Prazo
10 Mar
2019
Scholarships 2019
Prazo
28 Fev
2019
5ª Mostra Pajeú de Cinema
Prazo
10 Mar
2019
The Next Generation 2019
Prazo
29 Abr
2019
Chamada de Propostas SPRINT - Edição 1-2019
Prazo
31 Mai
2019
Prêmio Mercosul - 2018
Prazo
Contínuo
Chamada Pública BRDE/FSA – Coprodução InternacionaL...
Prazo
28 Fev
2019
Seleção de projetos de Patrimônio Cultural – Segurança...
Prazo
17 Mar
2019
Semana Nacional de Museus
Prazo
31 Mai
2019
Selo Agro + Integridade 2019-2020
Prazo
18 Fev
2019
Call for Proposals Brazil 2019
Prazo
7 Mar
2019
Curso de Desarrollo de Proyectos Cinematográficos...
Prazo
Contínuo
Bolsa de Pesquisa no Exterior - BPE
Prazo
Contínuo
Patrocínio Net Claro Embratel
Prazo
4 Mar
2019
Empreendedorismo Social 2019
Prazo
Contínuo
Seleção de Projetos de Incentivo à Cultura - Lei...
Prazo
Contínuo
Seleção de Projetos de Incentivo ao Esporte - Lei...
Prazo
Contínuo
Bolsa de Pós-Doutorado
Prazo
18 Fev
2019
Liderando desde el Sur
Prazo
22 Fev
2019
Apoio à produção de inventários de Avaliação...
Prazo
28 Fev
2019
Jamnalal Bajaj International Award
Prazo
2 Mar
2019
Edital – Onde foi que eu errei?
Prazo
2 Mar
2019
Edital – Quebrando o silêncio
Prazo
8 Mar
2019
Photography Competition - 2019
Prazo
13 Mar
2019
CNPq - Gerência Regional de Brasília - FIOCRUZ
Prazo
30 Abr
2019
Premio Por La Paz
Prazo
3 Mai
2019
Design Competition - 2019
Prazo
3 Mai
2019
Advertising Competition - 2019
Prazo
6 Mai
2019
Programa de Paisagens Produtivas Ecossociais
Prazo
1 Out
2019
LGBTI Projects Funding
Prazo
1 Mar
2019
30º Concurso Literário Internacional de Poesias,...
Prazo
1 Mar
2019
Internet Freedom Fund
Prazo
30 Jun
2019
Maypole Fund - Women to Proactively Challenge Patriarchy
Prazo
9 Out
2019
Making the Case for Nature
Prazo
9 Out
2019
Recovery of Species on the Brink of Extinction
Prazo
9 Out
2019
Conservation Technologies
Prazo
9 Out
2019
Participatory Science
Prazo
9 Out
2019
Reducing Marine Plastic Pollution
Prazo
9 Out
2019
Documenting Human Migrations
Prazo
Contínuo
Chamamento de Projetos Jornalísticos Sobre Florestas...
Prazo
Contínuo
FAPESP - Bolsa de Iniciação Científica
Prazo
Contínuo
FAPESP - Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes
Prazo
Contínuo
FAPESP - Políticas Públicas
Prazo
Contínuo
Bolsas do Programa de Capacitação Técnica
Prazo
Contínuo
FAPESP - Bolsa de Doutorado
Prazo
Contínuo
RESOLUÇÃO Nº 191, de 21 de Dezembro de 2018
Prazo
19 Fev
2019
Edital: Combatendo o Trabalho Infantil na Indústria...
Prazo
28 Fev
2019
Edital: 70 Anos da Declaração Universal dos Direitos...
Prazo
16 Abr
2019
International Master’s Fellowships
Prazo
21 Fev
2019
4° Edital Instituto CCR de Projetos Culturais
Prazo
28 Fev
2019
Boas Práticas, Histórias de Sucesso e Lições Aprendidas...
Prazo
15 Mar
2019
Edital IberEntrelaçando Experiências
Prazo
5 Mar
2019
1st UNWTO Gastronomy Tourism Start-up Competition -...
Prazo
Contínuo
Projetos - Globosat
Prazo
29 Mar
2019
The Diana Award 2018
Prazo
21 Fev
2019
Concurso de curtas audiovisuais – 2018 - “Comunidades...
Prazo
Contínuo
Estabelecimento de Parcerias para Coedições de Livros...
Prazo
Contínuo
Leia para uma criança
Prazo
19 Fev
2019
Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos...
Prazo
Contínuo
Programa de Desenvolvimento Científico Regional –...
Prazo
Contínuo
Política de Patrocínios da CEMIG
Prazo
30 Jun
2019
Chamada Pública Bilateral FINEP-CDTI para projetos...
Prazo
21 Mar
2019
Seleção de Projetos Esportivos - Lei de Incentivo
Prazo
Contínuo
Revista Científica de Direitos Humanos - Submissão...
Prazo
21 Set
2019
Crédito De Pesquisa Para Comitês Técnico-Científicos
Prazo
Contínuo
Chamada Pública ANCINE-FSA - Coinvestimentos Regionais
Prazo
Contínuo
Filiação ao Departamento de Informação Pública...

PARCEIROS VER TODOS