Marcio Nobre Zeppelini

Por: Revista Filantropia
01 Julho 2002 - 00h00
Sempre fui idealista quando o assunto é Brasil - por vezes até já me chamavam de utópico. Por esse motivo, não explanarei sobre todas as riquezas e belezas de nosso País – que não são poucas. Digo aqui sobre os obstáculos que temos de ultrapassar para termos uma sociedade mais justa e humana. Acredito que os problemas encontrados nesta terra tupiniquim são perfeitamente solucionáveis se idealizarmos uma justa integração entre os setores público, privado e sociedades organizadas.

Neste último quesito – o Terceiro Setor – o Brasil vem conquistando adeptos à prática filantrópica, o que mostra uma preocupação da população em face aos problemas sociais que o País enfrenta e declarando a importância de haver trabalhos paralelos a programas eminentemente públicos.

Para isso, em conjunto com o advogado Marcos Biasioli, profissional de competência ímpar e grande know-how em Terceiro Setor, estamos lançando este veículo com o propósito de promover técnica e motivação para a exeqüibilidade de projetos sociais, proporcionando maior benefício por menor custo, atingindo a tão sonhada auto-sustentabilidade.

Espero que nossa publicação venha a atender os anseios destes atores que fazem os bastidores das entidades sem fins lucrativos e, para isso, conto com a participação de todos, enviando críticas, sugestões de pauta e reais necessidades da filantropia.

Que este seja mais um degrau vencido aos que necessitam da assistência de pessoas que doam seu tempo e sua disposição a mais nobre das causas.

PARCEIROS VER TODOS