A democracia que sempre surpreende

Por: Marcio Zeppelini
01 Novembro 2008 - 00h00

Nos últimos dias, diversos veículos de mídia mencionaram o indescritível poder dos Estados Unidos em surpreender o mundo. Não há como negar que tenha sido uma surpresa um dos países mais racistas do mundo eleger como seu maior representante um homem negro – mesmo tendo somente 12% de sua população da mesma raça. Assim como também sempre surpreende com malfadadas guerras e em prognósticos econômicos que desabam bolsas de todo o mundo.

No entanto, a grande protagonista dessas surpreendentes notícias que mudam o rumo da história do mundo é a democracia – o que não deveria ser, afinal, é a mais tenra expressão da vontade popular. Contudo, o poderio econômico e político e, por muitas vezes, a força da mídia, demonstra falsetes que o voto popular desmascara e põe à prova reflexões de cientistas, jornalistas e outros estudiosos do comportamento humano.

Na terceira maior cidade do mundo, elegeu-se – também pelo voto popular – um homem que até pouco tempo era um ilustre desconhecido dos cidadãos paulistanos. Com quase quatro milhões de votos, o já prefeito Gilberto Kassab derrota figurinhas carimbadas no cenário político paulistano, provando que quem dá o tom da conversa é a democracia. Em nossa Cidade Maravilhosa, o principal candidato pelas pesquisas prévias – Crivella – terminou na terceira posição, dando lugar a quem estava, três meses antes do pleito, na quarta: Eduardo Paes, que se tornou o novo prefeito do Rio. E assim acontece em diversos outros pleitos diretos.

Voltando à terra do finado Tio Sam, a crise econômica que tanto ocupa os noticiários de todo o mundo, somada a esta já comentada surpresa nas eleições, demonstra a diminuição do grande poder do Estado Americano perante a tudo que envolve o progresso do planeta. Os Estados Unidos não mais têm a soberania de mandar e desmandar na economia, passando boa parte dessa responsabilidade aos países emergentes. O G-20, que até pouco tempo era marginalizado, passa a ter apoio até do próprio George W. Bush e, conseqüentemente, de Barack Obama. Protagonista de algumas reações nas bolsas de valores, o G-20 concorre agora firmemente no cenário de ser um excelente mecanismo de força industrial que traga de volta para cima os balanços financeiros de organizações do mundo todo.

E em tempos de crise, nosso setor social também deve ficar com alguns hematomas. Empresas que desenvolvem políticas de responsabilidade social só por “fachada” devem cortar violentamente suas verbas em 2009 para a filantropia, caso fechem este ano no vermelho. Bem a calhar vem a matéria de capa desta edição – “Geração de Renda”. Mais do que nunca, o Terceiro Setor terá criatividade suficiente para driblar os problemas de escassos recursos financeiros.

Um excelente final de ano a todos os leitores, e que o pessimismo de investidores financeiros não contagiem nossos investidores sociais!

Marcio Zeppelini
[email protected]

“Quando não há, entre os homens, liberdade de pensamento, não há liberdade”

Voltaire
filósofo iluminista francês

 

Tudo o que você precisa saber sobre Terceiro setor a UM CLIQUE de distância!

Imagine como seria maravilhoso acessar uma infinidade de informações e capacitações - SUPER ATUALIZADAS - com TUDO - eu disse TUDO! - o que você precisa saber para melhorar a gestão da sua ONG?

Imaginou? Então... esse cenário já é realidade na Rede Filantropia. Aqui você encontra materiais sobre:

Contabilidade

(certificações, prestação de contas, atendimento às normas contábeis, dentre outros)

Legislação

(remuneração de dirigentes, imunidade tributária, revisão estatutária, dentre outros)

Captação de Recursos

(principais fontes, ferramentas possíveis, geração de renda própria, dentre outros)

Voluntariado

(Gestão de voluntários, programas de voluntariado empresarial, dentre outros)

Tecnologia

(Softwares de gestão, CRM, armazenamento em nuvem, captação de recursos via internet, redes sociais, dentre outros)

RH

(Legislação trabalhista, formas de contratação em ONGs etc.)

E muito mais! Pois é... a Rede Filantropia tem tudo isso pra você, no plano de adesão PRATA!

E COMO FUNCIONA?

Isso tudo fica disponível pra você nos seguintes formatos:

  • Mais de 100 horas de videoaulas exclusivas gratuitas (faça seu login e acesse quando quiser)
  • Todo o conteúdo da Revista Filantropia enviado no formato digital, e com acesso completo no site da Rede Filantropia
  • Conteúdo on-line sem limites de acesso no www.filantropia.ong
  • Acesso a ambiente exclusivo para download de e-books e outros materiais
  • Participação mensal e gratuita nos eventos Filantropia Responde, sessões virtuais de perguntas e respostas sobre temas de gestão
  • Listagem de editais atualizada diariamente
  • Descontos especiais no FIFE (Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica) e em eventos parceiros (Festival ABCR e Congresso Brasileiro do Terceiro Setor)

Saiba mais e faça parte da principal rede do Terceiro Setor do Brasil:

Acesse: filantropia.ong/beneficios

PARCEIROS VER TODOS