Setenta por cento dos municípios brasileiros deixam de receber doações incentivadas para crianças e adolescentes

Dos 5.570 municípios brasileiros, apenas 1.669 (30%) têm Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente aptos a receber doação incentivada de pessoas e empresas para organizações que atuam com essas causas.

Os números fazem parte de recente estudo publicado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Mesmo com essa baixa porcentagem de cidades, o valor doado, contando os fundos estaduais e o fundo nacional, cresceu de R$ 59 milhões, em 2018, para quase R$ 82 milhões em 2019. O número de doações passou de 54,6 mil para quase 74 mil no ano passado. Se todos os municípios estivem aptos, o potencial de captação poderia ficar entre R$ 5 bilhões a 10 bilhões por ano.

De autoria de Rosângela Ribeiro, da área técnica de assistência social da CNM, a pesquisa está disponível aqui.

Fonte: CMN

PARCEIROS VER TODOS