Captar é Preciso!

Por: Thaís Iannarelli
19 Novembro 2017 - 00h00

Plataforma de aprendizagem on-line Captamos promove conhecimento sobre Captação de Recursos

2515-internaSCaptação é a palavra da vez, ainda mais em tempos como os de hoje – em que é preciso pensar fora da caixinha para driblar a crise econômica e buscar a sustentabilidade para os projetos sociais.

Pensando em promover a troca de conhecimentos sobre a Captação de Recursos, a Captamos nasceu, em 2015, com o objetivo de ser uma plataforma de promoção de aprendizado e troca de experiências sobre as diversas vertentes do tema, por meio da disseminação de conteúdo, compartilhamento de experiências e cursos on-line.

A Captamos é uma iniciativa promovida pelo Instituto Arapyaú e gerenciada pela ABCR - Associação Brasileira de Captadores de Recursos. Sara Queiroz, coordenadora de Gestão da Captamos, contou à Revista Filantropia sobre as novidades da plataforma.

RF: O que é a Captamos? Como ela começou e qual é o seu propósito?

Sara Queiroz: A Captamos é um espaço on-line de aprendizagem e troca de conhecimento em captação de recursos, para fortalecer as organizações da sociedade civil e o seu financiamento, bem como todos aqueles que desejam mobilizar recursos para causas.

A Captamos nasceu como resultado de um encontro realizado em 2015, promovido pelo Instituto Arapyaú, cujo objetivo principal era definir caminhos para fortalecer os campos da captação de recursos e da cultura de doação no Brasil. Entre as muitas ideias apresentadas, fortalecer a captação de recursos no país através da ampla disseminação de conteúdo de qualidade sobre o tema e compartilhamento gratuito entre atores do setor, foi identificada como uma das ideias mais estratégicas.

A proposta da Captamos, portanto, é ser um centro de conhecimento no tema da captação de recursos e poder oferecer para qualquer um e em qualquer lugar do país, informação relevante, atualizada e completa sobre mobilização de recursos para causas, algo que até então não existia no país.

RF: Como funciona a plataforma e quem pode participar?

SQ: Atualmente, a plataforma está incubada e é gerenciada pela ABCR - Associação Brasileira de Captadores de Recursos, ainda que liderada por um Conselho de Administração, composto de profissionais de diversas áreas comprometidos com o fortalecimento da sociedade civil brasileira.

A Captamos é atualizada diariamente e está dividida em três grandes seções. Inspire-se: onde encontram-se as notícias, cases de sucesso e artigos escritos por articulistas voluntários, experts do Setor, em diversos temas relacionados à captação. Aprenda: que concentra nossos cursos de curta duração, também com professores voluntários profissionais do Setor; e Compartilhe, na qual os usuários podem compartilhar experiências, postar dúvidas, interagir entre si e deixar sugestões do que gostariam de ver na plataforma.

A Captamos é totalmente gratuita, de todos e para todos que queiram aprender, trocar e construir coletivamente conteúdo de qualidade sobre mobilização de recursos para causas.

RF: Quais são, na sua opinião, os temas de mais destaque hoje, no Brasil, na área de captação de recursos?

SQ: A busca por conhecimento é exponencial, mas alguns temas têm sido mais buscados e valem destaque: O contexto brasileiro da captação de recursos, os aspectos jurídicos, como, por exemplo, as mudanças trazidas pelo marco regulatório. Mas também existem os temas atemporais, como o relacionamento com doadores e as fontes e técnicas de captação.

RF: Como você avalia a visão das organizações brasileiras em relação à importância da captação em comparação a realidades de outros países?

SQ: O Brasil é muito carente de informação especializada. Ainda engatinhamos neste sentido, mas, principalmente, porque as pessoas não conhecem a profissão. Quando aprendem sobre ONGS, aprendem sobre projetos, e, por isso, em geral, as pessoas não sabem que a área existe. Nem a mídia ou as faculdades falam sobre isso, ainda que seja uma carreira promissora, pois falar de captação é falar de receita, é mais burocrático e pode ser menos atraente para o público. Segundo a TIC de 2014, só 24% das organizações brasileiras têm área de captação estruturada. Essa realidade é muito próxima da de outros países latinos, ou de países do leste europeu, onde a democratização é recente. Já nos países desenvolvidos, do norte, há uma cultura de captação de recursos muito mais consolidada: as organizações sabem que se financiam com a doação de quem acredita nelas e por isso vão atrás deste recurso.

A doação é o modelo de financiamento das organizações sociais no mundo inteiro, mas aqui ainda há um desconhecimento do setor, precisamos mudar isso e a Captamos surgiu também com este objetivo.

RF: A cultura de doação tem ganhado cada vez mais espaço no país. Como as organizações podem usufruir este movimento para captar recursos?

SQ: Felizmente a cultura de doação tem sido pauta e está conquistando o lugar que é seu de direito. As pessoas têm percebido cada vez mais a importância de financiar as causas em que acreditam e iniciativas como o #diadedoar, o projeto PORCausa e o Fundo Bis têm papel crucial neste processo. A pesquisa Doação Brasil, realizada pelo IDIS em 2015, comprova o que muitos e eu, pessoalmente, sempre acreditamos. O brasileiro é sim muito solidário, mas a maioria ainda é inerte, principalmente, pelo desconhecimento da potencialidade do seu apoio. Então a Captamos também vem para falar sobre cultura de doação, pois, além de promover o #diadedoar, está profissionalizando a cultura do pedir para que as organizações e causas tenham capacidade de se financiarem.

RF: Como você analisa o desenvolvimento do Terceiro Setor como um todo no país?

SQ: O Setor está em constante e exponencial desenvolvimento, sem dúvidas. O surgimento da própria Captamos e de novos fornecedores altamente qualificados como empresas de tecnologia, consultoria e telemarketing especializados comprovam isso.

Estamos muito atrasados se comparados a outros países como o Estados Unidos, que tem a cultura do pedir e do doar enraizadas, então ainda há muito espaço para ser conquistado, mas inquestionavelmente estamos nos desenvolvendo continuamente e atraindo cada vez mais profissionais de outros Setores que, assim como eu, querem ser parte ativa na construção de um mundo mais solidário e menos desigual.

LINK: http://www.captamos.org.br

Tudo o que você precisa saber sobre Terceiro setor a UM CLIQUE de distância!

Imagine como seria maravilhoso acessar uma infinidade de informações e capacitações - SUPER ATUALIZADAS - com TUDO - eu disse TUDO! - o que você precisa saber para melhorar a gestão da sua ONG?

Imaginou? Então... esse cenário já é realidade na Rede Filantropia. Aqui você encontra materiais sobre:

Contabilidade

(certificações, prestação de contas, atendimento às normas contábeis, dentre outros)

Legislação

(remuneração de dirigentes, imunidade tributária, revisão estatutária, dentre outros)

Captação de Recursos

(principais fontes, ferramentas possíveis, geração de renda própria, dentre outros)

Voluntariado

(Gestão de voluntários, programas de voluntariado empresarial, dentre outros)

Tecnologia

(Softwares de gestão, CRM, armazenamento em nuvem, captação de recursos via internet, redes sociais, dentre outros)

RH

(Legislação trabalhista, formas de contratação em ONGs etc.)

E muito mais! Pois é... a Rede Filantropia tem tudo isso pra você, no plano de adesão PRATA!

E COMO FUNCIONA?

Isso tudo fica disponível pra você nos seguintes formatos:

  • Mais de 100 horas de videoaulas exclusivas gratuitas (faça seu login e acesse quando quiser)
  • Todo o conteúdo da Revista Filantropia enviado no formato digital, e com acesso completo no site da Rede Filantropia
  • Conteúdo on-line sem limites de acesso no www.filantropia.ong
  • Acesso a ambiente exclusivo para download de e-books e outros materiais
  • Participação mensal e gratuita nos eventos Filantropia Responde, sessões virtuais de perguntas e respostas sobre temas de gestão
  • Listagem de editais atualizada diariamente
  • Descontos especiais no FIFE (Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica) e em eventos parceiros (Festival ABCR e Congresso Brasileiro do Terceiro Setor)

Saiba mais e faça parte da principal rede do Terceiro Setor do Brasil:

Acesse: filantropia.ong/beneficios

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

PARCEIROS VER TODOS