Bons Ventos Trazem Nuvens de boas soluções!

Por:
04 Agosto 2017 - 00h00

1881-abertura

Entidades sem fins lucrativos rendem-se à tecnologia de ponta e adotam o armazenamento de dados em nuvens para garantir praticidade, segurança e baixo custo no compartilhamento de suas informações e desenvolvimento de seus projetos

O universo tecnológico integra cada vez mais o dia a dia do Terceiro Setor não somente no Brasil, como em todos os países. Cookies, spam, widgets, hashtag, wi-fi e tantos outros termos deixaram de ser conhecidos apenas pelos profissionais de Tecnologia da Informação (TI) e tornaram-se populares entre os usuários das inúmeras facilidades existentes no mundo virtual.

Foi assim que, na última década, a expressão cloud computing (computação em nuvem) veio ganhando força e conquistando adeptos. Tanto é que muito do que se consome atualmente na internet — redes sociais, armazenamento de fotos e demais arquivos, streaming de vídeo e música — tem origem em aplicativos e serviços baseados na nuvem. "Até mesmo nós, como usuários domésticos, já fazemos uso de serviços baseados na nuvem, como Facebook, Twitter e Spotify. Estamos em um caminho em que a computação em nuvem absorverá quase todos os tipos de serviços utilizados no mundo corporativo", comenta Vitor Matias, diretor da VM Tecnologia e consultor de TI do Instituto Oncoguia, com sede em São Paulo.

Que Tecnologia é Essa?

No artigo Panorama sobre o uso da tecnologia da informação nas organizações sem fins lucrativos, inserido na pesquisa TIC Organizações Sem Fins Lucrativos 2014, feita pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, Valter Cegal, engenheiro eletrônico que atua no Terceiro Setor desde 2005, afirma que a computação em nuvem é basicamente uma rede remota, mas acessível, muitas vezes consistindo em uma infraestrutura de hardware subjacente, software e suporte técnico entregues por meio da internet. Traduzindo: é um serviço de computação que prevê o armazenamento de dados e também a utilização de softwares a partir de uma nuvem, ou seja, uma central tecnológica localizada a quilômetros de distância do usuário, seja ele uma pessoa física, uma empresa ou mesmo uma entidade social. Assim, quem quer acessar tais serviços precisa apenas cadastrar-se em uma das diversas plataformas disponíveis – há opções pagas e gratuitas –, ter um navegador e um dispositivo com boa conexão à internet.

Transformação Digital

A computação em nuvem vem mudando a maneira como as ONGs têm se relacionado com o meio virtual.

Dados de estudo feito pela TechSoup Global, agência de assistência tecnológica sem fins lucrativos dos Estados Unidos, em 2012, junto a 10.500 entidades sociais de 88 países, mostram que 90% dos participantes usam algum tipo de tecnologia em nuvem, desde serviços como e-mails e redes sociais até base de dados e conferência via web. E, ainda, 53% dos entrevistados planejam mover uma porção significativa de sua infraestrutura para os serviços em nuvem nos próximos anos.

Exemplo de sucesso da adesão a esta tendência tecnológica é a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal (FMCSV), de São Paulo, que mantém diversos projetos relacionados ao desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos em todo o País. "Utilizamos o armazenamento na nuvem para informações e arquivos de todos os projetos, apresentações e contratos da Fundação", explica Lia Aversa, coordenadora de TI da entidade. "Também utilizamos o armazenamento na nuvem para backup dos arquivos que ainda estão na nossa rede local e hospedagem de nosso blog institucional", completa.

Utilizando os produtos Microsoft Office 365 e Azure, que estão sendo implantados em processo contínuo desde 2012, a FMCSV garante o envolvimento de toda a equipe e destaca alguns benefícios como a centralização no compartilhamento de arquivos, maior produtividade com a gestão eletrônica de documentos e projetos e maior mobilidade com o acesso de informações a partir de qualquer lugar por meio de qualquer dispositivo com acesso à internet. Contudo, Lia faz uma importante ressalva para que todo o processo tenha êxito: "A adoção de ferramentas e soluções novas nunca é simples. Existem resistências, e o envolvimento da equipe, desde a concepção até o trabalho de divulgação, com a demonstração dos ganhos, e seu treinamento são fatores primordiais".

Programas Para Entidades Sem Fins Lucrativos

A ATN – Associação Telecentro de Informação e Negócios, uma organização da sociedade civil de interesse público (Oscip) criada em 2006, com sede em Brasília (DF), apoia projetos de inclusão digital para o desenvolvimento de pessoas e comunidades. Em parceria com a TechSoup Global, a ATN desenvolve o Programa TechSoup Brasil que, aliado a empresas como Microsoft, Google, Symantec, Autodesk, Adobe, CleverReach, DocuSign e Veritas, procura disponibilizar doações de licenças de software e serviços diversos, inclusive no que se refere à tecnologia de nuvem, a entidades sem fins lucrativos, após processo de cadastramento, solicitação do produto e elegibilidade das mesmas. "Por meio da TechSoup Brasil, mais de 5 mil ONGs já foram beneficiadas com pelo menos um produto e/ou serviço disponível, desde 2009. São ONGs de todo o Brasil, em todos os segmentos", explica Talita Viana Ferreira, gerente de Projetos da ATN e da TechSoup Brasil.

  • Passo 1: a ONG se cadastra no site <http://www.techsoupbrasil. org.br> e envia a documentação solicitada.
  • Passo 2: a TechSoup Brasil analisa a elegibilidade da instituição e informa quais são os produtos e/ou serviços dos parceiros doadores elegíveis para que a ONG possa solicitá-los, pelo mesmo site.
  • Passo 3: as empresas parceiras também verificam a elegibilidade da ONG solicitante e liberam os produtos e/ou serviços solicitados após a aprovação das solicitações.

1936-facebookVantagens e Mais Vantagens

A ONG Gerando Falcões, de Poá (SP), possui programas sociais, culturais e esportivos junto às famílias de crianças e jovens locais. Praticamente 80% de seus arquivos estão hospedados na nuvem da Microsoft e isso tem mudado o dia a dia da entidade, desde a sua implantação há três meses. "Destacamos benefícios em todos os departamentos, como agilidade nos processos, mais organização e incremento do trabalho colaborativo. Na Comunicação, por exemplo, o site da Gerando Falcões foi hospedado no Microsoft Azure, com custo zero", enfatiza Valentina Medrano Coley, diretora de Operações da entidade.

Para Rodolfo Fucher, diretor jurídico e de Filantropia da Microsoft Brasil, as novas tecnologias contribuem positivamente para os projetos desenvolvidos no Terceiro Setor. "Com o recurso da nuvem, queremos tornar mais ONGs capazes de trabalhar a qualquer momento, realizando as suas tarefas e acessando informações a partir de qualquer lugar", explica.

Referência no compartilhamento de informações sobre o câncer e apoio aos pacientes, o Instituto Oncoguia, de São Paulo, liderado por Luciana Holtz, adotou os serviços da nuvem Google Suite, em 2011, quando uma queda de energia, durante uma chuva, indisponibilizou o acesso ao servidor local e comprometeu parte dos arquivos daquele dia. Hoje, cerca de 70% dos arquivos da entidade estão armazenados na nuvem. "Ganhamos agilidade com o uso dessas tecnologias, além de mais possibilidade de trabalho colaborativo e, sem dúvida, mais segurança. Nossos dados são muito importantes e guardá-los adequadamente é nossa responsabilidade", conta Holtz.

Apresentado em vários locais do Brasil, o programa Tecnologia para o Bem, da Microsoft, reuniu em São Paulo dezenas de representantes de ONGs com o objetivo de divulgar e oferecer o acesso às novas tecnologias do mercado

Tecnologia a Serviço do Bem

A exemplo do evento que antecedeu o Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica (FIFE), em Foz do Iguaçu/PR, em 4 de abril, a Microsoft reuniu vários representantes de organizações sociais em 9 de junho, em sua sede, no bairro do Brooklin Paulista, em São Paulo.

Com o nome de Tecnologia para o Bem, a iniciativa gratuita conta com o apoio estratégico de parceiros como a ATN – Associação Telecentro de Informação e Negócios; o Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife) e a Rede Filantropia, por exemplo, em eventos pontuais.

Na ocasião, foram apresentadas tendências e soluções tecnológicas que proporcionam maior produtividade e melhor desempenho para as organizações sociais, com destaque para serviços de computação em nuvem e a doações de softwares. "Oferecemos essas tecnologias para todas as ONGs, independentemente de seu tamanho", diz Everaldo Oliveira da Silva, coordenador do Programa Tecnologia para o Bem. "Estamos preocupados com o impacto social desta ação e com o número de pessoas beneficiadas por esta iniciativa", acrescenta.

Que Levar em Consideração na Hora de Colocar a Ong na Nuvem?

1. Faça um planejamento: liste quais são as prioridades ou os serviços essenciais para a sua ONG.

2. Decida qual sistema será adotado: são três as opções – softwares (SaaS), plataformas de desenvolvimento (PaaS) ou infraestruturas inteiras de TI (IaaS). Escolha de acordo com a necessidade de sua entidade.

3. Escolha o tipo de nuvem: também há três opções – nuvem pública (totalmente acessada pela internet), nuvem privada (possui os benefícios da computação de nuvem em uma rede privada) e nuvem híbrida.

4. Busque um provedor: eleja o provedor que possui as melhores opções de recursos e funcionalidades, sempre respeitando as necessidades de sua ONG. 5. Faça testes: é importante experimentar e testar os serviços no ambiente da nuvem para ter certeza de que foi escolhida a melhor opção.

10 Perguntas Sobre Computação em Nuvem

Quando Usar ?

A qualquer momento e em qualquer lugar, a partir do uso de aparelhos conectados à internet. E sempre que a entidade social sentir a necessidade de organizar seus arquivos e projetos, armazená-los de forma segura, acessá-los de forma compartilhada e, ainda, precisar de mais espaço para salvar dados.

Quanto Custa ?

Os valores variam de acordo com a empresa contratada, a capacidade e as funcionalidades do serviço. No entanto, há empresas como a Google e a Microsoft, por exemplo, que oferecem opções gratuitas às ONGs.

Como Escolher o Melhor Provedor? Analise os preços dos serviços prestados e opte por provedores com mais credibilidade e estabilidade financeira no mercado. • Avalie a infraestrutura do provedor e a localização do Data Center para saber onde fi carão armazenados os seus dados. • Certifique-se de que seu provedor possui backups de seus arquivos em outros Data Centers, como medida de segurança em caso de incidentes. • Verifique quais os mecanismos adotados para a proteção de dados sigilosos como criptografia, sistemas de combate à ameaças virtuais, entre outros. • Garanta um suporte técnico 24 horas.

O Que é ?

Serviço de computação que funciona como uma rede remota, mas acessível, formado por uma infraestrutura de hardware subjacente, software e suporte técnico fornecidos através da própria internet.

Para Que Serve ?

Para o armazenamento, acesso e compartilhamento de dados e informações por meio de qualquer dispositivo conectado à internet, como smartphones, tablets ou computadores.

Quem Pode Usar ?

Todos os funcionários e voluntários das ONGs que forem cadastrados como usuários e receberem login e senha.

Quais São os Serviços Disponíveis ?

São disponibilizados softwares, plataformas de desenvolvimento e também infraestruturas completas de TI, dependendo da necessidade de cada entidade.

Quais São os Cuidados Necessários ?

  • Escolha uma empresa confiável para prestar o serviço.
  • Analise os serviços disponíveis que melhor atendam às necessidades da ONG.
  • Tome cuidado ao usar redes públicas de internet ou, ainda, dispositivos de terceiros.
  • Escolha um serviço que tenha segurança como foco, com upgrades constantes e ferramentas de segurança de dados.
  • Esteja atento à utilização da última versão do produto ou serviço.

Quais São os Benefícios ?

  • Criação e edição de documentos on-line.
  • Sincronização de arquivos.
  • Economia com gastos com infraestrutura tecnológica.
  • Ampla capacidade de espaço para o armazenamento de dados.
  • Segurança das informações.
  • Acesso aos dados por meio de qualquer celular, tablet e computador conectado à internet.
  • Facilidade no acesso simultâneo e compartilhamento de informações entre a equipe.
  • Criação de backups periódicos dos arquivos.

Quais São os Requisitos ?

É necessário cadastrar-se em uma plataforma disponível, ter um navegador e uma boa conexão à internet. É bom considerar também o apoio técnico de um profissional de TI e o treinamento da equipe da organização social.

1A pesquisa está disponível para consulta em: <https://www.cgi.br/publicacoes/indice/pesquisas/page:2>
2A pesquisa sobre o uso de computação em nuvem no Terceiro Setor está disponível em: <https://www.techsoupbrasil.org.br/node/4268>
3Planos e preços do Office 365 para entidades sem fins lucrativos. Disponível em: <https://products.office.com/pt-br/nonprofit/office-365-nonprofit-plans-and-pricing#seemore>. Acesso em: 12 jun. 2017.
4Google para organizações sem fins lucrativos. Disponível em:<https://www.google.com/nonprofits/>. Acesso em: 11 jun. 2017.

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
15.827
Oportunidades Cadastradas
9.593
Modelos de Documentos
3.162
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
30 Abr
2020
Dubai International Best Practices Award
Prazo
20 Mar
2020
16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas...
Prazo
6 Mar
2020
2020 DRL Internet Freedom Annual Program Statement
Prazo
6 Mar
2020
Children’s Peace Prize 2020
Prazo
21 Mai
2020
Zayed Sustainability Prize 2021
Prazo
30 Jun
2020
Prêmio Internacional de Seguros Julio Castelo Matrán
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas
Prazo
31 Mar
2020
Edital X - Fundo Dema - Fortalecer a Agroecologia a...
Prazo
20 Mar
2020
IX Prêmio Fotografia-Ciência & Arte - CNPq
Prazo
8 Abr
2020
Research Enrichment – Public Engagement

PARCEIROS VER TODOS