O círculo virtuoso do ganha-ganha

Por: Luciano Guimarães
28 Julho 2018 - 00h00

 3742-chamada

Licenças gratuitas de softwares e aplicativos, recursos para investir em publicidade on-line, descontos em taxas para doações via plataformas financeiras e até trabalho voluntário de colaboradores de empresas parceiras compõem o cardápio de programas de benefícios (grants) para organizações sociais sem fins lucrativos

Em tempos de recursos financeiros escassos no Terceiro Setor, a contínua implementação de recursos tecnológicos pelas organizações sociais tem sido fundamental para se obter resultados positivos, especialmente na área de captação de recursos. Nesse contexto, embora o mercado disponha de diversas soluções para este expediente, a grande questão levantada pelos gestores é como escolhê-las e utilizá-las corretamente.

As parcerias geralmente contemplam gratuidades ou descontos diferenciados em softwares administrativos e de marketing ou de taxas em plataformas financeiras, além da disponibilização de consultorias com profissionais especializados e até doações de equipamentos e suprimentos.

No Brasil, empresas multinacionais como Microsoft, Google, Symantec, Box, Autodesk, Adobe, Bitdefender, Tableau, Amazon, CleverReach, e-Goi, LinkedIn, Facebook, Cisco, PayPal e Salesforce, entre outras, chegam às ONGs por meio de parcerias diretas ou exclusivamente da Techsoup Brasil, braço regional da TechSoup Global, que mantém parceria com a Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN).

“Empresas que buscam estimular parcerias com o Terceiro Setor desejam gerar algum impacto positivo para causas com as quais o próprio funcionário se identifica. Além do ganho interno para a imagem, há o ganho externo, em que clientes, prospects e empresas líderes de indústria iniciam diálogos com a Salesforce para criar benchmarks para suas próprias instituições”, afirma Daniel Hoe, diretor de marketing da Salesforce para América Latina.

“Os programas realizados pelas empresas são fundamentais para garantir a sustentabilidade de ONGs e institutos idôneos, trazendo cada vez mais impacto positivo para jovens talentosos e em situação de vulnerabilidade social. Enquanto a ONG ganha com o recurso da empresa e com a expertise desse profissional e o seu comprometimento, o profissional ganha com as formações que promovemos sobre mentoria e se inspira muito com as histórias de superação dos nossos jovens, e a empresa ganha com os retornos positivos do círculo virtuoso que se cria a partir desse movimento, tendo retornos concretos de maior engajamento dos seus colaboradores pelo propósito de estar fazendo a diferença na vida de um jovem”, argumenta Ana Paula Camargo, coordenadora do Instituto Semear em São Paulo.

Soluções Ajudam A Alinhar Estratégias Para Projetos

“Não basta apenas contratar a ferramenta, pois sozinha ela não vai funcionar. É fundamental adotar uma estratégia dirigida à obtenção dos melhores resultados e, principalmente, com o trabalho de pessoas qualificadas”, argumenta Flavia Lang, cofundadora da Ader&Lang, empresa que desenvolve a aquisição, a gestão e o relacionamento de doadores.

Bem difundido entre as ONGs brasileiras, o CRM - ferramenta de gestão de dados e clientes, inclusive de doadores para as organizações sociais - é uma poderosa arma que aumenta os resultados do trabalho desempenhado pelas equipes.

“Entretanto, se não souber como usar não ajudará muito, pois sem conhecer o modo correto de inserir os dados e de analisar as informações, serão grandes as chances de não gerar as cobranças ou não enviar as comunicações corretas, e nesse caso pode ser melhor ter uma planilha de Excel”, reitera.

Segundo a executiva, antes de optar por um determinado sistema é necessário definir para qual objetivo e com que finalidade a ferramenta será utilizada; qual o valor disponível se tem para investir; quais são as funcionalidades e se elas atendem ou não às necessidades da organização.

“Com esta minuciosa análise, ficará mais simples tomar uma decisão acertada. Às vezes, a decisão é tomada com base somente em quanto custa, o que é um erro muito grave”, complementa Flávia.

Um exemplo muito bem-sucedido do uso de soluções de TI vem da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), uma das maiores organizações sociais do país, especializada em tratar, reabilitar e reintegrar à sociedade crianças, adolescentes e adultos com deficiência física.

Desde 2012 a entidade utiliza o Sistema Channel, plataforma de software corporativo que promove o alinhamento das operações e projetos da entidade com a sua estratégia, por meio de um ambiente completo e integrado de apoio à gestão.

“Os principais benefícios do software têm sido garantir a agilidade e a confiabilidade no acompanhamento dos projetos e dos indicadores de desempenho; garantir o apoio à governança, com o estabelecimento flexível de papéis, responsabilidades e funções em torno dos processos, em todos os níveis de gestão; e reunir todas as informações importantes sobre os negócios da organização em um único local, de forma segura e controlada”, descreve Sandra Rodrigues, gerente do Escritório de Controle, Projetos e Orçamento (ECP) da AACD.

O programa também tem ajudado a ONG a melhorar o gerenciamento de mapas estratégicos e a aplicação das diretrizes cotidianamente, acompanhando os principais indicadores. Proporciona um apoio estruturado ao processo decisório do portfólio de projetos, garantindo o gerenciamento e a seleção de projetos alinhados à nossa estratégia.

A ferramenta otimiza a gestão dos projetos da organização baseada nas melhores práticas do gerenciamento de projetos e uso de ferramentas completas e colaborativas, aderentes às mais modernas práticas disponíveis no mercado, como o Project Management Body of Knowledge (PMBOK) – conjunto de práticas na gestão de projetos – e SCRUM (metodologia usada para a gestão dinâmica de projetos, sendo muitas vezes aplicada para o desenvolvimento ágil de um software).
Segundo Sandra, a AACD também tem se beneficiado da maior facilidade para realizar a estruturação, lo desdobramento, a atualização e o controle das diretrizes e objetivos da estratégia, alinhados à inovadora metodologia do Balanced Scorecard.

“O Sistema Channel também incentivou a colaboração, fazendo com que todos os participantes da cadeia de gestão envolvam-se no processo. Além disso, disso, melhorou a comunicação entre as unidades e as áreas da instituição”, completa.

A Revista Filantropia selecionou alguns programas que podem fazer a diferença para a sua organização social.

GOOGLE

Lançado em março de 2015, um dos mais difundidos programas no Terceiro Setor, o Google para Organizações Sem Fins Lucrativos oferece acesso gratuito aos produtos pagos do Google e a recursos especialmente planejados para essas instituições. As ferramentas podem ajudar a encontrar novos doadores e voluntários, trabalhar com mais eficiência e conseguir apoiadores de iniciativas.

Entre os benefícios está o acesso gratuito ao Google Apps, uma variedade de programas na nuvem voltados à administração de escritório, incluindo o Gmail, Documentos Google, Planilhas, Agenda, Apresentações, Formulários, Hangouts, Drive (sistema de armazenamento na nuvem) e sites.
Paralelamente, há o AdGrants, que possibilita receber até US$ 10 mil (em torno de R$ 35 mil) por mês em publicidade no AdWords para promover o site no Google por meio de direcionamento de palavras-chave. Outra ferramenta é o Google AdWords Express, versão simplificada do AdWords utilizada para a criação e gerenciamento de conta.
O Google para Organizações Sem Fins Lucrativos permite ainda o acesso premium ao YouTube, a maior plataforma de vídeos do mundo, tendo direito a capacidade de upload aumentada, habilidade de selecionar imagens em miniatura personalizadas e sobreposições com call-to-action nos vídeos.

Para ter acesso a estes benefícios, as organizações precisam obedecer algumas regras de elegibilidade. Devem ainda ser designadas como Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), ter o título de Utilidade Pública Federal (UPF) e/ou ser associações que operam sem fins lucrativos para o benefício público.

Não são elegíveis entidade, organização governamental hospital ou organização de assistência à saúde, escolas, instituições acadêmicas ou universidades, entretanto as divisões filantrópicas das organizações de ensino estão qualificadas.

Microsoft

O Programa de Doação de Softwares da companhia fundada em abril de 1975 por Bill Gates e Paul Allen passou por algumas mudanças em 1º de abril deste ano. Foram atualizadas ofertas e regras de produto para participar do programa.

Determinados softwares on-premisse da Microsoft não estão mais disponíveis através da TechSoup - parceira da empresa no Brasil - como produtos doados. Entretanto, poderão ser encontrados com desconto para organizações sem fins lucrativos e bibliotecas elegíveis.

Segundo a Techsoup, a Microsoft fornece às ONGs um lote máximo de doações de produtos que podem ser solicitados a cada ciclo de dois anos. Dentro deste mesmo período de tempo, é possível solicitar até 50 ou 25 de cada produto doado e até cinco produtos de servidor doados que não usam licenciamento baseado em núcleo.

As doações também estão disponíveis para instituições de caridade e bibliotecas públicas. Não são elegíveis instituições educacionais, organizações políticas, redes de saúde e bibliotecas não públicas.

Amazon

O Programa de Créditos da Amazon Web Services fornece créditos para serviços em nuvem a ONGs e bibliotecas públicas. A plataforma em nuvem oferece acesso a computação de alto desempenho, armazenamento, data warehouse (depósito de dados digitais que serve para armazenar informações detalhadas e gerar relatórios estratégicos), desenvolvimento, análise, entrega de conteúdo e outros serviços para ajudar organizações sociais sem fins lucrativos a se desenvolver sem precisar investir em infraestrutura física.

O subsídio oferecido é de US$ 2 mil (em torno de R$ 7 mil) em créditos válidos por 12 meses, que podem ser usados para o pagamento de taxas de utilização de serviços em nuvem da AWS sob demanda e outros serviços selecionados não estão qualificados. As ONGs podem solicitar um subsídio por ano fiscal norte-americano (de 1º de julho a 30 de junho).

E-Goi

Esta plataforma multicanal foi criada para facilitar a comunicação entre os dois pontos da mensagem, utilizando várias ferramentas como e-mail, SMS, redes sociais, RSS, voz e fax.

As organizações que atenderem aos parâmetros poderão enviar gratuitamente até 10 mil e-mails por mês. Se precisarem enviar mais do que esta cota, poderão adquirir os planos pagos com 50% de desconto, incluindo os planos ilimitados.
Entre as funcionalidades estão a disponibilidade de design e conteúdos - templates gratuitos, personalização de mensagens e análise do e-mail; e gestão e análise de base de dados e relatórios - gestão e tratamento de base de dados, segmentação e relatórios multicanal.

Salesforce

Fundada em 1999 e especializada em software on demand, a norte-americana Salesforce é mais conhecida por ter produzido o Sales Cloud, programa de CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente), atuando também com soluções de atendimento ao cliente, marketing, inteligência artificial, gestão de comunidades e criação de aplicativos.

Para as organizações sem fins lucrativos, a empresa adota o “Modelo 1/1/1”, em que se doa 1% do tempo dos funcionários, 1% dos produtos e 1% do capital próprio. Para se ter uma ideia do impacto positivo deste programa, cada colaborador pode doar até 56 horas comerciais por ano fiscal em voluntariado para apoiar organizações sem fins lucrativos. Este modelo já foi adotado por mais de 5 mil empresas em 80 países, podendo ser acessado pelo Pledge 1%.

Com a iniciativa, a empresa já distribuiu no mundo US$ 200 milhões (em torno de R$ 700 milhões) em doações, funcionários doaram mais de 2,6 milhões de horas e mais de 34 mil entidades sem fins lucrativos utilizam soluções Salesforce gratuitamente ou com desconto.

Instituições elegíveis para o programa Power of Us podem utilizar grátis até dez assinaturas de Sales Cloud, para automação do relacionamento com voluntários e patronos, ou de Service Cloud, para atendimento ao público da organização.

“Em linhas gerais, para participar do programa Power of Us, a entidade precisa ser reconhecida como uma entidade de caridade, sem fins lucrativos e não governamental no país onde está localizada. Assim, terá acesso à plataforma de aprendizagem on-line grátis da Salesforce, o Trailhead, traz orientações em português sobre como gerenciar donativos para organizações sem fins lucrativos”, explica o diretor Daniel Hoe.

PayPal

Plataforma de pagamentos mais utilizada do mundo, com cerca de 170 milhões de contas ativas, a empresa norte-americana colocou à disposição das entidades sem fins lucrativos ao menos quatro ferramentas que podem dar um up no volume de doações.

O primeiro deles é o PayPal Standard, opção que aceita os principais cartões de crédito e pode ser incluída no site da organização, facilitando o acesso às pessoas interessadas em doar. Já o Express Checkout proporciona o recebimento de doações de forma ainda mais rápida, podendo ser integrada com as principais plataformas.

O terceiro é o site Doe com PayPal, onde dezenas de organizações sem fins lucrativos podem se inscrever para receber doações, tendo uma tarifa mais baixa do que a convencional. Entre as milhares de ONGs que angariam fundos com esta ferramenta estão AACD, Casa Hope, Médicos Sem Fronteiras, GRAAC, Complexo Pequeno Príncipe, Doutores da Alegria e Fundação do Câncer.

A quarta ferramenta criada pela PayPal é o site Encontros do Bem, em que é possível transformar um evento em uma oportunidade para ajudar uma ONG. Qualquer um pode criar um convite personalizado no site e estimular os amigos e conhecidos a fazer doações.

Mailrelay

Plataforma de envio e-mails, o Mailrelay tem um programa exclusivo para entidades do Terceiro Setor. Para obter o benefício e uma “Conta ONG”, a organização social poderá se inscrever por meio de formulário de contato.

Após ser aprovada, será possível enviar informativos e newsletters próprios, desde que não excedam o tamanho de 100 KB, incluindo as imagens. Não será permitido o envio de material de terceiros, mesmo que sejam outras entidades sem fins lucrativos.

Além de não haver limite de envios mensal. A entidade poderá utilizar o volume de envios que for necessário para sua atividade. A duração inicial da conta promocional gratuita é de 12 meses, e após este período ela terá revisada a sua continuidade. A entidade receberá assistência técnica e assessoramento para a utilização da conta gratuita sem qualquer custo.

A base de dados de assinantes utilizada pela entidade deve ser confirmada, não sendo permitida a utilização de bases de dados compradas, baixadas ou geradas de outra forma que não seja com o consentimento dos assinantes.

Parcerias bem-sucedidas

Em 2013, quando inaugurou seu escritório de Inovações Urbanas, com projetos em São Paulo, a Habitat para a Humanidade Brasil necessitava contar com um aplicativo de CRM para organizar a informação dos doadores, parceiros e voluntários. Para maximizar os resultados dos projetos realizados pela organização, era preciso otimizar as atividades de captação de recursos, de gestão de voluntários e de relacionamento com doadores corporativos.

Esta lacuna foi preenchida a partir da parceria fechada com a Salesforce Foundation com a doação de dez licenças para utilização do programa Power of Us.
“Uma vez recebidas as licenças de uso, iniciamos a implementação do aplicativo, ainda com o apoio do nosso voluntário, que não tinha experiência prévia com a Salesforce. Ele fez a instalação do aplicativo e do módulo NonProfit Starter Pack (NPSP). Posteriormente todo este processo se repetiu com a implantação do módulo de Voluntariado, integrado ao CRM da Salesforce”, salienta Carla Nóbrega, diretora de mobilização de recursos da ONG em São Paulo.

Segundo ela, o impacto pôde ser percebido na melhora no desempenho de algumas atividades de relacionamento com doadores corporativos, empresas prospectadas e voluntários, uma vez que a Habitat, desde a implementação do sistema, registrou um número maior de voluntários e doadores corporativos.

“Além disso, podemos acompanhar com precisão as atividades planejadas, executadas e baixar listagens específicas, com diversos filtros e perfis. Os relatórios de performance são excelentes ferramentas de gestão e planejamento”, complementa.

Atualmente, a Habitat, que luta pelo direito das pessoas à moradia adequada, tem parcerias com a Cisco, que permite aos colaboradores fazer doações frequentes por meio do portal da empresa, realizando um match das doações registradas; com a PayPal, por meio de suas plataformas, e com o Google, por meio do programa Google Grants, em que recebe uma quantia mensal para utilização de serviços de anúncios Google AdWords.

Mentoria

Também parceiro da Salesforce, o Instituto Semear tem acesso ao produto-core da empresa, que é o sistema de gestão, o que possibilita à ONG organizar seu banco de dados e processos. Além disso, vários colaboradores da empresa doam tempo realizando mentoria, formando uma rede de contatos que beneficia parte dos jovens atendidos pela entidade.

O Instituto Semear tem parceria também com a ma rede social de negócios LinkedIn, por meio de doações anuais voltadas à sustentabilidade do projeto, inclusive podendo utilizar a estrutura física da empresa para os encontros de formação dos mentores e dos jovens.

“Participamos do InDay, eventos anuais em que há os jovens atendidos pela ONG recebem informações sobre carreira e mercado de trabalho e, eventualmente, desenvolvemos projetos de longa duração com os funcionários do LinkedIn, como aulas de inglês para os nossos jovens ministradas por funcionários da empresa. Este ano teremos um projeto de shadowing, em que vários profissionais da empresa vão receber alunos de graduação para que eles possam vivenciar um dia de trabalho no LinkedIn, amealhando mais elementos para a escolha da área de atuação neste mercado”, explica Ana Paula Camargo, do Instituto Semear, organização que apoia jovens de baixa renda que ingressam nas universidades.

LINKS:

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
15.490
Oportunidades Cadastradas
9.585
Modelos de Documentos
3.095
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
8 Abr
2020
Research Enrichment – Public Engagement
Prazo
7 Fev
2020
ELETROBRAS - Chamada Pública Procel Edifica? - NZEB...
Prazo
20 Mar
2020
IX Prêmio Fotografia-Ciência & Arte - CNPq
Prazo
5 Mar
2020
ONU/PNUD - Ocean Innovation Challenge
Prazo
31 Mar
2020
Edital X - Fundo Dema - Fortalecer a Agroecologia a...
Prazo
23 Jan
2020
Chamada Pública IPEA/PNPD - Projeto: “Políticas...
Prazo
20 Jan
2020
Chamamento Público para Projetos de Sustentabilidade...
Prazo
16 Fev
2020
Edital de Apoio a Organizações da Sociedade Civil...
Prazo
28 Fev
2020
Prêmio CAPES - Natura Campus de Excelência em Pesquisa...
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas

PARCEIROS VER TODOS