Secretaria de Cultura paulistana lança edital para apoiar projetos em comunidades carentes

A Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura de São Paulo abriu as inscrições para a 16ª edição do Programa VAI, iniciativa que vai selecionar e apoiar grupos e coletivos formados em sua maioria por jovens de baixa renda e de regiões sem recursos e equipamentos culturais.

O programa conta com duas modalidades. A primeira destina-se a grupos e coletivos artístico-culturais compostos por pessoas físicas, prioritariamente por jovens de baixa renda de 18 a 29 anos, com projetos de orçamento de no máximo R$ 40.750 e duração de oito meses. A segunda é voltada a grupos e coletivos compostos por pessoas físicas, jovens ou adultos de baixa renda que tenham histórico de no mínimo dois anos e atuação em regiões sem recursos e equipamentos culturais ou que foram contemplados na modalidade VAI I. Os projetos também devem ter duração máxima de oito meses, mas o orçamento pode chegar até R$ 81.500.

Exemplos de ação que se encaixam na modalidade dois são: criação, produção e difusão de música, artes visuais e plásticas, audiovisual, performance, teatro, dança, moda, circo, hip hop, shows, literatura, poesia; articulação de redes e fóruns coletivos em torno de temas da cultura; gestão de espaços culturais ou arranjos coletivos; ações de formação cultural, entre outras.

Para participar do processo de seleção, os projetos inscritos devem ter cinco partes: a capa com nome do projeto, do grupo, telefone de contato e uma ilustração que represente a identidade visual do coletivo; o corpo com justificativa, objetivos, plano de trabalho e cronograma; o extrato do plano de trabalho (como uma síntese das principais informações do projeto); a ficha técnica e currículo dos integrantes; e o orçamento.

Inscrições

Os interessados em participar devem realizar as inscrições até às 18 horas do dia 11 de março, de forma on-line ou presencial. Nos dois casos, é necessário o preenchimento da ficha síntese (anexo 1 do regulamento), do formulário de projetos (anexo 2-A), do extrato do plano de trabalho (anexo 2-B), da ficha técnica (anexo 3) e do orçamento do projeto (anexo 4). Também é preciso preencher e entregar declarações obrigatórias (anexos 5 a 7) e autorizações (anexos 8 a 11). A diferença é que na inscrição online os documentos serão anexados, enquanto na inscrição presencial deverão ser entregues na Secretaria Municipal de Cultura, localizada no centro de São Paulo.

Mais informações sobre a modalidade 1 podem ser encontradas neste link e sobre a modalidade 2 neste link ou no blog do VAI. O resultado da seleção será divulgado no Diário Oficial da Cidade e no blog do VAI. Eventuais dúvidas sobre o programa devem ser encaminhadas para o e-mail programavai.edital2019@gmail.com.

Fonte: Gife

PARCEIROS VER TODOS