As outras pessoas andam te provocando?

Por: Marcio Zeppelini
27 Outubro 2014 - 16h09

shutterstock 109147127 1

Woo Sing e o Espelho

Um dia, o pai de Woo Sing chegou em casa com um espelho. O menino nunca tinha visto um espelho na vida. Quando viu, não compreendeu o que era, mas ficou muito alegre achando que o “outro” menino viera brincar com ele.

Ele falou com o desconhecido, mas não teve resposta. Riu e acenou para o menino no vidro, que repetia exatamente o que fazia. Então, Woo Sing tentou chegar mais perto. E quando começou a andar, o outro menino logo o imitou.

- Esse menino está zombando de mim… faz tudo o que eu faço! - pensou Woo Sing.

Quanto mais pensava, mais zangado ficava. Logo reparou que o menino estava zangado também. Isso deixou Woo Sing exasperado! Deu um tapa no menino, mas só conseguiu machucar a mão, e foi chorando até seu pai.

Este lhe disse:

- O menino que você viu era a sua própria imagem. Isso deve te ensinar uma importante lição, meu filho: Tente não perder a cabeça com as outras pessoas. Por causa do “outro” menino, você bateu no vidro e só conseguiu machucar a si mesmo.

Do livro: O Livro das Virtudes II - O Compasso Moral (William J. Bennet)

Conte até 90!

É natural que tenhamos reações às provocações dos outros. A raiva, o medo ou a tristeza provocados em alguma situação são reações naturais e impossíveis de conter.

No entanto, segundo a neurocientista americana Jill Bolte Taylor, “embora existam certos programas do sistema límbico (emocional) que podem ser acionados de maneira automática, são necessários menos que 90 segundos para que um desses programas seja acionado, percorra nosso corpo, para depois ser completamente banido da corrente sanguínea.”

Ou seja: depois dos 90 segundos, você PODE DECIDIR se continua com raiva, triste ou decepcionado com aquela situação.

Podemos então concluir que não há como ignorar simplesmente as provocações alheias, mas é possível controlá-las e ser você mesmo, reagindo com parcimônia, inteligência e, sobretudo, calma.

Abraços sustentáveis,

Marcio Zepplini


“Felicidade não é a ausência de problemas, mas o como você lida com eles”

MARCIO ZEPPELINi

PARCEIROS VER TODOS