Você anda comendo os biscoitos de quem?

Por: Marcio Zeppelini
19 Outubro 2015 - 13h49

bolachas

Os Biscoitos Roubados

Certo dia, uma moça estava esperando seu voo na sala de embarque de um aeroporto. Como iria esperar por muitas horas, resolveu comprar um livro para passar o tempo. Comprou também um pacote de biscoitos.

Então, ela encontrou uma poltrona em uma parte reservada do aeroporto para que pudesse descansar e ler em paz. Ao lado dela, sentou-se um homem.

Quando ela pegou o primeiro biscoito, o homem também pegou um. Ela se sentiu indignada, mas não disse nada. Pensou para si: "Mas que cara de pau. Se eu estivesse mais disposta, daria-lhe um soco no olho para que ele nunca mais se esquecesse..."

A cada biscoito que ela pegava, o homem também pegava um. Aquilo a deixava tão indignada que ela não conseguia reagir. Quando restava apenas um biscoito, ela pensou:

"O que será que o abusado vai fazer agora? Então, o homem dividiu o biscoito ao meio, deixando a outra metade para ela. Aquilo a deixou irada, bufando de raiva. Ela pegou o seu livro e as suas coisas e dirigiu-se ao embarque.

Quando sentou-se confortavelmente em seu assento, para sua surpresa, o seu pacote de biscoitos estava ainda intacto, dentro de sua bolsa.

Às vezes, quem está errado é você!

Pode ser motivo de vergonha, até mesmo de humilhação - dependendo de quanta arrogância usou para defender sua verdade - mas admitir o erro é, muitas vezes, o primeiro passo para consertar aquilo que até pouco tempo defendia com unhas e dentes.

A moça do conto acima estava errada e já não havia mais tempo para pedir desculpas. O homem dividiu os seus biscoitos sem se sentir indignado, ao passo que isso a deixara muito transtornada.

Em nossas vidas, por vezes, estamos “comendo os biscoitos dos outros” e não temos a consciência de que quem está errado somos nós. É necessário percebermos que para toda circunstância há pelo menos dois pontos de vista, e nem sempre o seu é o certo - nem o errado. São só pontos de vista diferentes.

Faça uma avaliação de sua vida e verifique se não há “verdades” que você precisa admitir que estão distorcidas…

Abraços sustentáveis,

Marcio Zeppelini

 

“Um ponto de vista nem sempre significa uma verdade”

MARCIO ZEPPELINI

PARCEIROS VER TODOS