Vamos reconhecer o seu valor?

Por: Marcio Zeppelini
27 Outubro 2016 - 19h54

O paraquedas

Charles Plumb era um piloto de caça dos EUA e serviu na guerra do Vietnã. Depois de muitas missões de combate, seu avião foi derrubado por um míssil. Plumb saltou de paraquedas, foi capturado e passou seis anos numa prisão norte-vietnamita.

Ao retornar aos Estados Unidos, passou a dar palestras relatando sua odisseia e o que aprendera na prisão. Certo dia, num restaurante, foi saudado por um homem:

- Olá, você é Charles Plumb, era piloto no Vietnã e foi derrubado, não é mesmo?
- Sim... já assistiu uma de minhas palestras? - perguntou Plumb.
- Não, não... Era eu quem dobrava o seu pára-quedas. Parece que funcionou bem, não é verdade?

Plumb quase se afogou de surpresa e, com muita gratidão, respondeu:
-Claro que funcionou, caso contrário eu não estaria aqui hoje!

Ao ficar sozinho naquela noite, Plumb não conseguia dormir, pensando e perguntando-se: “Quantas vezes vi esse homem no porta-aviões e nunca lhe disse 'Bom Dia'? Eu era um piloto arrogante, e ele, um simples marinheiro.”

Pensou também nas horas que o marinheiro passou humildemente no barco enrolando os fios de seda de vários pára-quedas, tendo em suas mãos a vida de alguém que não conhecia.

Agora, Plumb inicia suas palestras perguntando à sua plateia: "Quem dobrou seu paraquedas hoje?"

Reconheça a sua importância

Em um time de futebol profissional, 11 atletas não ganham jogo algum. Apesar de imprescindíveis, goleiro, zagueiro, atacantes... eles não jogam sozinhos.

É necessário ter um bom técnico, um preparador físico experiente, massagista, roupeiro... O motorista do ônibus, o cozinheiro que prepara as refeições dos atletas... e por aí vai!

Cada pessoa tem sua importância dentro de uma organização empresarial, social, esportiva ou familiar. É necessário reconhecer a importância de cada um dentro do sistema.

E para que as pessoas passem a respeitar seu trabalho e reconhecer sua importância, é necessário que, antes, aconteça algo de dentro para fora: que você reconheça sua própria importância.

O marinheiro da história acima sabia do seu valor, que foi reconhecido anos mais tarde. E só foi reconhecido porque ele sabia que o trabalho dele era de fato importante - e ele foi se apresentar ao ex-piloto.

Trabalhe e faça suas tarefas com maestria, com esmero e com responsabilidade. Assim, a engrenagem não vai se enferrujar e todo o sistema vai funcionar bem.

Abraços com +atitude!

Marcio Zeppelini

Quer que respeitem seu trabalho?
Reconheça antes sua própria importância.

Marcio Zeppelini

PARCEIROS VER TODOS